Menu
2019-08-03T10:41:12-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Mudando de mãos

Negócio fechado! BRMalls vende sua participação em sete shoppings por R$ 700 milhões

Um fundo imobiliário administrado pelo BTG Pactual será o novo dono da fatia detida pela BRMalls em sete shoppings. O valor integral da transação será distribuído aos acionistas

3 de agosto de 2019
10:41
Shopping center
Imagem: Shutterstock

A operadora de shoppings centers BRMalls já tinha avisado: estava em "tratativas avançadas" para vender sua participação em sete ativos de seu portfólio para um fundo imobiliário administrado pelo BTG Pactual. E, na noite desta sexta-feira (2), o negociação foi concluída.

A transação envolve as fatias detidas pela BRMalls em três shoppings no Rio de Janeiro (Ilha Plaza, Casa & Gourmet e Plaza Macaé), um no Paraná (Londrina Norte), um em São Paulo (Osasco Plaza), um em Minas Gerais (Contagem) e um no Tocantins (Capim Dourado), pelo valor total de R$ 696,4 milhões — a cifra já foi liquidada.

"Os ativos alienados são shoppings sólidos, mas dentro de um portfólio maior, recebiam menor priorização e poderão receber mais investimentos e atenção pelo novo comprador", diz a BRMalls, em mensagem aos acionistas. A companhia ainda afirma que pretende vender sua fatia em outros dois empreendimentos — os shoppings São Luis (MA) e Via Brasil (RJ) — nos próximos trimestres.

A companhia possuía 100% de participação em apenas três dos empreendimentos negociados com o fundo imobiliário do BTG Pactual: os shoppings Casa & Gourmet, Londrina Norte e Capim Dourado. Com a venda da fatia detida nos sete estabelecimentos, a BRMalls ficará com 29 ativos em seu portfólio.

"Acreditamos que a correta alocação de capital é uma variável crítica de sucesso no nosso setor, que possui natureza capital-intensiva", afirma a companhia. "Manteremos nossa disciplina nos investimentos e continuaremos perseguindo a nossa estrutura ótima de capital".

A operadora ainda diz que o valor integral dessa transação será distribuído aos acionistas, tendo como base a posição do dia 7 de agosto. Dos R$ 696,4 milhões, R$ 526,4 milhões serão repassados sob a forma de dividendos — os R$ 170 milhões restantes serão pagos em juros sobre o capital próprio (JCP).

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Mais um capítulo da novela

Reatando laços: Elon Musk diz que Tesla pode voltar a adotar bitcoin e moeda dispara 10%

Depois de uma semana do tweet que pegou o mercado de surpresa com o “fim do namoro”, Musk volta atrás e tenta reconciliação

Nas alturas

Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, fecha parceria com a Ascent

A Ascent conta atualmente com uma base de dados de operadoras aéreas parceiras para serviços dedicados de UAM em toda a Tailândia e nas Filipinas, e está preparada para expandir sua presença na região

Pronta para decolar

Gol conclui aumento de capital e levanta mais R$ 423 milhões

Incluindo a incorporação da Smiles, a companhia aérea emitiu mais de R$ 1 bilhão somente neste mês de junho, e no trimestre, captação chega a R$ 2,7 bilhões

segredos da bolsa

Com “Super Quarta” à frente, semana deve ser marcada por cautela e otimismo dos mercados

A divulgação de outros dados econômicos ao longo da semana deve colocar ainda mais pressão da decisão do Fed e do BC brasileiro

Novo apagão?

Governo federal prepara MP que abre caminho para racionamento de energia

Intenção é criar um comitê de crise que terá o poder de adotar medidas como a redução obrigatória de consumo e acionamento de termoelétricas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies