Menu
2019-10-14T14:38:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
no cardápio do dia

Pizza de Frango Assado: Ações da IMC disparam após acordo para fusão com empresa de Carlos Wizard

Combinação da IMC, dona das redes Frango Assado e Viena, com a MultiQRS, controlada por Wizard e detentora dos direitos da Pizza Hut e KFC no Brasil, pode resultar em companhia com receita bruta de mais de R$ 1,8 bilhão

26 de julho de 2019
11:04 - atualizado às 14:38
Pizza de frango
Imagem: Shutterstock

Vai uma pizza de frango aí? Ao menos no mercado, a mistura agrada nesta sexta-feira, 26: as ações (MEAL3) da International Meal Company (IMC), dona das redes Frango Assado e Viena, operam em forte em alta de 11,31%. Os papeis estavam cotados a R$ 9,74 na B3, por volta das 14h.

É que a holding assinou um acordo de fusão com a MultiQRS, detentora dos direitos de master-franquia da Pizza Hut e KFC no Brasil. O acordo ainda precisa ser aprovado em Assembleia Geral da IMC e, posteriormente, pelo Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade).

A combinação da IMC com os sistemas Pizza Hut e KFC, caso implementada, resultará em uma companhia com receita bruta em 2018 de mais de R$ 1,8 bilhão, ou aproximadamente R$ 2,3 bilhões, considerando o faturamento também de franqueados. A IMC estima que os custos e despesas para a efetivação da fusão serão de aproximadamente R$ 20 milhões.

Está prevista a ampliação do conselho de administração da IMC de seis para sete membros, além da substituição de alguns membros atuais por representantes indicados pela família Wizard, pela KFC International e pela Pizza Hut International - ambas controladas pela Yum! Brands.

A família Wizard transferirá à Yum!, na data da efetivação da fusão, ações ordinárias de emissão da IMC de sua titularidade, já considerando o aumento de capital decorrente do acordo, equivalentes a 2,08% do total do capital social da IMC. O empresário Carlos Wizard e seus filhos Charles Martins e Lincoln Martins, donos da MultiQRS, receberão, em conjunto, 29,3 milhões de ações ordinárias da IMC, equivalente a 15% do total.

Pela segunda vez, próxima de uma fusão

É a segunda vez em menos de um ano que a IMC fica perto de se juntar a outra empresa. No segundo semestre de 2018, a dona das redes Frango Assado quase se uniu a Sapore.

O dono da empresa de refeições coletivas fez uma "oferta hostil", propondo comprar  40% das ações da IMC diretamente na bolsa. O processo é chamado dessa forma porque não passa por uma negociação prévia com a administração da companhia.

Posteriormente, Mendez promoveria uma fusão entre a Sapore e a IMC. Juntas, elas formariam uma empresa com faturamento de R$ 3 bilhões e 1,4 mil pontos de venda em cinco países, com aproximadamente 25 mil funcionários.

Mas os acionistas da IMC aprovaram uma mudança no estatuto que que inviabilizou os planos do empresário. Com a cláusula incluída hoje no estatuto, qualquer investidor que atingir uma participação de pelo menos 30% na IMC tem agora de fazer uma oferta a todos os acionistas.

Esse tipo de condição estabelecida em estatuto é chamada no mercado de "poison pill" (pílula de veneno). O objetivo é justamente dificultar a tomada do controle em companhias com o capital pulverizado na bolsa, como é o caso da IMC.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

caso de "promoção pessoal"

Campo de Lula da Petrobras voltará a se chamar Tupi

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) diz que a Petrobras já comunicou a mudança, que está sendo analisada

Casamento à vista?

Linx e Stone negociam fusão; ações disparam

Os papéis da Linx (LINX3) dispararam mais de 30% na B3 após o anúncio, feito por meio de um fato relevante encaminhado na hora do almoço; os papéis da Stone, listados na Nasdaq, também subiam forte

financial journey

Como sair agora da renda fixa?

Dara Chapman vai contar só para você como diversificar seus investimentos agora

resultado positivo

Rentabilidade de 4,90% do FGTS em 2019 supera inflação, poupança e dólar

O valor será repartido de forma proporcional aos saldos de cada conta do FGTS e o depósito ocorrerá até o dia 31 de agosto

saque liberado

Conselho do FGTS aprova distribuição de R$ 7,5 bi de lucro aos trabalhadores

O montante equivale a 66,23% do resultado global do FGTS em 2019, que foi superavitário em R$ 11,324 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements