Menu
2019-12-22T09:58:25-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ano Novo, câmbio novo

Franco CFA, moeda de 8 países africanos, será reformada e mudanças são celebradas pelo FMI

Moeda permanecerá atrelada ao euro, o que garante sua estabilidade

22 de dezembro de 2019
9:58
Kristalina Georgieva
Kristalina Georgieva - Imagem: Shutterstock

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, celebrou em comunicado neste sábado a reforma do franco CFA, moeda estabelecida em 1945 e usada por oito países da África Ocidental e Central, que agora será chamada de "eco".

Segundo Georgieva, a reforma "constitui um passo fundamental na modernização de acordos de longa data entre a União Econômica e Monetária da África Ocidental (WAEMU, na sigla em inglês) e a França".

Georgieva afirmou que "as medidas anunciadas se baseiam no histórico comprovado da WAEMU na condução da política monetária e no gerenciamento de reservas externas". Ela acrescentou, no comunicado, que a WAEMU registrou baixa inflação e alto crescimento econômico nos últimos anos, além de melhora na situação fiscal e aumento no nível de reservas cambiais.

"As reformas também mantêm os principais elementos de estabilidade que serviram bem à região, incluindo a taxa de câmbio fixa com o euro", apontou. A diretora-gerente do FMI disse ainda que a entidade está pronta para se envolver com as autoridades regionais, conforme necessário, e apoiar a implementação da iniciativa.

Macron também aprova

O presidente da França, Emmanuel Macron, também saudou neste sábado a reforma do franco CFA. A mudança foi anunciada pelo presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, ao lado de Macron em um evento em Abidjã, cidade do país africano.

"Eu não pertenço a uma geração que conheceu o colonialismo… então vamos romper os laços", afirmou Macron. Ele acrescentou que a moeda era considerada por alguns, especialmente os jovens africanos, como uma herança pós-colonial.

Com a entrada em vigor das mudanças em relação à moeda, todas as autoridades francesas se retirarão de seus órgãos de decisão, disse Ouattara. Além disso, a obrigação de os Estados-membros manterem metade de suas reservas estrangeiras na França terminará. A moeda permanecerá atrelada ao euro, o que garante sua estabilidade, destacou Ouattara.

Este sábado marcou o segundo dia da viagem de três dias de Macron à Costa do Marfim e à Nigéria, região que foi dominada pela crescente ameaça representada por grupos jihadistas. No início do dia, Macron anunciou que uma operação militar francesa matou 33 extremistas islâmicos na região de Mopti, no centro do Mali. Fonte: Associated Press.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Novos caminhos

Notre Dame faz mais uma aquisição, desta vez do Hospital Maringá

Valor total a ser pago pode chegar a R$ 92 milhões, e objetivo é ampliar ainda mais a atuação no norte do Paraná, onde empresa já tem o Hospital do Coração em Londrina

O melhor do seu dinheiro

A virada da Dexxos, a expectativa para a Super Quarta, Elon Musk e outros destaques da semana

Bom dia! Vou começar a semana com uma enquete. Que tipo de história você gostaria de ler no Seu Dinheiro nesta segunda-feira? A empresa cujas ações subiram quase 700% nos últimos 12 meses A sócia da Petrobras que superou o processo de recuperação judicial O grupo que acaba de mudar de nome e aprovou a […]

Mais um capítulo da novela

Reatando laços: Elon Musk diz que Tesla pode voltar a adotar bitcoin e moeda dispara 10%

Depois de uma semana do tweet que pegou o mercado de surpresa com o “fim do namoro”, Musk volta atrás e tenta reconciliação

Nas alturas

Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, fecha parceria com a Ascent

A Ascent conta atualmente com uma base de dados de operadoras aéreas parceiras para serviços dedicados de UAM em toda a Tailândia e nas Filipinas, e está preparada para expandir sua presença na região

Pronta para decolar

Gol conclui aumento de capital e levanta mais R$ 423 milhões

Incluindo a incorporação da Smiles, a companhia aérea emitiu mais de R$ 1 bilhão somente neste mês de junho, e no trimestre, captação chega a R$ 2,7 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies