2019-12-23T14:44:24-03:00
A boa do mercado

XP vê bolsa como investimento mais rentável dos próximos 5 anos

Expectativa dos analistas é de uma valorização de 15,6% ao ano no período

23 de dezembro de 2019
13:59 - atualizado às 14:44
Imagem: Shutterstock

No mundo dos investimentos, dezembro de 2019 está sendo muito mais do que a época de traçar planos financeiros para o próximo ano. Muitos analistas também estão desenhando os passos do mercado para a próxima década.

E justamente isso que a XP Investimentos fez em seu mais recente relatório, publicado nesta segunda-feira (23). O grupo traçou um panorama para os próximos 5 anos e deu a sentença: se tudo correr como o esperado, a renda variável é o melhor caminho para quem quer ampliar rendimentos.

A expectativa dos analistas é que a bolsa brasileira suba até 15,6% ao ano no período no melhor cenário, muito acima dos 3,4% projetados para a inflação, ou dos 6,8% esperados para os ativos prefixados.

O plano de fundo

De acordo com a XP, o otimismo com o crescimento global voltou a ganhar terreno nas últimas semanas, sobretudo após China e Estados Unidos sinalizarem um primeiro acordo comercial.

Contudo, os analistas alertam que essa primeira etapa do acordo não deve ser encarada como definitiva, sob o risco de novas tensões entre as duas maiores economias do mundo voltarem ao centro do palco.

Dessa forma, a XP aponta para um cenário mais otimista para o começo da década, mas ainda de crescimento tímido, "com taxas de juros comprimidas e aversão a risco mantendo o dólar e outros ativos considerados seguros em patamares valorizados".

Já no Brasil, a melhora do cenário econômico nos últimos meses fez preço e ajudou a bolsa a alcançar novos recordes nos pregões anteriores. Diante disso, a XP aumentou sua aposta de crescimento na bolsa, tanto no exterior como no Brasil, e sinalizou esse tipo de investimento como aquele com a melhor relação 'retorno esperado X volatilidade histórica' para os próximos 5 anos.

Já na renda fixa, a XP aponta que "os retornos esperados para a carteira de mercado de NTN-Bs (Tesouro IPCA), o IMA-B, estão em linha com o CDI / Selic".

Mas e o futuro?

A XP se mostra otimista com a continuidade da agenda de reformas pelo governo e na retomada (de fato) da economia brasileira para os próximos anos. Segundo os analistas, o ambiente pró-reformas está instalado, "o que tende a fazer com que as engrenagens da economia deslizem com mais facilidade".

Agora, a ressalva do grupo vem lá de Brasília: na visão da XP, o cenário político está longe de ser harmônico, com o governo federal mantendo diálogos "truncados" junto ao Congresso, além de "muita resistência à agenda de reformas por grupos organizados e influentes".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir