Menu
2019-06-11T10:49:04-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Olha, olha!

Boas novas! Inter anuncia emissão de ações ordinárias, programa de units e pede migração para nível 2 da B3

A medida é importante para os acionistas que poderão participar de forma mais ativa na empresa. A ideia é aumentar a governança corporativa dentro da empresa, conceder determinados direitos de voto às ações preferenciais do banco e oferecer maior liquidez

11 de junho de 2019
10:46 - atualizado às 10:49
Cartão do Banco Inter
Imagem: Julia Wiltgen/Seu Dinheiro

Assim como havia prometido quando abriu capital na bolsa em 2018 quando falou em garantir padrões mais altos de governança corporativa, o banco Inter (BIDI4) anunciou hoje (11) que fará emissão de ações ordinárias e que dará início a um programa de emissão de certificados de depósitos de ações para a formação de units. Hoje, a instituição possui apenas ações preferenciais e que portanto, não garantem direito a voto em assembleias.

A medida é importante para os acionistas que poderão participar de forma mais ativa na empresa. A ideia é aumentar a governança corporativa dentro da empresa, conceder determinados direitos de voto às ações preferenciais do banco e oferecer maior liquidez.

E para garantir isso, o banco também fez o pedido para migração para o nível 2 do mercado. Nele, as empresas têm o direito de manter ações preferenciais (PN), mas no caso da venda do controle é assegurado aos detentores das ações preferenciais e ordinárias o mesmo tratamento do acionista controlador.

Logo, prevê o direito do tag along de 100% do preço pago pelas ações ordinárias do acionista controlador, ou seja, o acionista minoritário receberá 100% do valor por ação recebido pelo controlador se ocorrer a venda da empresa.

Como vai funcionar?

Na prática, segundo o documento, cada uma das units será representada por uma ação ordinária (ON) e duas preferenciais (PN). Assim como as demais units disponíveis no mercado, o final do código deve ter o número 11.

Além da emissão de ações ordinárias, o banco anunciou que fará desdobramento das 101.534.167 ações que possui hoje em 50.767.085 ordinárias e 50,767.082 preferenciais, na proporção de uma ação para seis ações da mesma espécie. Com isso, o capital social da empresa terá 609.205.002 ações.

O objetivo do banco com o desdobramento é aumentar a liquidez das ações e conferir melhor preço para a cotação de emissões da instituição. Com isso, ele pretende tornar as ações mais acessíveis aos investidores, com foco em implementar o programa de units.

"A partir da evolução etapas acima, o Banco Inter irá avaliar formas de incrementar sua estrutura de capital, seja por meio de admissão de investidor estratégico em seu capital social e/ou de uma oferta pública primária subsequente de ações", disse a instituição no comunicado.

As medidas do banco fizeram com que as ações preferenciais da instituição abrissem o dia em leve alta. Por volta das 10h38, as ações estavam sendo negociadas a R$ 64,90, um aumento de 0,78%. No ano, os papéis do Inter apresentam valorização de 68,88%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BANCÕES EM ALTA

Lucro do Banco do Brasil sobe 44,7% no 1º trimestre e atinge R$ 4,9 bilhões

O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido ajustado de R$ 4,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 44,7% maior que os R$ 3,4 bilhões reportados em igual período de 2020 e 32,9% superior ao resultado obtido nos últimos três meses do ano passado. “O lucro recorde para um trimestre é resultado de uma estratégia […]

Vol é vida?

Lucro líquido da B3 cresce 22,5% e atinge R$ 1,25 bi no 1º trimestre

O lucro líquido recorrente atingiu R$ 1,4 bilhão, alta de 15,5% frente ao mesmo período do ano passado e de 15,2% na comparação com o trimestre anterior

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Carnaval fora de época da Ambev e mais…

O varejo tem várias datas importantes: dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados, Black Friday, Natal… Há uma data comemorativa em quase todos os meses, e todas são aguardadas com ansiedade pelo setor — afinal, qualquer impulso nas vendas é bem vindo. Pois para a Ambev, a coisa funciona um […]

FECHAMENTO DO DIA

Balanços e commodities metálicas ditam o ritmo e Ibovespa fecha em alta; dólar volta à casa dos R$ 5,20

Com a agenda de indicadores fracas e um Copom sem grandes surpresas, os investidores se debruçaram nos números do trimestre e no novo recorde do minério de ferro.

Queda no apetite

Fed sinaliza risco de tombo nos preços de ativos em relatório de estabilidade

O banco central dos EUA demonstrou preocupação com um possível declínio no apetito ao risco dos investidores norte-americanos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies