Menu
2019-03-18T09:33:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
SOS

Multinacionais quintuplicam socorro financeiro para filiais brasileiras em 2018, segundo jornal

A ajuda costuma ocorrer em situações em que a empresa passa por algum período de dificuldade ou quando as empresas necessitam de crédito mais barato para realizar investimentos. 

18 de março de 2019
9:33
PIB

Não há como negar que o ano passado foi difícil para as empresas brasileiras ou filiais de companhias estrangeiras no Brasil. As dificuldades fizeram com que as multinacionais tivessem que reforçar o caixa das filiais brasileiras e ajudar com um "socorro bilionário". No ano passado, o empréstimo intercompanhia foi cinco vezes maior e passou de US$ 6,2 bilhões para US$ 32,3 bilhões em 2018 (cerca de R$ 123,40 bilhões). As informações são do jornal "O Estado de S.Paulo".

Os dados de 2018 do Investimento Direto no País (IDP) divulgados pelo Banco Central apontam que a entrada maior veio por conta do socorro à essas empresas, segundo analistas. A ajuda costuma ocorrer em situações em que a empresa passa por algum período de dificuldade ou quando as empresas necessitam de crédito mais barato para realizar investimentos.

A razão para a entrada maior de recursos está ligada, principalmente, aos problemas que a indústria e o setor de serviços enfrentam até hoje com a lenta recuperação da economia e a demanda interna reprimida.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies