Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-15T15:44:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Protestos no país

Banco Central do Chile anuncia novas medidas para conter a queda do peso

A autoridade monetária do Chile irá adotar mais ferramentas para frear a trajetória de desvalorização da moeda do país, em meio à onda de protestos sociais vistos nos últimos dias

15 de novembro de 2019
15:38 - atualizado às 15:44
Protestos no Chile
Imagem: Shutterstock

O Banco Central do Chile anunciou novas medidas para tentar conter a queda do peso chileno — que renovou mínimas históricas nesta semana em meio à turbulência política — e garantir a liquidez do sistema financeiro do país.

Entre as medidas anunciadas, está o aumento de operações de recompra de títulos (repo), com um novo prazo de 90 dias, além do já existente, de 30. O BC chileno também autorizou o uso de depósitos e títulos bancários como garantia para operações de liquidez permanente e liquidez intraday, além das repo.

A autoridade monetária ainda suspendeu a emissão do seu instrumento chamado de Pagamentos Descontables del Banco Central (PDBC) até o dia 8 de dezembro e decidiu aumentar a frequência dos leilões das operações de swap.

Por fim, todos os operadores do Sistema de Mercado Aberto chileno também poderão participar de um programa de recompra de títulos do BC do país, que funcionará na modalidade de janela, em nove datas até o final do ano. As medidas são válidas até 9 de janeiro de 2020 e podem ser modificadas pelo Conselho do BC chileno.

O anúncio parece ter surtido efeito: por volta das 15h30 (horário de Brasília) desta sexta-feira (15), o dólar operava em forte queda de 3,46%, a 774,30 pesos chilenos. A sessão é marcada por uma desvalorização da moeda americana em escala global, mas esse movimento é mais intenso em relação à divisa do Chile.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

IPO adiado

Bluefit: nem desconto de 20% garante estreia da rede de academias na bolsa

Inicialmente estimado em R$ 600 milhões, IPO da rede de academias de baixo custo agora deverá ter o valor reduzido e envolver apenas investidores institucionais, como fundos e fundações

Tensão EUA-China

Executiva da Huawei detida no Canadá em 2018 volta à China após acordo com os EUA

Confinada à cidade de Vancouver há quase três anos, onde havia sido presa sob acusação de fraude, CFO da Huawei, Meng Wangzhou, protagonizou incidente diplomático entre Canadá, EUA e China

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: O destino da Evergrande, uma análise da Vale e seis ações indicadas por analistas

A semana que termina nos mercados foi marcada pela incerteza quanto ao futuro da incorporadora chinesa Evergrande e seus desdobramentos sobre a economia global. A crise na empresa, que tem um passivo oscilando à beira da insolvência, é consequência do aperto monetário e regulatório sobre o setor promovido pelo governo chinês desde o final do […]

Estimativas

Carrefour (CRFB3) divulga projeção para Atacadão e estima R$ 100 bi em vendas em 2024

A projeção de vendas brutas da rede no exercício social que se encerrará em 31 de dezembro de 2021 é de R$ 60 bilhões

PODCAST MESA PRA QUATRO

Da Conga até o Tik Tok: Gretchen conta de sua carreira artística e como administra seu dinheiro

Aos 60 anos, Gretchen relata sobre sua independência financeira e histórias de família e de carreira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies