Menu
2019-05-29T09:20:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Interessado em renda fixa?

Movida emitirá debêntures no valor de R$ 700 milhões

Recursos obtidos serão destinados para o reforço da liquidez, quitação de dívidas e renovação e expansão da frota dos veículos das suas controladas

29 de maio de 2019
8:54 - atualizado às 9:20
Movida
Imagem: Divulgação

O conselho de administração da Movida, locadora de veículos do grupo JSL, autorizou ontem (28) a emissão de debêntures simples da companhia, não conversíveis em ações, no valor de R$ 700 milhões.  Essa será a 4ª emissão feita pela empresa. A última havia acontecido em novembro.

A emissão será feita em três séries. Na primeira, serão emitidos R$ 250 milhões. Os R$ 300 milhões restantes serão emitidos nas séries seguintes, com pelo menos R$ 150 milhões reservados para a 3ª etapa do processo, no sistema de vasos comunicantes, com o valor ofertado só definido após o término do bookbuilding e de acordo com os limites aprovados.

O valor unitário será de R$ 1000 na data da emissão. O vencimento da primeira série será de 39 meses, em 03 de outubro de 2022. A  segunda terá prazo de 61 meses, em julho de 2024 e a terceira será de 97 meses, em julho de 2027.  As remunerações serão de 100%  da taxa DI (Depósitos Interfinanceiros) e um acréscimo de mais 1,25% ao na primeira série, 1,60% na segunda e 2,10% na terceira.

Segundo o comunicado da empresa, os recursos obtidos serão destinados para o reforço da liquidez, quitação de dívidas e renovação e expansão da frota dos veículos das suas controladas.

Após a divulgação do comunicado, a agência S&P atribuiu o crédito de emissão 'brAA-' na Escala Nacional Brasil à proposta.  Segundo a agência, os recursos serão utilizados principalmente para refinanciar dívidas da companhia "portanto, não esperamos impacto significativo no nível de alavancagem da empresa".

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal

Rumo aos R$ 6?

Dólar sobe e toca os R$ 5,60; Banco Central faz dupla atuação para tentar segurar o câmbio

Disparada da moeda americana ocorre em meio à fuga de recursos que migram para os títulos públicos americanos, cujos retornos dispararam recentemente

Não gostou

Conselheira da Petrobras critica forma da demissão de Castello Branco

Segundo ela, está havendo uma desintegração vertical e nacional da Petrobras, com a única finalidade de remunerar os acionistas, o que precisa ser mudado.

Esperança

Mundo pode crescer em 2021 mais que 5,5% previstos em janeiro, diz FMI

Kristalina Georgieva também defendeu crédito para empresas e famílias, a partir das circunstâncias de cada país, até a crise de saúde ser superada.

Necessidade econômica

Reação do mercado de trabalho na pandemia depende de condição sanitária, diz IBGE

A população ocupada encolheu em 8,373 milhões de pessoas em um ano, enquanto o total de desempregados aumentou em 2,294 milhões.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies