Menu
2019-12-23T14:44:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
A boa do mercado

XP vê bolsa como investimento mais rentável dos próximos 5 anos

Expectativa dos analistas é de uma valorização de 15,6% ao ano no período

23 de dezembro de 2019
13:59 - atualizado às 14:44
B3 Bolsa ações
Imagem: Shutterstock

No mundo dos investimentos, dezembro de 2019 está sendo muito mais do que a época de traçar planos financeiros para o próximo ano. Muitos analistas também estão desenhando os passos do mercado para a próxima década.

E justamente isso que a XP Investimentos fez em seu mais recente relatório, publicado nesta segunda-feira (23). O grupo traçou um panorama para os próximos 5 anos e deu a sentença: se tudo correr como o esperado, a renda variável é o melhor caminho para quem quer ampliar rendimentos.

A expectativa dos analistas é que a bolsa brasileira suba até 15,6% ao ano no período no melhor cenário, muito acima dos 3,4% projetados para a inflação, ou dos 6,8% esperados para os ativos prefixados.

O plano de fundo

De acordo com a XP, o otimismo com o crescimento global voltou a ganhar terreno nas últimas semanas, sobretudo após China e Estados Unidos sinalizarem um primeiro acordo comercial.

Contudo, os analistas alertam que essa primeira etapa do acordo não deve ser encarada como definitiva, sob o risco de novas tensões entre as duas maiores economias do mundo voltarem ao centro do palco.

Dessa forma, a XP aponta para um cenário mais otimista para o começo da década, mas ainda de crescimento tímido, "com taxas de juros comprimidas e aversão a risco mantendo o dólar e outros ativos considerados seguros em patamares valorizados".

Já no Brasil, a melhora do cenário econômico nos últimos meses fez preço e ajudou a bolsa a alcançar novos recordes nos pregões anteriores. Diante disso, a XP aumentou sua aposta de crescimento na bolsa, tanto no exterior como no Brasil, e sinalizou esse tipo de investimento como aquele com a melhor relação 'retorno esperado X volatilidade histórica' para os próximos 5 anos.

Já na renda fixa, a XP aponta que "os retornos esperados para a carteira de mercado de NTN-Bs (Tesouro IPCA), o IMA-B, estão em linha com o CDI / Selic".

Mas e o futuro?

A XP se mostra otimista com a continuidade da agenda de reformas pelo governo e na retomada (de fato) da economia brasileira para os próximos anos. Segundo os analistas, o ambiente pró-reformas está instalado, "o que tende a fazer com que as engrenagens da economia deslizem com mais facilidade".

Agora, a ressalva do grupo vem lá de Brasília: na visão da XP, o cenário político está longe de ser harmônico, com o governo federal mantendo diálogos "truncados" junto ao Congresso, além de "muita resistência à agenda de reformas por grupos organizados e influentes".

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

crise da covid

Desempenho do agronegócio tem evitado queda maior da economia, diz Campos Neto

“O contexto atual da pandemia trouxe desafios para todos”, lembrou Campos Neto, citando ainda medidas recentes tomadas pelo governo com foco no setor do agronegócio

No país do juro baixo

BTG, XP ou B3? Goldman Sachs aponta ação favorita para surfar crescimento do mercado de capitais

As três empresas estão entre as vencedoras do processo de desenvolvimento do mercado de investimentos no país. Mas a ação favorita dos analistas do banco norte-americano é a do BTG. Saiba por quê

balanço da crise

Abertura de novas empresas cai 23% no 2º trimestre, diz Boa Vista

Por setores, a pesquisa mostra que as empresas de serviços representaram 61,5% do total de novos negócios criados no segundo trimestre

Expansão recorde

PMI industrial sobe para 58,2% em julho ante 51,6 em junho, diz IHS Markit

O resultado ficou quase seis pontos acima do nível de junho, quando havia atingido 51,6, na série com ajuste sazonal

ajuste da estatal

Petrobras reduz preço de gás para distribuidoras em 48% em dólar e 35% em reais

Redução no preço reflete os novos contratos de venda com as distribuidoras em que o preço da molécula de gás está atrelado à variação do preço do petróleo no mercado internacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements