Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2019-09-09T10:04:23-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Os conselheiros estão falando sobre Brumadinho?

9 de setembro de 2019
10:04
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

O Seu Dinheiro vem publicando às segundas-feiras uma série de entrevistas com conselheiros de empresas. Eles são os chefes dos CEOS, representantes dos acionistas e responsáveis por direcionar a estratégia dos negócios. Quando há um alinhamento de forças na companhia, a tarefa é mais fácil. Mas nem sempre é assim.

Ruy Hirschheimer assumiu a presidência do conselho da Usiminas em 2018 após a siderúrgica enfrentar uma briga entre seus principais acionistas por cerca de quatro anos. Os japoneses da Nippon Steel e os ítalo-argentinos da Ternium-Techint se desentenderam, a ação da empresa chegou a valer menos de R$ 1 e a Usiminas quase quebrou.

Após um acordo entre os sócios, Ruy assumiu o conselho com a missão de apaziguar ânimos exaltados e focar na reestruturação do negócio. Em entrevista à repórter Daniele Madureira, ele conta como conduziu a situação.

Ruy também falou do papel dos conselheiros e da preocupação em mitigar riscos da companhia. O acidente da Vale em Brumadinho trouxe um alerta extra à indústria do aço. A Usiminas também tem operações de mineração em Minas Gerais e as questões de segurança e riscos ambientais ganharam mais relevância no conselho. Veja como está essa discussão dentro do conselho da Usiminas e quais são as prioridades da companhia.

Recomendo essa leitura caso você tenha ou pense em comprar ações da empresa.

Ruy Hirschheimer, presidente do conselho de administração da Usiminas
Ruy Hirschheimer, presidente do conselho de administração da Usiminas - Imagem: Eduardo Nicolau/Seu Dinheiro

Na mão dos BCs

A semana começa com temor renovado sobre os impactos da guerra comercial. Dados da balança comercial chinesa e os sinais de fraqueza da atividade econômica nos Estados Unidos e no mundo reforçam a tese de que esses números podem piorar ainda mais, caso as negociações entre EUA e China não avancem.

Assim, o mercado financeiro espera que os bancos centrais atuem com novos estímulos monetários. E o primeiro sinal pode vir do BC europeu ainda nesta semana, em encontro que antecede as reuniões do Fed e do Copom. No Brasil, a inflação em nível confortável e a economia doméstica fraca reforçam as apostas em uma nova queda da Selic na semana que vem.

Para ter um panorama dos principais eventos que vão mexer com a bolsa nos próximos dias, acesse a edição semanal da Bula do Mercado. É um conteúdo gratuito, exclusivo para os leitores Premium. Para acessá-lo é preciso apenas fazer um cadastro aqui e indicar esta newsletter para cinco amigos. Os conteúdos serão liberados assim que eles aceitarem o convite.

Na sexta-feira, o Ibovespa registrou ganhos de 0,68%, aos 102.935,43 pontos, um avanço de 1,78% na semana. O dólar encerrou a semana cotado a R$ 4,0801, uma queda de 1,51% na semana. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

O teto do bitcoin

O bitcoin disparou neste ano e passa por mais um ciclo de alta. Os bons tempos estão de volta? O colunista do Seu Dinheiro Fausto Botelho, um dos maiores especialistas em análise gráfica do país, comenta sobre o “teto” para a criptomoeda neste vídeo. Recomendo muito que você assista.

Respingou aqui

No mercado brasileiro, a disputa comercial entre EUA e China já abala ao menos uma empresa: a Suzano, cujos papéis acumulam uma queda de 21% neste ano. O conflito entre as duas potências fez com que o país asiático reduzisse a demanda por celulose, ajudando a derrubar o preço do material e afetando a companhia brasileira. Segundo a Fitch, com esse cenário, vai ficar mais difícil para a Suzano reduzir seus níveis de endividamento. A agência de classificação de risco revisou para baixo a nota de crédito da empresa.

Segunda alto astral

O dia de hoje traz boas notícias para parte dos brasileiros. A Receita Federal liberou a consulta ao quarto lote da restituição do Imposto de Renda 2019. O dinheiro deve ser depositado nas contas no próximo dia 16. Clique aqui para saber mais e veja se você tem valores a receber.

Inventor de bilionários

Se não fosse por Warren Buffett a lista de bilionários poderia ser bem diferente da que conhecemos hoje. Sete pessoas só conseguiram seus bilhões porque estão ligados direta ou indiretamente ao magnata e sua holding, a Berkshire Hathaway. Ficou curioso? Confira a lista completa no Seu Dinheiro.

Um grande abraço e ótima segunda-feira!

Agenda

Indicadores 
- FGV divulga Indicadores do Mercado de Trabalho de agosto
- Secex: Balança Comercial semanal

Bancos Centrais 
- BC divulga Boletim Focus
- BC realização leilão de venda à vista de até US$ 580 milhões conjugado com leilão de swap cambial reverso
- BC realiza leilão de swap cambial tradicional
- BC realiza oferta de até R$ 3 bi em operações compromissadas de três meses

Política 
- Reino Unido: oposição espera receber assentimento real ao projeto para bloquear um Brexit sem acordo, transformando-o em lei
- Reino Unido: parlamento britânico debate moção do governo sobre a convocação de eleições antecipadas

 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Oportunidade para o investidor

Conselho da Iguatemi aprova emissão de R$ 264 milhões em debêntures

Trata-se da oitava emissão dos títulos pela empresa, que serão negociados em série única e vinculados a uma emissão de CRI

Seu Dinheiro na sua noite

O que mudou e o que não mudou na bolsa

Quando surgiram as primeiras notícias sobre o surto do coronavírus na China, havia poucos elementos para afirmar se estávamos ou não diante de uma crise de saúde de proporções globais. Hoje já não temos mais dúvidas disso. A dolorosa queda de 7% da bolsa na quarta-feira de cinzas marcou a passagem da incerteza que tínhamos […]

É dólar na veia

Na luta para conter o dólar, Banco Central anuncia oferta de US$ 1 bilhão em contratos de swap nesta sexta-feira

Negociação será realizada na bolsa entre 9h30 e 9h40 e deve contemplar até 20 mil contratos

Dados do Banco Central

Reservas internacionais subiram US$ 976 milhões no dia 26 de fevereiro, para US$ 360,578 bilhões

Resultado reflete sobretudo a oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas

Menor nível em quatro meses

Pressionado pelo coronavírus, Ibovespa cai mais 2,59% e fecha na mínima do dia; dólar sobe a R$ 4,47

O mercado até ensaiou um movimento de recuperação no meio da tarde, mas a cautela com o surto de coronavírus prevaleceu, derrubando o Ibovespa — apenas quatro ações do índice fecharam em alta. O dólar cravou mais uma máxima

No radar

Abimaq diz não ter dado que indique desabastecimento por causa do novo coronavírus

Setor de máquinas está promovendo ações preventivas para evitar qualquer risco de desabastecimento

Negócio em aberto

Bayer concorda com nova revisão sobre aquisição da Monsanto

Empresa vai permitir que um especialista independente revise suas regras e examine os seus principais negócios

Enchentes

Chuvas de fevereiro dão prejuízo de R$ 203 milhões ao comércio do sudeste, diz CNC

Mais da metade do rombo foi concentrado no Estado de São Paulo

Não vai dar

Facebook e Microsoft cancelam participação em eventos por temor com coronavírus

Sony, Electronic Arts e Unity Technologies também já tinham informado que não participariam de conferência

Embraer monitorada

S&P mantém rating BBB da Embraer em observação para eventual rebaixamento

Avaliação reflete a aprovação ainda pendente da Comissão Europeia sobre o acordo entre a empresa brasileira e a Boeing, diz agência

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu