Menu
2019-11-12T12:25:57-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Quer entender a alta do dólar por aqui? Dê uma olhada no Chile

Dólar opera em alta, na linha de R$ 4,18, refletindo movimento de aversão ao risco regional puxada pelo Chile, onde o peso cai mais de 4%

12 de novembro de 2019
12:25
Dólar em alta
Dólar em alta - Imagem: Shutterstock

Na dúvida, compre dólar. Essa máxima de mercado dita a formação de preço das taxas de câmbio na América Latina nesta terça-feira. Quem puxa a fila é o Chile, onde o peso cai quase 5%, prestes a romper a linha de 800 pesos por dólar, cotação nunca vista antes.

Essa onda compradora também acontece, em menor proporção, no México, Colômbia e, claro, no mercado brasileiro, o mais líquido de toda a região. Por volta das 12h15, o dólar comercial tinha alta de 0,88%, a R$ 4,179, depois de fazer máxima a R$ 4,1875, cotação não vista desde a máxima histórica nominal de 13 de setembro de 2018. Quem escapa, por ora, é o peso argentino, com leve alta.

O peso perde valor de forma mais acentuada desde ontem, conforme os protestos contra o governo chileno seguem em marcha em meio à convocação de uma greve geral, mesmo depois do anúncio de uma assembleia constituinte.

Além do Chile, essa onda de aversão ao risco regional também encontra suporte na Bolívia, onde Evo Morales renunciou à presidência no fim de semana e ainda há indefinição sobre a ocorrência de novas eleições no país.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ajuda na crise

Guedes revela o valor do retorno do auxílio emergencial e diz que governo pode gastar mais se necessário

Os valores da nova rodada de auxílio emergencial irão de R$ 175 a R$ 375, sendo R$ 250 em média, de acordo com o ministro

apetite chinês

O ano do boi será o ano dos frigoríficos, e o Credit Suisse aponta melhor ação para aproveitar o momento

Peste suína africana nos rebanhos de suínos chineses e demanda por alimentos devem resultar em importação recorde de carne pela China

prepara o bolso

Mais um? Petrobras anuncia novo aumento nos preços do diesel e da gasolina

Diesel vai subir R$ 0,15 por litro e a gasolina será de R$ 0,23 por litro a partir de amanhã nas refinarias da empresa, diz Abicom

Interrompendo o casamento

Movida reforça pedido do Cade para barrar união entre Unidas e Localiza

De acordo com a companhia, isso geraria uma concorrência desleal no setor, com a nova empresa tendo 65% do mercado brasileiro de aluguel e 29% do mercado de frotas

vai mexer

Após polêmica com demissão de Castello Branco, governo indica nomes para o conselho da Petrobras

Cinco membros do colegiado pediram para não serem reconduzidos após interferência de Bolsonaro no comando da estatal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies