Menu
2019-09-25T12:08:41-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
olhos no futuro

Facebook avança em planos para o cérebro do usuário em negócio bilionário

Empresa comprou a startup CTRL-Labs, que desenvolve um software para medir a atividade neural de uma pessoa e determinar o movimento que o usuário pensa em fazer

25 de setembro de 2019
12:02 - atualizado às 12:08
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg, CEO do Facebook - Imagem: Shutterstock

O Facebook avançou em seus planos para o cérebro do usuário. O vice-presidente da divisão de Realidade Virtual e Realidade Aumentada do Facebook, Andrew Bosworth, anunciou em seu perfil na rede social que a empresa comprou a startup CTRL-Labs.

  •  LEIA HOJE: Estão oficialmente abertas (por tempo limitado ou enquanto durarem as vagas) as inscrições para o melhor curso de análise gráfica para enriquecer em qualquer mercado. Entre aqui e aproveite!

A iniciativa desenvolve um software que permite ao usuário controlar dispositivos apenas com o pensamento. Com uma pulseira, é startup hoje consegue medir a atividade neural de uma pessoa e determinar o movimento que o usuário está pensando em fazer. A atividade neural é então "traduzida" em um movimento não físico, mas na tela de um computador, por exemplo.

Segundo a Bloomberg, a rede social desembolsou entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão (o equivalente a R$ 4,1, pela cotação de ontem) pela empresa, que tem quatro anos de existência e capital fechado. À publicação, a empresa não quis comentar o negócio.

Mas as ações do Facebook nesta terça-feira, no primeiro dia de pregão pós-anúncio, tiveram queda de 2,97%, a US$ 181, 28. Nesta quarta, os papeis da companhia também operavam em baixa: por volta das 12h, eram negociados a 179,73. Veja nossa cobertura de mercados.

Aquisição importante

A imprensa americana diz que a compra a CTRL-Labs pode um dia ser uma parte essencial por conta da chamada realidade aumentada. Com a tecnologia aplicada a um óculos, por exemplo, seria importante que o usuário pudesse controlar sua atividade online sem uma ferramenta física.

O próprio Facebook tem trabalhado em sua própria tecnologia de realidade aumentada. Em 2017, conforme lembra a publicação, a empresa anunciou uma interface casando a atividade entre cérebro e computador que pode um dia permitir que as pessoas transforme pensamentos em textos na tela. A tecnologia da CTRL-Labs resolveria um problema similar, disse a Bloomberg.

"A pulseira decodificará esses sinais [dos neurônios] e os converterá em um sinal digital, que seu dispositivo poderá entender, dando a você o controle sobre sua vida digital", escreveu Bosworth em seu perfil.

A aquisição da CTRL-Labs é feita um momento especialmente desafiador para o Facebook. A empresa passa por um um escrutínio público nos últimos meses por conta do uso indevido de informações pessoais de usuários.

A questão tem um impacto não só na imagem, mas também financeiro. Em julho, a empresa teve de fechar um acordo de US$ 5 bilhões com a Comissão Federal de Comércio - órgão de defesa do consumidor dos Estados Unidos.

A cifra impactou no lucro líquido do segundo trimestre deste ano da empresa, que caiu 49%, para US$ 2,6 bilhões. Por outro lado, o Facebook teve expansão na receita, em 28%, e na base de usuários, 8%.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Expectativas

Novo presidente da Eletrobras (ELET3) deve dar prioridade à privatização, diz Caio Megale

O escolhido pelo governo de Jair Bolsonaro para substituir Wilson Ferreira Júnior no comando da Eletrobras (ELET3) deverá indicar, rapidamente, que a privatização da estatal segue como prioridade, afirma o economista-chefe da XP, Caio Megale, ex-integrante da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes. “O programa de privatizações é um dos pilares importantes do programa […]

Reformas

‘Vamos limpar a pauta, destravando o horizonte de investimentos’, diz Paulo Guedes

Ministro prometeu que o governo não irá aumentar impostos e reforçou que a atividade está se recuperando em ‘V’

Inflação

Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses

Em janeiro, 14,2% dos consumidores projetaram valores abaixo do limite inferior da meta de inflação para 2021 (3,75%)

Alta nos preços

Preço do diesel no Brasil está entre os que mais subiram no mundo, diz estudo

Segundo o documento, na 1ª semana deste mês, o diesel ficou mais caro em 6 dos 7 países analisados

Operações de crédito

BNDES: desembolsos de 2021 deverão ficar acima de R$ 60 bi, diz Bianca Nasser

“A retomada da economia vem sendo aguardada e esperamos que o BNDES continuará tendo papel contracíclico em 2021”, diz a diretora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies