Menu
2019-11-15T15:44:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Protestos no país

Banco Central do Chile anuncia novas medidas para conter a queda do peso

A autoridade monetária do Chile irá adotar mais ferramentas para frear a trajetória de desvalorização da moeda do país, em meio à onda de protestos sociais vistos nos últimos dias

15 de novembro de 2019
15:38 - atualizado às 15:44
Protestos no Chile
Imagem: Shutterstock

O Banco Central do Chile anunciou novas medidas para tentar conter a queda do peso chileno — que renovou mínimas históricas nesta semana em meio à turbulência política — e garantir a liquidez do sistema financeiro do país.

Entre as medidas anunciadas, está o aumento de operações de recompra de títulos (repo), com um novo prazo de 90 dias, além do já existente, de 30. O BC chileno também autorizou o uso de depósitos e títulos bancários como garantia para operações de liquidez permanente e liquidez intraday, além das repo.

A autoridade monetária ainda suspendeu a emissão do seu instrumento chamado de Pagamentos Descontables del Banco Central (PDBC) até o dia 8 de dezembro e decidiu aumentar a frequência dos leilões das operações de swap.

Por fim, todos os operadores do Sistema de Mercado Aberto chileno também poderão participar de um programa de recompra de títulos do BC do país, que funcionará na modalidade de janela, em nove datas até o final do ano. As medidas são válidas até 9 de janeiro de 2020 e podem ser modificadas pelo Conselho do BC chileno.

O anúncio parece ter surtido efeito: por volta das 15h30 (horário de Brasília) desta sexta-feira (15), o dólar operava em forte queda de 3,46%, a 774,30 pesos chilenos. A sessão é marcada por uma desvalorização da moeda americana em escala global, mas esse movimento é mais intenso em relação à divisa do Chile.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

A inflação nos EUA vai afetar os seus investimentos. Veja por que e o que fazer

Como o Fed, assumiu uma postura permissiva em relação à inflação, os investidores começam a temer uma elevação da taxa de juros antes do esperado

O melhor do seu dinheiro

O preço do diesel e o cobertor curto

Na briga do presidente Jair Bolsonaro para tentar baixar o preço dos combustíveis e do gás de cozinha no país, não foi só a Petrobras que apanhou. Pode ser que sobre também para os bancos. E na bolsa, as ações das instituições financeiras já sofreram um bocado nesta segunda-feira por causa disso. Tudo ia bem […]

FECHAMENTO

Brasília força Ibovespa a pisar no freio e bolsa quase zera ganhos após avançar mais de 2%; dólar fica estável

No exterior, as bolsas tiveram dias de ganho expressivo, com os mercados repercutindo de forma positiva a aprovação do pacote de estímulos americano e uma nova opção de vacina

Proposta na mesa

Aumento de tributação aos bancos está sendo discutido para compensar a desoneração do diesel

A lógica proposta seria da CSLL subir para compor a compensação dos tributos com o intuito de zerar a tributação do diesel e do gás de cozinha, tendo um custo total de quase R$ 3,6 bilhões.

Concentrado

Foco de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão, diz Casa Branca

O texto foi avalizado pela Câmara dos Representantes no fim de semana e ainda precisa ser analisado pelo Senado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies