Menu
2019-10-08T14:23:03-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Menos alunos na sala

Kroton sofre queda de 44% no lucro trimestral e ações desabam

Cifra foi de R$ 266,7 milhões no segundo trimestre de 2019; parte da baixa é justificada pela aquisição da Somos, mas cenário econômico contribuiu

14 de agosto de 2019
11:34 - atualizado às 14:23
kroton sala de aula universidade
Imagem: Shutterstock

As ações da Kroton abriram em queda vertiginosa no pregão desta quarta-feira, 14, após a divulgação do balanço do segundo trimestre da empresa. Os papéis KROT3 fecharam em baixa de 11,78%, a R$ 11,38. Acompanhe também nossa cobertura de mercados.

A companhia do ramo educacional registrou queda de 44,2% no lucro líquido trimestral, que foi de R$ 266,7 milhões. A cifra está alinhada com aquela apontada por analistas ouvidos pela Bloomberg, que esperavam lucro de R$ 259 milhões.

Segundo a empresa, a queda no lucro é em parte justificada pelas despesas financeiras decorrentes da aquisição da Somos - assim como o aumento na receita, que cresceu 14,2% no trimestre, para R$ 1,742 bilhão.

A Kroton adquiriu o grupo de educação básica em abril do ano passado, por R$ 4,6 bilhões.

FIES e desemprego

O número de alunos da Kroton no ensino superior, incluindo graduação e pós-graduação, caiu 5,2% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado: de 936,8 mil para 888,4 mil.

A variação é reflexo das fortes safras de captação em 2013 e 2014 - sendo assim, mais alunos se formaram no último período. A companhia informa uma mudança do perfil da base: com menos alunos do FIES matriculados, a evasão também é maior.

O cenário econômico atual também teve um peso nos indicadores de evasão.

Ao final do segundo semestre de 2019, a Kroton possuía 64.531 alunos matriculados com contratos de FIES - redução de 43,1% em relação ao mesmo período de 2018.

De acordo com a companhia, essa queda segue a tendência apresentada em trimestres anteriores, com captações cada vez menos relevantes e um aumento no nível de formaturas nesse segmento.

Entre 2014 e o final de 2019, a redução de alunos do FIES será superior a 75%, o que, segundo a Kroton, demonstra que a base continua sendo substituída por alunos sem o financiamento.

A partir de 2020, a empresa estima que menos de 14% de sua base presencial utilizará FIES. Na base total de alunos, a projeção é de que apenas 5,8% utilize o financiamento.

Outros números

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 624,767 milhões, 4,3% menor, e com margem de 35,9%, ante 42,8% há um ano.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

A chance do Pão de Açúcar de focar no seu negócio principal

Nessa nova experiência de home office que muitos de nós estamos vivendo, parcial ou integralmente, um dos desafios é conseguir manter o foco durante todo o expediente. Algumas pessoas dizem conseguir se concentrar muito melhor trabalhando de casa, onde é mais silencioso e confortável. Outras, como eu, encontraram bastante dificuldade para não procrastinar e acabar […]

Falta só a sanção

Câmara aprova prorrogação do prazo de entrega do Imposto de Renda até 31 de julho

Além de dar mais 90 dias de prazo, o texto também limitou o pagamento do imposto a, no máximo, seis parcelas

FECHAMENTO

Ibovespa engata segunda alta consecutiva, mas tempo segue fechado em Brasília

O Orçamento segue empacado e a situação fiscal preocupa, mas NY e as commodities vieram para salvar o dia e fazer o Ibovespa fechar a sessão no azul

Clássicos repaginados

Hasbro se une à plataforma de games Roblox para lançar novos produtos

A gigante dos brinquedos anunciou uma série de itens das linhas Nerf e Monopoly em parceria com a novata Roblox

Bom momento

Construtoras apresentam prévias operacionais fortes, apesar de restrições por causa da pandemia

Apesar dos lançamentos fracos, Cyrela viu crescimento nas vendas líquidas em comparação ao mesmo período do ano anterior; Direcional e Moura Dubeux bateram recordes de vendas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies