2019-06-05T14:08:48-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Tony Stark é você?

Ator do ‘Homem de Ferro’ anuncia aliança para limpar o planeta com alta tecnologia em evento da Amazon

Projeto de Robert Downey Jr. já tem nome, “The Footprint Coalition”, e deve usar robôs e nanotecnologia para cumprir o feito

5 de junho de 2019
10:14 - atualizado às 14:08
Robert Downey Jr.
Imagem: Shutterstock

O ator Robert Downey Jr. — famoso por interpretar, entre outros, o bilionário e filantropo Tony Stark, o Homem de Ferro —, marcou um jantar com especialistas em robótica e nanotecnologia. Saiu do evento com uma ideia para concretizar algo digno de super-herói: limpar o planeta Terra.

O projeto do astro hollywoodiano aliás já tem nome, "The Footprint Coalition", e deve, justamente, usar robôs e nanotecnologia para cumprir o feito, segundo anúncio feito pelo próprio ator em conferência da Amazon realizada nesta terça-feira, 4.

“Entre robótica e nanotecnologia, nós poderíamos limpar o planeta de forma significativa, se não totalmente, em 10 anos. Deus, eu adoro especialistas. Eles são como Wikipedia com traços de caráter”, disse, em tom de brincadeira, durante o evento.

Ainda não há muitos detalhes até agora, além de um site com o pronunciamento do ator sobre o projeto. Mas já se sabe que a ideia é que em abril de 2020 a iniciativa esteja em funcionamento. Para por o projeto em pé, Downey Jr. disse que passará os próximos meses se dedicando a iniciativa e se rodeando de pessoas que entendam do assunto.

Não é a primeira vez que o ator se envolve com o tema. Ele já produziu, com sua esposa, Susan Downey, uma série documental de oito episódios sobre inteligência artificial para o YouTube.

A Forbes, que fez uma reportagem sobre o tema, perguntou para a Amazon se a empresa investiria financeira ou tecnologicamente no novo projeto, mas não obteve resposta. Segundo a revista, o astro da franquia Vingadores tem uma fortuna estimada em US$ 81 milhões.

Impasse na Amazon

A primeira conferência de inteligência artificial, robótica e espaço da Amazon (que foi aberta ao público) ocorre no momento em que a própria empresa está sendo criticada por suas políticas sobre meio ambiente e de mudança climática.

Quase 8 mil funcionários da gigante assinaram uma carta aberta apoiando uma proposta apresentada em sua recente assembleia de acionistas, exigindo que o conselho de administração prepare um plano para lidar com as mudanças climáticas.

A proposta é que se reduza a dependência da empresa de combustíveis fósseis. A Amazon fez compromissos ambientais, como sua meta de ter zero carbono líquido para 50% de todos os embarques até 2030. Mas os funcionários disseram que esses esforços não têm sido suficientes.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

E AGORA, GOVERNADOR?

Aprovado! Bolsonaro sanciona teto do ICMS sobre combustíveis — mas Estados vão ficar sem benefícios e compensações

Presidente ainda aprovou a proposta de zerar os impostos federais sobre a gasolina e o etanol

EM BUSCA DE INOVAÇÃO

Por que a Suzano (SUZB3) decidiu criar um fundo de US$ 70 milhões para investir em startups

A Suzano Ventures deve investir em até 35 startups, em estágios pré-seed, seed e Série A; a empresa quer se transformar em uma plataforma global no ecossistema de inovação e sustentabilidade

PROBABILIDADES

Mais que a Mega Sena: Quina de São João promete prêmio de R$ 200 milhões; veja como aumentar as chances de ficar milionário

Você sabia que existe como aumentar suas chances de acertar as cinco dezenas da Quina? Entenda como nesta matéria

Novidade boa

Conheça o projeto no Congresso que pode mudar (para melhor) o investimento em previdência privada

Projeto de Lei permite a participante de plano de previdência optar pela tabela de imposto de renda mais vantajosa para si até o momento de começar a resgatar ou receber renda; hoje, escolha só é possível após contratação do plano ou portabilidade

SEXTOU COM O RUY

Quando crescer via aquisições pode ser uma boa para empresas na bolsa — e quando pode ser um desastre

Assim como o investimento em ações, normalmente o que define se as fusões e aquisições serão bem-sucedidas é o preço do negócio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies