Menu
2019-04-21T17:53:03-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Piora nas contas

Déficit estrutural do setor público chega a 0,7% do PIB em 2018

Devido à deterioração das contas dos Estados e municípios, movimento de melhora das contas públicas pelo resultado oficial não aconteceu no estrutural, que apresentou piora no ano passado

20 de abril de 2019
11:42 - atualizado às 17:53
brasil-crise
Crescimento da atividade econômica não seria suficiente para equacionar a questão fiscal, diz técnico do governo. - Imagem: Shutterstock

A piora nas contas de Estados e municípios levou à piora do déficit estrutural do setor público brasileiro em 2018, que subiu de 0,5% em 2017 para 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado.

Já o déficit primário caiu de 1,7% em 2017 para 1,6% do PIB em 2018, apresentando ligeira melhora.

O resultado fiscal estrutural mede o desempenho das contas livre das influências transitórias, como as receitas extraordinárias e os efeitos dos ciclos econômicos.

Ou seja, é o resultado fiscal que seria observado se o PIB não tivesse os efeitos do baixo crescimento, o preço do petróleo estivesse em valor de equilíbrio de longo prazo e se não houvesse receitas e gastos não recorrentes.

Na prática, o indicador é um importante instrumento de monitoramento da qualidade da política fiscal, pois mede o real esforço do governo para alcançar a sustentabilidade da dívida pública no longo prazo.

A melhora nas contas públicas observada no resultado oficial não aconteceu no resultado estrutural em razão da grave situação fiscal em que se encontram Estados e municípios.

O quadro pode ser considerado ainda mais grave do que o que foi medido, porque a metodologia de cálculo não consegue incluir todos os atrasos de pagamentos dos governadores e prefeitos a seus fornecedores. E estes atrasos cresceram no ano passado.

Segundo o coordenador-geral de Política Fiscal do Ministério da Economia, Bernardo Patta Schettini, apenas o crescimento da atividade econômica não seria suficiente para equacionar a questão fiscal. O setor público terá de fazer um esforço maior para cortar despesas.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Caos na bolsa

Pressionado pelo coronavírus, Ibovespa cai 7% e tem o pior pregão desde o Joesley Day

O Ibovespa perdeu quase oito mil pontos nesta quarta-feira, impactado por um forte movimento de correção por causa da disparada de casos do coronavírus fora da China — todas as ações do índice fecharam em queda. Já o dólar à vista subiu a R$ 4,44, cravando mais um recorde nominal de encerramento

Mais uma polêmica

Vídeo de Eduardo Bolsonaro defendendo Orçamento impositivo circula pelo WhasApp

Vídeo mostra a fala do parlamentar no plenário da Câmara, no dia 26 de março do ano passado

Surto mundial

Por coronavírus, Costa Cruzeiros amplia medida de segurança em seus navios; Nestlé aconselha funcionários a não viajarem

Entre as providências está a proibição da entrada de pessoas que tenham viajado para países e regiões afetadas pela doença

FORA DO AR

Investidores da XP relatam problemas para acessar home broker nesta quarta-feira

Ao ser procurada, a assessoria de imprensa informou que “a plataforma apresentou lentidão para alguns clientes no início da tarde desta quarta-feira”

Medida do BC

Moody’s: diminuição de compulsório para depósitos a prazo é positiva

Para a agência, os gigantes do mercado são os mais beneficiados, por deterem 72% de todos os depósitos a prazo no Brasil

CDS no radar

Risco-país do Brasil tem novo dia de alta e vai a 106 pontos

Desde o começo de fevereiro o CDS vinha sendo negociado abaixo dos 100 pontos

CRIPTOMOEDAS

Criptomoedas ainda mantêm um papel limitado como forma de proteção, para analistas do JPMorgan

Apesar da baixa correlação das criptomoedas com ativos tradicionais, analistas do banco acreditam que elas ainda não podem servir como hedge da carteira

Gastos no exterior

Compras com cartão no exterior serão cobradas conforme a taxa de câmbio do dia

Opção estará disponível a consumidores a partir de 1º de março e já estava autorizada pelo BC desde 2016; atualmente, valor a ser pago na fatura é definido dez dias antes do fechamento

Ministro minimiza

Bolsonaro ‘não seria maluco’ de atacar o Congresso, afirma Ramos

Ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos minimizou o envio, pelo presidente Jair Bolsonaro, de vídeo convocando para manifestações que criticam Congresso

Alerta para a mineradora

Navio carregado de minério de ferro da Vale corre risco de naufrágio no MA

Volume de carga transportado não foi divulgado pela mineradora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements