Menu
2019-10-14T14:38:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
no cardápio do dia

Pizza de Frango Assado: Ações da IMC disparam após acordo para fusão com empresa de Carlos Wizard

Combinação da IMC, dona das redes Frango Assado e Viena, com a MultiQRS, controlada por Wizard e detentora dos direitos da Pizza Hut e KFC no Brasil, pode resultar em companhia com receita bruta de mais de R$ 1,8 bilhão

26 de julho de 2019
11:04 - atualizado às 14:38
Pizza de frango
Imagem: Shutterstock

Vai uma pizza de frango aí? Ao menos no mercado, a mistura agrada nesta sexta-feira, 26: as ações (MEAL3) da International Meal Company (IMC), dona das redes Frango Assado e Viena, operam em forte em alta de 11,31%. Os papeis estavam cotados a R$ 9,74 na B3, por volta das 14h.

É que a holding assinou um acordo de fusão com a MultiQRS, detentora dos direitos de master-franquia da Pizza Hut e KFC no Brasil. O acordo ainda precisa ser aprovado em Assembleia Geral da IMC e, posteriormente, pelo Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade).

A combinação da IMC com os sistemas Pizza Hut e KFC, caso implementada, resultará em uma companhia com receita bruta em 2018 de mais de R$ 1,8 bilhão, ou aproximadamente R$ 2,3 bilhões, considerando o faturamento também de franqueados. A IMC estima que os custos e despesas para a efetivação da fusão serão de aproximadamente R$ 20 milhões.

Está prevista a ampliação do conselho de administração da IMC de seis para sete membros, além da substituição de alguns membros atuais por representantes indicados pela família Wizard, pela KFC International e pela Pizza Hut International - ambas controladas pela Yum! Brands.

A família Wizard transferirá à Yum!, na data da efetivação da fusão, ações ordinárias de emissão da IMC de sua titularidade, já considerando o aumento de capital decorrente do acordo, equivalentes a 2,08% do total do capital social da IMC. O empresário Carlos Wizard e seus filhos Charles Martins e Lincoln Martins, donos da MultiQRS, receberão, em conjunto, 29,3 milhões de ações ordinárias da IMC, equivalente a 15% do total.

Pela segunda vez, próxima de uma fusão

É a segunda vez em menos de um ano que a IMC fica perto de se juntar a outra empresa. No segundo semestre de 2018, a dona das redes Frango Assado quase se uniu a Sapore.

O dono da empresa de refeições coletivas fez uma "oferta hostil", propondo comprar  40% das ações da IMC diretamente na bolsa. O processo é chamado dessa forma porque não passa por uma negociação prévia com a administração da companhia.

Posteriormente, Mendez promoveria uma fusão entre a Sapore e a IMC. Juntas, elas formariam uma empresa com faturamento de R$ 3 bilhões e 1,4 mil pontos de venda em cinco países, com aproximadamente 25 mil funcionários.

Mas os acionistas da IMC aprovaram uma mudança no estatuto que que inviabilizou os planos do empresário. Com a cláusula incluída hoje no estatuto, qualquer investidor que atingir uma participação de pelo menos 30% na IMC tem agora de fazer uma oferta a todos os acionistas.

Esse tipo de condição estabelecida em estatuto é chamada no mercado de "poison pill" (pílula de veneno). O objetivo é justamente dificultar a tomada do controle em companhias com o capital pulverizado na bolsa, como é o caso da IMC.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Calendário completo

Banco Central: veja as datas das reuniões do Copom em 2022

O Copom é o órgão do BC responsável por definir, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies