Menu
2019-11-13T19:03:57-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Hora de comprar

Quer uma ação com potencial de alta de 20%? o J.P. Morgan recomenda a Totvs

Apesar de as ações ON da Totvs já acumularem ganhos de mais de 125% em 2019, o J.P. Morgan ainda vê espaço para valorização nos papéis até o ano que vem

13 de novembro de 2019
16:21 - atualizado às 19:03
totvs
Imagem: Divulgação/ Instagram da Totvs

As ações ON da Totvs (TOTS3) estão num bom momento. Desde o início do ano, os papéis mais que dobraram de valor, saindo da faixa de R$ 27,00 em janeiro e superando o nível dos R$ 60,00 no mês passado. Impressionado? Pois saiba que, para o J.P. Morgan, ainda dá tempo de entrar nessa festa e colher lucros interessantes.

Em relatório, os analistas Marcelo Santos e Andre Baggio elevaram o preço-alvo para as ações da companhia ao final de 2020, de R$ 65,00 para R$ 75,00. Além disso, mantiveram a recomendação para os papéis em 'overweight' — algo como "desempenho acima da média do mercado".

Ou seja: se considerarmos a cotação atual dos papéis da desenvolvedora de softwares de gestão — R$ 61,70 no fechamento desta quarta-feira (13) —, o potencial de ganho é de 21,5%.

Essa visão otimista do J.P. Morgan tem como base a mais recente aquisição feita pela Totvs: no fim de outubro, a empresa anunciou a compra da Supplier, uma companhia focada em crédito B2B e na relação entre clientes e fornecedores, pelo montante de R$ 455,2 milhões.

Vale lembrar que, em maio deste ano, a Totvs levantou pouco mais de R$ 1 bilhão com uma oferta subsequente de ações primárias. "Enxergamos a aquisição como transformacional, pavimentando o caminho para que a companhia possa crescer no lado do crédito, uma de suas prioridades na divisão de tecnologia financeira", escrevem os analistas.

Entrando em mais detalhes: o J.P. Morgan calcula que a compra da Supplier, por si só, implica num aumento de R$ 12,00 no preço por ação da Totvs  — ou de R$ 2,2 bilhões no valor de mercado da empresa —, dada a perspectiva de crescimento nas atividades da recém-adquirida. Outro R$ 1,00 por ação diz respeito às tendências mais fortes de crescimento orgânico.

Por outro lado, a instituição descontou R$ 3,00 no preço-alvo das ações da Totvs, uma vez que, dada a magnitude da compra da Supplier, há menos expectativas por outras operações de fusão e aquisição no futuro — agora, o J.P. Morgan projeta um orçamento de R$ 250 milhões para eventuais novas transações.

Desta maneira, chegamos a um saldo líquido positivo de R$ 10 por ação — e à elevação no preço-alvo de R$ 65,00 para R$ 75,00. "A Totvs está numa posição única para ajudar os fornecedores, tendo mais de 50% de participação de mercado no ramo de planejamento de recursos empresariais no Brasil".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O melhor do seu dinheiro

O preço do diesel e o cobertor curto

Na briga do presidente Jair Bolsonaro para tentar baixar o preço dos combustíveis e do gás de cozinha no país, não foi só a Petrobras que apanhou. Pode ser que sobre também para os bancos. E na bolsa, as ações das instituições financeiras já sofreram um bocado nesta segunda-feira por causa disso. Tudo ia bem […]

FECHAMENTO

Brasília força Ibovespa a pisar no freio e bolsa quase zera ganhos após avançar mais de 2%; dólar fica estável

No exterior, as bolsas tiveram dias de ganho expressivo, com os mercados repercutindo de forma positiva a aprovação do pacote de estímulos americano e uma nova opção de vacina

Proposta na mesa

Aumento de tributação aos bancos está sendo discutido para compensar a desoneração do diesel

A lógica proposta seria da CSLL subir para compor a compensação dos tributos com o intuito de zerar a tributação do diesel e do gás de cozinha, tendo um custo total de quase R$ 3,6 bilhões.

Concentrado

Foco de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão, diz Casa Branca

O texto foi avalizado pela Câmara dos Representantes no fim de semana e ainda precisa ser analisado pelo Senado.

Casamento do ano?

Fusão de Hapvida e Intermédica deve revolucionar setor de saúde, apontam analistas; ações sobem mais de 5%

Para analistas, união das companhias não deve encontrar grandes dificuldades para conseguir aprovação do Cade, com o ponto mais crítico sendo, possivelmente, Minas Gerais, onde ambas concentram 16% do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies