Menu
2019-05-02T12:52:50-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Finanças melhores

Eletrobras quer ficar menos endividada: presidente diz que vai submeter processo de venda de 47 SPEss

Segundo Wilson Ferreira, o processo deve ser submetido ao conselho e anunciado entre abril e maio

3 de abril de 2019
18:45 - atualizado às 12:52
Privatização Eletrobras
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

Em evento para investidores do Bradesco BBI, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira, disse hoje (3) que vai submeter o processo de venda de 47 Sociedades de Propósito Específico (SPEs) entre abril e maio deste ano. "Aperfeiçoamos a forma de como esses ativos serão ofertados e vamos submeter ao conselho, mas ainda não há um calendário para venda", destacou Ferreira.

Na prática, o ato de vender as SPEs, ou seja, participações que a Eletrobras possui nesse tipo de sociedade é uma das maneiras que a empresa tem para reduzir o seu endividamento, tornar-se mais eficiente e até mesmo mais rentável. Logo, junto com a venda de distribuidoras, a iniciativa pode ajudar a equilibrar o caixa da companhia.

Mas nem tudo são flores. Em uma das tentativas que a empresa fez de vender participações de SPEs em setembro do ano passado, o leilão frustrou um pouco as expectativas da gigante.

Na ocasião, a companhia conseguiu fazer a venda de apenas 11 dos 18 lotes ofertados. Com isso, ela arrecadou cerca de R$ 1,296 bilhão em vez dos R$ 3,1 bilhões que estavam previstos inicialmente.

Capitalização é o foco

O presidente voltou a destacar que o processo de capitalização é uma solução para a empresa e para o consumidor e que ela seria mais importante do que a privatização.

Ferreira disse que os principais argumentos de defesa seriam o fato de que ela teria maior capacidade de gerar resultados, além do que a capitalização poderia ajudar a eliminar a bandeira tarifária.

"Eu acredito que é uma forma mais fácil de trazer a empresa para o mercado de capitais sem abrir mão de algumas coisas. Se capitalizarmos a Eletrobras, continuaremos a ter uma participação relevante na empresa e ainda vamos vender ações na bolsa a valores bem maiores", disse ele.

E ao que tudo indica, o governo também parece mais favorável à capitalização. Segundo o secretário de energia elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ricardo Cyrino, que também estava no painel, "a inclinaçao é para a capitalização, mas isso ainda não foi decidido. O governo tem suas prioridades, mas imagino que a linha da modernização seja um ponto importante".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

ficou para esta quinta

Para privatizar Eletrobras, governo aceita mais 19 emendas à MP

Por acordo entre os senadores, o texto da MP será votado apenas amanhã, 17, a partir das 10h, e até lá, eles poderão apresentar sugestões de destaques, que podem alterar o teor do parecer

seu dinheiro na sua noite

A Selic subiu mais um pouco – e na próxima reunião tem mais

Esta “Super Quarta” terminou com os bancos centrais brasileiro e americano apertando um pouquinho mais a torneirinha dos juros. A inflação pressiona, aqui e na terra do Tio Sam, e as autoridades monetárias querem mostrar que permanecem vigilantes. O Federal Reserve ainda não elevou propriamente as taxas de juros, que foram mantidas entre zero e […]

Entrevista

Sinais do Copom apontam para Selic a 7% no fim do ano, diz Padovani, do banco BV

Economista-chefe do banco BV, Roberto Padovani destacou o tom mais ríspido do Banco Central e a indicação de que a Selic continuará em alta

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado da decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 4,25% ao ano

Subiu de novo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 4,25% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies