Menu
2019-12-26T17:18:33-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Bolsa e dólar hoje

Ibovespa sobe mais de 1% e chega aos 117 mil pontos; dólar cai a R$ 4,06

Na volta aos negócios depois de dois dias fechada, a bolsa aproveita o clima relativamente tranquilo no exterior para buscar novos recordes. O dólar à vista teve mais um dia de alívio

26 de dezembro de 2019
10:12 - atualizado às 17:18
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Na volta aos negócios depois de dois dias fechada, o Ibovespa aproveita o clima relativamente tranquilo no exterior para continuar avançando. Os investidores até ensaiaram embolsar parte dos lucros recentes, mas, após uma abertura em queda nesta quinta-feira (26), o índice rapidamente voltou ao campo positivo.

Por volta das 17h10, o Ibovespa avançava 1,07%, aos 117.107,52 pontos — é a primeira vez que o índice rompe a marca dos 117 mil pontos. Lá fora, o Dow Jones (+0,16%), o S&P 500 (+0,30%) e o Nasdaq (+0,59%) também sobem.

A calmaria também foi vista no mercado de câmbio: o dólar à vista fechou em queda de 0,49%, a R$ 4,0615; no exterior, a moeda americana perdeu terreno em escala global, tanto em relação às divisas fortes quanto as de países emergentes.

Todo esse otimismo na reta final do ano tem como pano de fundo o alívio no front da guerra comercial. Como é sabido, EUA e China fecharam a primeira fase de um acordo mais amplo, mas ainda não há uma previsão oficial para a assinatura dos termos.

Só que as sinalizações recentes de ambas as partes dão a entender que a conclusão dos trâmites será rápida. O presidente americano, Donald Trump, disse que o acerto já está pronto, e que ele e o presidente chinês, Xi Jinping, farão uma cerimônia oficial para a assinatura do acordo — evento projetado para a primeira metade de janeiro.

Nesse cenário, os agentes financeiros continuam mostrando-se bastante confortáveis para assumir riscos — o que dá forças tanto ao Ibovespa quanto às bolsas americanas, que também estão perto das máximas históricas. Vale ressaltar, no entanto, que o pregão de hoje tem um baixo volume de negociações, o que pode trazer instabilidade às operações.

Aqui no Brasil, os dados da confiança do comércio divulgados hoje pela Fundação Getulio Vargas (FGV) confirmam a expectativa de recuperação da economia, ainda que a percepção de cautela continue. Em dezembro, indicador subiu 0,3 ponto, para 98,1 pontos.

"Apesar da melhora da percepção dos empresários sobre o ritmo de vendas no momento presente, empresários se mostram cautelosos com a sustentabilidade da recuperação do setor nos próximos meses", informou em nota a FGV.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Alívio no dólar e nos juros

Esse pano de fundo mais otimista em relação à guerra comercial resulta numa mudança de postura no mercado de câmbio: com a perspectiva de menores atritos entre Washington e Pequim, os investidores saem da segurança do dólar e se expõem a ativos mais arriscados, como as moedas de países emergentes.

Considerando essa lógica, divisas como o peso mexicano, o peso colombiano, o rand sul-africano e o peso chileno se valorizam ante o dólar, fazendo companhia ao real — no grupo dos ativos emergentes, apenas o rublo russo perde terreno.

A baixa do dólar à vista nesta quinta-feira acabou influenciando o mercado de juros futuros: as curvas terminaram em queda, tanto na ponta curta quanto na longa. Veja abaixo como ficaram os principais DIs:

  • Janeiro/2021: de 4,62% para 4,58%;
  • Janeiro/2023: de 5,92% para 5,86%;
  • Janeiro/2025: de 6,57% para 6,51%;
  • Janeiro/2027: de 6,90% para 6,85%.

Commodities em alta

No exterior, o dia também foi de ganhos no mercado de commodities: o petróleo Brent subiu 0,91% e o WTI avançou 0,93% — o que, consequentemente, dá forças aos papéis da Petrobras: as ações ON (PETR3) têm ganho de 0,80% e as PNs (PETR4) valorizam 1,38%.

A perspectiva de aquecimento da economia chinesa a partir do acerto comercial com os EUA ajuda os papéis de empresas exportadoras de commodities, como siderúrgicas, mineradoras e papeleiras.

É o caso de Vale ON (VALE3), em alta de 0,51% e Gerdau PN (GGBR4), com valorização de 1,49%. No setor de papel e celulose, Suzano ON (SUZB3) avança 1,80%.

Veja abaixo os cinco papéis de melhor desempenho do Ibovespa:

  • Qualicorp ON (QUAL3): +4,26%
  • Cogna ON (COGN3): +3,84%
  • Localiza ON (RENT3): +3,50%
  • Multiplan ON (MULT3): +3,30%
  • Marfrig ON (MRFG3): +3,09%

Confira também as maiores quedas do índice:

  • Eletrobras ON (ELET3): -1,84%
  • Natura ON (NTCO3): -0,80%
  • BB Seguridade ON (BBSE3): -0,63%
  • B3 ON (B3SA3): -0,32%
  • Yduqs ON (YDUQ3): -0,16%
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

DE OLHO NA BOEING

FAA diz a áreas americanas que 737 MAX talvez possa retornar antes do meio do ano

De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, Dickson teria dito ainda que a previsão da Boeing e que espera que o retorno das aeronaves ocorra apenas no meio do ano é “muito conservadora”

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Bolsonaro diz que pode transferir embaixada em Israel para Jerusalém em 2021

O presidente disse que tem conversado com líderes árabes sobre o assunto e que, até o momento, não houve nenhuma oposição à proposta

AGRICULTURA

Na Índia, Tereza Cristina diz que agricultura brasileira não é vilã

A ministra admite que existe de fato uma preocupação grande com mudanças climáticas ao redor do mundo e que “ninguém tem pretensão de negar isso”, mas ressalta que os agricultores são os principais interessados no clima e em ter chuvas com regularidade

INDÚSTRIA

Indústria com mais tecnologia tem o menor peso na exportação em 24 anos

De acordo com o economista do Iedi, Rafael Cagnin, a queda nas exportações desses produtos, que somaram US$ 40,2 bilhões no ano passado, coloca a engrenagem do crescimento do País para girar no sentido oposto

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

MAIS DESINVESTIMENTOS?

Oi contrata Bank of America para acelerar venda de telefonia móvel, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, a companhia espera obter R$ 15 bilhões com o negócio

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements