Menu
2019-06-13T18:06:35-03:00
quem paga?

Ações de bancos caem com relator da Previdência propondo aumento de impostos

Relatório de Samuel Moreira traz proposta de aumento da CSLL de 15% para 20%. Ideia é arrecadar R$ 50 bilhões em dez anos

13 de junho de 2019
11:59 - atualizado às 18:06
Bancos - Itaú - Santander - Bradesco - Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Estadão Conteúdo / Shutterstock

As ações dos bancos operam em baixa na B3 refletindo a proposta de elevação da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 15% para 20%, que consta do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a reforma da Previdência.

Entre as ações dos grandes bancos, as do Itaú Unibanco (ITUB4) foram as que mais sentiram o baque e caíram 1,85%. Com a baixa de hoje, as ações do maior banco privado brasileiro passaram a registrar queda no acumulado do ano. Confira também a nossa cobertura completa de mercados.

A possibilidade de alta da CSLL para os bancos já tinha sido levantada, mas agora está no texto: “Considerando a necessidade imediata de recursos adicionais, a necessidade de adequar a tributação incidente sobre o setor a capacidade contributiva das instituições financeiras, bem como os efeitos neutros para o sistema tributário nacional da referida alteração, propõe-se retomar a alíquota vigente até dezembro de 2018.”

Moreira fala que apesar da grave crise, os bancos tiveram crescimento nos lucros, e faz uma estimativa de arrecadação de R$ 50 bilhões ao longo de dez anos. Ele pegou a previsão de perda de R$ 5 bilhões neste ano e projetou.

A inclusão tem boa carga de aceno político e retórico, pois é grande a chance de que os maiores impostos cobrados dos bancos sejam apenas repassados aos clientes, via tarifas e/ou taxas de juros (spread bancário).

De todo modo, os papéis do setor caem em bloco hoje. Bradesco (BBDC4) recuou 1,09%, Banco do Brasil (BBAS3) fechou em baixa de 1,59% e Santander unit, em queda de 1,34%.

Outra fonte de receita prevista no projeto é direcionar parte da arrecadação do PIS/Pasep, hoje destinada ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS). O BNDES fica com 40% e a proposta é reduzir para 28%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

ranking da forbes

Varejo invade lista de mais ricos do Brasil; saiba mais sobre os bilionários

Luiza Trajano, Ilson Mateus e Luciano Hang chegam entre os 10 mais ricos do país, em um ano marcado por mudanças no setor varejista, alta das ações e IPOs

Seu Mentor de Investimentos

Como proteger seus investimentos diante do risco de sanções comerciais por causa das queimadas

País tornou-se um pária no mundo por conta do que acontece no Pantanal e na Amazônia, diz colunista Ivan Sant’Anna; ele aponta uma série de tipos de ativos que podem estar imunes a uma eventual protesto da comunidade internacional

caso de fevereiro

Guedes ‘excedeu barbaramente’ limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza

Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia ‘insultou’ os servidores públicos

em recuperação judicial

Justiça dos EUA libera empréstimo de US$ 2,4 bi da Latam

Nova proposta retirou cláusula questionada por minoritários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements