IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2019-04-24T12:17:02-03:00
Estadão Conteúdo
grana alta

Oferta de ações do Uber pode ser a maior de 2019

O aplicativo de transportes decidiu vender US$ 10 bilhões em ações em sua chegada na bolsa de valores; a empresa fará o registro público da abertura de capital nesta quinta-feira, 11

11 de abril de 2019
8:43 - atualizado às 12:17
Uber
Uber - Imagem: Shutterstock

O aplicativo de transportes Uber decidiu vender US$ 10 bilhões em ações em sua chegada na bolsa de valores. A empresa fará o registro público da abertura de capital nesta quinta-feira, 11. Esse valor coloca a ida do Uber a mercado como uma das maiores entre as empresas de tecnologia de todos os tempos - a empresa ficaria atrás apenas da gigante chinesa Alibaba, que abriu capital em 2014. À época, ela captou US$ 25 bilhões e foi avaliada em US$ 231 bilhões.

O Uber está buscando que sua avaliação fique entre US$ 90 bilhões e US$ 100 bilhões, influenciado pelo desempenho das ações de sua rival Lyft, que foi a mercado no mês passado.

A rival do Uber captou US$ 2,3 bilhões, sendo avaliada em US$ 24 bilhões. Como costuma acontecer, no dia seguinte ao lançamento as ações da empresa fecharam abaixo do preço inicial, que era de US$ 72. Nessa quarta-feira, 10, as ações da Lyft encerraram o pregão valendo US$ 60,12.

Bancos de investimento chegaram a avaliar o Uber em US$ 120 bilhões. Recentemente, porém, a empresa teve o valor estimado em US$ 76 bilhões no mercado privado.

Road show

O Uber fará sua rodada de apresentação a investidores durante a semana de 29 de abril, após o registro público da abertura, que deve ser feito ainda nesta semana. Na rodada, será estabelecido o preço dos papéis no lançamento. Segundo as fontes, o Uber deve chegar à bolsa de Nova York em maio. A empresa não comentou o assunto.

O Uber faz parte do grupo de empresas de tecnologia que decidiu realizar o IPO em 2019. Além do app de transportes Lyft, a lista inclui a plataforma corporativa Slack, a rede social Pinterest e o serviço de hospedagem Airbnb.

Na última segunda-feira, 8, o Pinterest também alterou para baixo as expectativas para sua ida ao mercado. Em documento, a empresa afirmou que pretende oferecer ações entre US$ 15 e US$ 17. Com esse preço, a rede social seria avaliada em US$ 11,3 bilhões - abaixo de sua a última estimativa, em 2017, que foi de US$ 12 bilhões.

* Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e agências internacionais.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

TÃO DEIXANDO A GENTE SONHAR

Efeito dobradinha Lula-Haddad? Por que o dólar voltou para baixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em quase nove meses?

2 de fevereiro de 2023 - 11:25

Diversos fatores influenciam na pressão sobre a divisa: incertezas políticas, cenário macroeconômico e juros nos Estados Unidos

MARKET MAKERS

O segredo do maior empregador do Brasil: Como atravessar à crise sem desistir do país?

2 de fevereiro de 2023 - 10:50

Num país em que as decisões políticas parecem sobrepujar as melhoras do cenário macroeconômico, a esperança se torna fundamental

AGENDA ESG

Itaú (ITUB4) capta R$ 2 bilhões em títulos sociais para investir em negócios liderados por mulheres

2 de fevereiro de 2023 - 10:33

O banco emitiu R$ 2 bilhões em letras financeiras sociais, também chamadas de social bonds, no mercado local

EXPLORANDO OPÇÕES?

Veja as primeiras explicações da Oi (OIBR3) para o pedido cautelar que pode anteceder seu retorno à recuperação judicial

2 de fevereiro de 2023 - 10:14

Oi (OIBR3) antecipa a possibilidade de um ingressar em um novo processo de recuperação judicial sem nem bem ter saído do primeiro

O MEDO NA ESQUINA

Bitcoin (BTC) se aproxima dos US$ 24 mil e sobrevive ao Fed e ao Facebook — mas as big techs ainda podem melar o rali das criptomoedas; entenda

2 de fevereiro de 2023 - 9:49

A semana dos balanços das empresas de tecnologia tem potencial de movimentar as cotações das maiores moedas digitais do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies