Menu
2019-06-21T11:51:50-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Desce uma gelada?

Budweiser asiática pede para lançar ações na bolsa de Hong Kong e pode levantar US$ 5 bilhões

IPO da Budweiser Brewing Company, braço da cervejaria AB InBev que atua na Ásia-Pacífico, deve arrecadar no mínimo US$ 5 bilhões em julho

10 de maio de 2019
13:11 - atualizado às 11:51
Budweiser
Embalagem de Budweiser - Imagem: Shutterstock

A abertura de capital do braço asiático da maior cervejaria do mundo, a AB InBev, promete movimentar a bolsa de Hong Kong e o mercado local nos próximos meses.

A belga Anheuser-Busch InBev entrou com um pedido de IPO (oferta inicial de ações) para a sua subsidiária asiática, a Budweiser Brewing Company APAC Limited e pretende oferecer uma parcela minoritária de suas ações. A meta é que o plano se concretize até julho deste ano. Segundo estimativa de especialistas, a operação deve arrecadar pelo menos US$ 5 bilhões.

Hoje, a subsidiária Budweiser Brewing Company atua na China, Austrália, Coréia do Sul, India e Vietnam. A empresa produz e comercializa marcas mundialmente famosas como Budweiser, Stella Artois, Corona, Howegaarden e mais 50 outros nomes.

Embora as expectativas estejam altas, a empresa afirma que não há garantias de que a transação seja realmente concluída e que levará em conta fatores como condições econômicas locais e valor de mercado da empresa para sua concretização. A matriz belga pretende uma valorização de US$ 40 bilhões a US$ 70 bilhões para a sua base de operações na Ásia .

Caso o plano inicial se concretize, Hong Kong pode ver o seu maior IPO sem o apoio chinês desde 2010. Atualmente, a bolsa local sofre com o declínio de novas listagens de companhias estrangeiras.

O valor arrecadado na operação seria muito bem vindo aos cofres da AB InBev.  Desde 2016 a companhia acumula um débito de US$ 102,5 bilhões, quando adquiriu sua rival direta, a SABMiller, e vem tentando diminuir o número desde então.

O comunicado da companhia informou ainda que a J.P Morgan Securities e Morgan Stanley Asia Limited são os potenciais patrocinadores do IPO e não especificava maiores detalhes como data e valor médio para as ações ofertadas.

De olho no crescimento

O mercado chinês de cervejas ainda é dominado por marcas populares, mas o cenário vem mudando nos últimos anos.  A região vem mostrando um rápido crescimento do consumo de cervejas premium, mostrando uma tendência contrária ao observado no resto do mundo. o braço asiático da Ab InBev registrou um lucro de US$ 1,4 bilhões em 2018.

A Heineken, outra gigante do segmento, também mantém o mercado premium local aquecido. Este ano, a empresa holandesa já havia feito uma parceria de US$ 3,1 bilhões com a China Resources Beer Holdings, maior produtora de cervejas da China.

A expectativa é que o setor de cervejas premium tenha um crescimento de 21% na região, saltando para US$ 106 bilhões em apenas quatro anos.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Renovação do Conselho

Comitê interno da Petrobras desaprova dois nomes indicados ao Conselho

Indicados foram considerados inaptos pelo Comitê de Pessoas por terem atuado em empresas com relação direta com a estatal nos últimos três anos

ESTRADA DO FUTURO

A equação do e-commerce: onde estamos investindo quando o assunto é varejo

O varejo é grande demais para exista um tipo de “vencedor leva tudo”. Na geração de demanda é a mesma coisa. Todos estão crescendo como derivada de uma tendência maior, que é o desenvolvimento do e-commerce

CRIPTOMOEDA

Bitcoin ultrapassa US$ 60 mil antes de abertura de capital da Coinbase Global

Criptomoeda teve alta de 4,87%, a quatro dias de IPO da maior corretora de moedas digitais dos EUA

pandemia

Mortes por Covid-19 cresceram 468% no Brasil entre janeiro e março, alerta Fiocruz

Para os novos casos, o aumento foi de 701%; Sul e Centro-Oeste tendem a cenário mais crítico nas próximas semanas.

IPCA DE MARÇO

Inflação vai a 0,93% e mercado vê risco de estourar meta

Taxa acumulada passou a 6,10% no mês passado, reforçando temor de que inflação oficial termine o ano acima do teto da meta, de 5,25%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies