Menu
2019-08-03T10:41:12-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Mudando de mãos

Negócio fechado! BRMalls vende sua participação em sete shoppings por R$ 700 milhões

Um fundo imobiliário administrado pelo BTG Pactual será o novo dono da fatia detida pela BRMalls em sete shoppings. O valor integral da transação será distribuído aos acionistas

3 de agosto de 2019
10:41
Shopping center
Imagem: Shutterstock

A operadora de shoppings centers BRMalls já tinha avisado: estava em "tratativas avançadas" para vender sua participação em sete ativos de seu portfólio para um fundo imobiliário administrado pelo BTG Pactual. E, na noite desta sexta-feira (2), o negociação foi concluída.

A transação envolve as fatias detidas pela BRMalls em três shoppings no Rio de Janeiro (Ilha Plaza, Casa & Gourmet e Plaza Macaé), um no Paraná (Londrina Norte), um em São Paulo (Osasco Plaza), um em Minas Gerais (Contagem) e um no Tocantins (Capim Dourado), pelo valor total de R$ 696,4 milhões — a cifra já foi liquidada.

"Os ativos alienados são shoppings sólidos, mas dentro de um portfólio maior, recebiam menor priorização e poderão receber mais investimentos e atenção pelo novo comprador", diz a BRMalls, em mensagem aos acionistas. A companhia ainda afirma que pretende vender sua fatia em outros dois empreendimentos — os shoppings São Luis (MA) e Via Brasil (RJ) — nos próximos trimestres.

A companhia possuía 100% de participação em apenas três dos empreendimentos negociados com o fundo imobiliário do BTG Pactual: os shoppings Casa & Gourmet, Londrina Norte e Capim Dourado. Com a venda da fatia detida nos sete estabelecimentos, a BRMalls ficará com 29 ativos em seu portfólio.

"Acreditamos que a correta alocação de capital é uma variável crítica de sucesso no nosso setor, que possui natureza capital-intensiva", afirma a companhia. "Manteremos nossa disciplina nos investimentos e continuaremos perseguindo a nossa estrutura ótima de capital".

A operadora ainda diz que o valor integral dessa transação será distribuído aos acionistas, tendo como base a posição do dia 7 de agosto. Dos R$ 696,4 milhões, R$ 526,4 milhões serão repassados sob a forma de dividendos — os R$ 170 milhões restantes serão pagos em juros sobre o capital próprio (JCP).

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Agora é oficial

Decreto formaliza ministro Paulo Guedes presidente do conselho de PPI

O governo federal publicou nesta quarta-feira (19) um novo decreto de regulamentação do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI). A atualização da norma ocorre depois que o presidente Jair Bolsonaro decidiu tirar o PPI da estrutura da Casa Civil e transferir o programa que cuida das privatizações federais para o Ministério da Economia. […]

De olho nos números

Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro

Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, recuou 0,3 ponto, para 101,7 pontos

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para você começar o dia bem informado

Devo admitir que o balanço da resseguradora IRB Brasil não costuma ser dos mais badalados da temporada. Mas a luz amarela lançada pela gestora Squadra, que questionou os números da empresa em carta há cerca de 10 dias, trouxe uma expectativa para a divulgação dos números do quarto trimestre de 2019. O Vinícius Pinheiro aguardou […]

compromisso do bilionário

Campanha de Michael Bloomberg diz que candidato vai vender grupo de mídia, se eleito presidente dos EUA

Bilionário é dono da Bloomberg, uma empresa de dados para o mercado financeiro e agência de notícias que opera em todo o mundo

Tudo que mexe com os mercados hoje

Desaceleração do coronavírus injeta bom humor nos mercados

No Brasil, os investidores ficam atetos aos movimentos do câmbio e no balanço da Petrobras, que deve ser divulgado após o fechamento.

Balanço

IRB anuncia lucro de R$ 1,764 bilhões em 2019 e abre números contestados pela Squadra

Empresa não cita nome da gestora, mas contesta informação de que balanço de 2019 teria sido turbinado por itens que não vão mais se repetir

reaquecendo

China promete ampliar assistência para fábricas retomarem operações

Governo chinês vai colocar fábricas em contato com empresas de tecnologia para ajudar a identificar quaisquer elos fracos nas cadeias de suprimento

na alesp

Reforma da Previdência em São Paulo é aprovada em primeiro turno

PEC estabelece idade mínima para aposentadoria, de 62 anos para mulheres e 65 para homens, acaba com o recebimento de adicionais por tempo de serviço e proíbe a acumulação de vantagens temporárias

o estopim da greve

Justiça do Trabalho suspende demissões em fábrica da Petrobras no Paraná

Decisão sobre a Fafen-PR terá validade até 6 de março, quando nova audiência de conciliação será realizada

Ranking

Os 27 fundos multimercados que superaram o CDI com consistência no longo prazo

Fundos badalados como o Bahia AM Maraú, o SPX Nimitz e o Kapitalo Kappa aparecem no topo da lista divulgada pela consultoria Economatica, mas o fundo Verde ficou de fora.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements