Menu
2019-09-10T08:33:08-03:00
Estadão Conteúdo
mudanças no gigante asiático

China elimina cotas para investidores institucionais estrangeiros qualificados

Medida, anunciada pelo órgão regulador de câmbio chinês, busca atrair mais recursos para os mercados de capitais do país

10 de setembro de 2019
8:33
Centro econômico de Pequim, na China
Imagem: shutterstock

O regulador de câmbio da China anunciou nesta terça-feira que vai eliminar limites de investimentos para dois programas de investimentos estrangeiros, numa tentativa de atrair mais recursos para seus mercados de capitais.

O órgão informou em comunicado que vai abolir cotas para o programa conhecido como Investidor Institucional Estrangeiro Qualificado (QFII, pela sigla em inglês) e para a versão em yuans, o RQFII, em mais uma iniciativa de abertura dos mercados chineses.

Restrições que limitavam a adesão de certos países e regiões aos dois programas também serão removidas, disse o regulador. Novos investidores, porém, terão de se candidatar e atender as exigências do governo para ganhar acesso aos programas.

Nos últimos anos, a China intensificou reformas no sentido de abrir seu setor financeiro. A eliminação das cotas veio após Pequim desvalorizar o yuan, em meio a uma prolongada disputa comercial com os EUA, para ajudar exportadores em dificuldades. A desvalorização da moeda chinesa, no entanto, pode gerar mais saídas de capital num momento de desaceleração econômica.

Meses atrás, o regulador anunciou que iria combinar os dois programas e ampliar seu escopo para incluir derivativos, recompras de bônus e fundos privados. Essa promessa, no entanto, ainda não se concretizou no comunicado de hoje.

No fim de agosto, foram concedidas a investidores estrangeiros cotas de US$ 111,38 bilhões pelo QFII e de 693,3 bilhões de yuans pelo RQFII, segundo números do provedor de dados Wind. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

reajuste

Petrobras aumentará gasolina em 4% e diesel em 5% nas refinarias

Este é a segunda elevação de preços em novembro e segue a alta do petróleo no mercado internacional

saúde na bolsa

Bank of America: Com foco em saúde, ação da SulAmérica está barata e tem perspectiva positiva

Para o banco, a companhia opera 70% abaixo do potencial e tem espaço para crescer e se aproximar dos outros players do mercado de saúde

PESSIMISMO

Risco fiscal impede Brasil de aproveitar bom momento dos mercados globais

Rogério Xavier, da SPX Capital, e Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos, criticam duramente falta de interesse em controlar contas públicas

Substituição barrada

Investidores de debêntures da Rodovias do Tietê rejeitam venda da empresa para Latache

Venda para fundo foi rejeitada pelos debenturistas da concessionária, que possui pelo menos R$ 1,5 bilhão em dívidas, a maior parte na mão de pequenos investidores

Termômetro da crise

Pedidos de auxílio-desemprego sobem 30 mil na semana nos EUA, a 778 mil

O total de pedidos da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 742 mil para 748 mil.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies