Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-14T14:31:12-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Aproveita que está barato

Bradesco entra na onda do “investindo em mim mesmo” e anuncia nova recompra de ações

Plano aprovado pelo Conselho de Administração do banco prevê adquirir até 15 milhões de ações, sendo até 7,5 milhões de ordinárias e até 7,5 milhões de preferenciais.

25 de junho de 2019
19:50 - atualizado às 14:31
Logo do Bradesco
Imagem: Shutterstock

Seguindo a onda do Itaú Unibanco, o Bradesco também decidiu "investir nele mesmo" ao anunciar a renovação de seu programa de recompra de ações. O movimento visa a permanência em tesouraria e posterior alienação ou cancelamento, sem redução do capital social.

De acordo com um comunicado divulgado pelo banco via Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o plano aprovado pelo Conselho de Administração nesta terça-feira (25) prevê adquirir até 15.000.000 ações, sendo até 7.500.000 ordinárias e até 7.500.000 preferenciais. O período de vigência do programa será de 27 de junho a 27 de dezembro de 2020.

Vale notar que o número de ações anunciado representa uma parcela muito pequena do tamanho do Bradesco na bolsa. O banco tem em circulação atualmente 1.139.475.741 ações ordinárias e 3.873.796.286 PNs. Em tesouraria possui 6.642.963 ONs e 24.889.584 preferenciais.

Tá barato, então compre!

Assim como fez o Itaú, ao anunciar a renovação de recompra de ações o Bradesco sinaliza para os investidores que o melhor investimento a ser feito no momento é adquirir suas próprias ações. Trocando palavras, o banco tenta mostrar que seus papéis na bolsa estão baratos e que o momento é bom para compra.

Nesta quinta-feira, as ações ordinárias do Bradesco fecharam em queda de 2,01%, negociadas a R$ 33,17. Já os papéis preferenciais (que estão fora do Ibovespa), fecharam em queda de 1,40%, cotados a R$ 37,40.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Clube do livro

Das tulipas ao bitcoin: conheça a história das crises financeiras de uma forma irreverente

O maior trunfo de “Crash”, de Alexandre Versignassi, é nos guiar pela história da economia mundial e brasileira traçando paralelos entre o passado e o presente

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies