Menu
2019-10-04T18:52:13-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Oferta de ações

IPO do BMG pode movimentar R$ 2,2 bilhões

A instituição anunciou hoje (4) que estabeleceu a faixa de preço indicativa da ação entre R$ 11,60 e R$ 13,40. Considerando o valor de R$ 12,50 por ação, a instituição poderia ser avaliada com um valor de mercado de R$ 7,8 bilhões

4 de outubro de 2019
17:50 - atualizado às 18:52
BMG futebol
Imagem: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Depois de um tempo de suspense para saber se a abertura de capital do banco BMG sairia de fato, a instituição anunciou agora à tarde nesta sexta-feira (4) que estabeleceu a faixa de preço indicativa da ação entre R$ 11,60 e R$ 13,40. Com base no preço de R$ 12,50, a oferta pode movimentar até R$ 2,2 bilhões.

Se a ação sair por esse valor, a instituição poderia estrear na bolsa com um valor de mercado de R$ 7,8 bilhões.

O banco fará uma oferta de distribuição do tipo primária em que o dinheiro vai para o caixa da própria instituição. Com o dinheiro, a instituição pretende destinar o valor a investimento em novos produtos, linhas de negócio existentes, além de inovações tecnológicas e iniciativas de marketing.

Além da oferta de distribuição primária, ele fará uma oferta secundária em que alguns sócios vendem participações da empresa e o dinheiro arrecadado vai para o bolso dos acionistas vendedores do papel.

O BMG disse que vai distribuir 103.448.277 ações preferenciais novas e que vai disponibilizar também 16.491.755 ações preferenciais do acionista vendedor, Flávio Pentagna Guimarães.

Caso tenha demanda, o banco informou que o lote principal poderá ser acrescido em até 20%, ou seja, em até 17.990.997 ações de emissão do banco e até 5.996.999 ações de emissão do banco e de titularidade do acionista vendedor.

O lote suplementar, por sua vez, pode ser de até 15% do principal, ou seja, de 17.991.004 ações preferenciais de emissão da instituição e de titularidade do acionista vendedor.

A oferta será voltada tanto para investidores não institucionais como institucionais. Depois da oferta, os papéis serão agrupados sob a forma de units (pacotinhos de ações) e vão receber o código de BMGB11.

Calendário

A instituição anunciou também o calendário de todo o processo. Na segunda-feira (7), começa o roadshow e vai até o dia 24, quando a ação será precificada.

O período de reserva, por sua vez, tem início na próxima sexta-feira (11) e vai até o dia 23 deste mês. O início da negociação das units no nível 1 ocorre em 28 de outubro.

Os bancos coordenadores são a XP Investimentos, Itaú BBA, Credit Suisse, Brasil Plural e BB Investimentos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies