Menu
2019-05-28T16:53:17-03:00
DÍVIDA INTERNA E EXTERNA

Dívida pública federal cai 1% e fecha abril em R$ 3,878 trilhões, diz Tesouro

Correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 28,80 bilhões em abril, quando houve um resgate líquido de R$ 69,36 bilhões.

28 de maio de 2019
11:17 - atualizado às 16:53
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

O estoque da dívida pública federal (DPF) caiu 1,00% em abril, a R$ 3,878 trilhões. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 28, pelo Tesouro Nacional. Em março, o estoque estava em R$ 3,917 trilhões.

A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) caiu 1,09% e fechou o mês passado em R$ 3,723 trilhões.

Já a Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 1,03% maior, somando R$ 155,29 bilhões no quarto mês do ano.

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 28,80 bilhões em abril, quando houve um resgate líquido de R$ 69,36 bilhões.

12 meses

A parcela da DPF a vencer em 12 meses subiu de 16,41% em março para 15,92% em abril, segundo o Tesouro Nacional. O prazo médio da dívida subiu de 4,15 anos em março para 4,22 anos no mês passado.

O custo médio acumulado em 12 meses da DPF passou de 9,79% ao ano em março para 9,77% ao ano em abril.

Estrangeiros

Os estrangeiros aumentaram a participação na dívida pública brasileira em abril . A fatia dos investidores não-residentes no Brasil no estoque da DPMFi subiu de 12,24% em março para 12,50% no mês passado, somando R$ 465,43 bilhões, segundo os dados divulgados pelo Tesouro Nacional. Em março , o estoque nas mãos de estrangeiros estava em R$ 460,88 bilhões.

O grupo previdência foi o maior detentor de papéis do Tesouro, com a participação passando de 24,15% em março para 25,56% no mês passado.

A parcela das instituições financeiras no estoque da DPMFi teve queda de 22,33% em março para 21,65% em abril. Os fundos de investimentos reduziram a fatia de 27,24% para 26,12% em abril. Já as seguradores tiveram aumento na participação de 3,98% para 4,02%.

Composição

A parcela de títulos prefixados na DPF caiu de 32,01% em março para 30,16% em abril. Os papéis atrelados à Selic, por sua vez, aumentaram a fatia, de 35,86% para 36,95%.

Os títulos remunerados pela inflação subiram para 28,70% do estoque da DPF em março, ante 28,01% em abril. Os papéis cambiais elevaram a participação na DPF de 4,11% em março para 4,19% no mês passado.

Os porcentuais de papéis atrelados a índices de preços e à Selic não estão cumprindo as metas do Plano Anual de Financiamento (PAF) para este ano, enquanto o restante está enquadrado.

O intervalo do objetivo perseguido pelo Tesouro para os títulos prefixados em 2019 é de 29% a 33%, enquanto os papéis remunerados pela Selic devem ficar entre 38% a 42%. No caso dos que têm índices de preço como referência, a meta é de 24% a 28% e, no de câmbio, de 3% a 7%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

ranking da forbes

Varejo invade lista de mais ricos do Brasil; saiba mais sobre os bilionários

Luiza Trajano, Ilson Mateus e Luciano Hang chegam entre os 10 mais ricos do país, em um ano marcado por mudanças no setor varejista, alta das ações e IPOs

Seu Mentor de Investimentos

Como proteger seus investimentos diante do risco de sanções comerciais por causa das queimadas

País tornou-se um pária no mundo por conta do que acontece no Pantanal e na Amazônia, diz colunista Ivan Sant’Anna; ele aponta uma série de tipos de ativos que podem estar imunes a uma eventual protesto da comunidade internacional

caso de fevereiro

Guedes ‘excedeu barbaramente’ limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza

Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia ‘insultou’ os servidores públicos

em recuperação judicial

Justiça dos EUA libera empréstimo de US$ 2,4 bi da Latam

Nova proposta retirou cláusula questionada por minoritários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements