Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-12T15:07:44-03:00
Estadão Conteúdo
Dor de cabeça para a Boeing

Após acidente na Etiópia, diversos governos e companhias aéreas suspendem voos com Boeing 737 MAX

Turquia, Reino Unido, Itália, Austrália, Malásia, Cingapura, Omã, Irlanda e outros países decidiram que as aeronaves desse modelo devem ficar em terra

12 de março de 2019
11:02 - atualizado às 15:07
Boeing 737 Max 8
Boeing 737 Max 8 - Imagem: shutterstock

O acidente com o avião da Ethiopian Airlines segue causando danos à Boeing. Reguladores, empresas aéreas e governos de diversos países entraram nesta terça-feira, 12, para o grupo dos que vetaram a operação do modelo 737 MAX.

Em comunicado, a Turkish Airlines informou que a companhia manterá em terra todos seus modelos Boeing 737, até segunda ordem. O executivo-chefe da aérea, Bilal Eksi, diz que todos os voos com o modelo estão suspensos até que a incerteza sobre seu funcionamento seja esclarecida.

O governo da Itália, por sua vez, também decidiu vetar o modelo. As autoridades locais afirmaram que todas as aeronaves devem ficar em terra a partir das 21h (hora local, 1h de Brasília).

Já no Canadá, o ministro do Transportes, Marc Garneau, afirmou que o país busca mais informações sobre a causa do acidente de domingo, sem querer tomar uma medida antes disso.

Vale lembrar que o acidente deixou 157 pessoas mortas e ocorreu menos de seis meses depois que outro Boeing 737 MAX 8 caiu na Indonésia, reforçando preocupações sobre a segurança.

Autoridades aéreas em Reino Unido, Austrália, Malásia, Cingapura, Omã, Irlanda e outros países também já decidiram que as aeronaves desse modelo devem ficar em terra, por ora.

Ontem, China e Indonésia foram os primeiros países a suspender a utilização do MAX 8.

Na garagem

A suspensão das operações do MAX 8 levou à ociosidade de cerca de 40% da frota da série MAX. A maioria dessas aeronaves é do próprio MAX 8. Vale lembrar que a Boeing entregou mais de 370 unidades do MAX a 47 clientes.

No pregão de hoje na bolsa norte-americana, a ação da Boeing chegou a cair mais de 3%. Ontem, nos negócios dos mercados à vista, o papel fechou em baixa de 5,3%.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies