Menu
2019-12-24T19:10:13-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Sessão reduzida

Nasdaq tem leve alta na véspera de Natal e chega a um novo recorde de fechamento

As bolsas americanas apenas flutuaram perto da estabilidade nesta terça-feira (24). Ao fim da sessão, encurtada por causa da véspera do Natal, o Nasdaq tinha ganhos modestos, mas suficientes para levar o índice a novas máximas

24 de dezembro de 2019
8:16 - atualizado às 19:10
Selo Mercados FECHAMENTO Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Os mercados brasileiros ficaram fechados nesta terça-feira (24), em função da véspera de Natal. Mas, no exterior, as principais bolsas funcionaram hoje — a maioria com horário reduzido de negociação.

  • Oportunidade: Contrate o Ivan Sant’Anna como seu mentor de investimentos. Saiba mais aqui.

Nos Estados Unidos, o pregão terminou mais cedo, às 15h (horário de Brasília). E, como era de se esperar, o tom foi morno, com um baixo volume de negociações — o que não impediu que um dos índices buscasse novos recordes.

O Nasdaq fechou em leve alta de 0,08%, aos 8.952,88 pontos, renovando o topo histórico. Já o S&P 500 (-0,02%) e o Dow Jones (-0,13%) terminaram o dia em baixa.

Como pano de fundo para a sessão pouco movimentada, apareceu mais uma vez o noticiário referente à guerra comercial. Mais cedo, o presidente americano, Donald Trump, disse a jornalistas que será realizada uma cerimônia pública para a assinatura da primeira fase do acordo com a China.

Impulso na China

Na sessão asiática, o Shanghai Composite, principal índice acionário chinês, fechou em alta de 0,67% — o Shenzhen, menos amplo, subiu 1,32%. Por lá, os investidores continuaram reagindo bem ao corte de tarifas anunciado por Pequim, de modo a viabilizar a assinatura da primeira fase do acordo comercial com os EUA.

No restante da Ásia, o tom foi misto: em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,15%; no Japão, o Nikkei avançou 0,04%; e, na Coreia do Sul, o Kospi teve baixa de 0,62%.

Europa de lado

No velho continente, a bolsa da Alemanha fez companhia à B3 e não abriu hoje. Mas outras praças importantes da Europa funcionaram nesta véspera de Natal — o horário de operação, contudo, foi menor.

O FTSE 1000, do Reino Unido, fechou em leve alta de 0,10% — as negociações terminaram às 9h30 (horário de Brasília). Na França, o CAC 40 ficou estável e, na Espanha, o IBEX 35 caiu 0,12%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

fechamento dos mercados

Pfizer pesa e limita alta do Ibovespa, após cortar meta de vacinas à metade em 2020

Farmacêutica enfrenta problemas na cadeia de suprimentos e reduz envio de imunizantes contra a covid-19 para 50 milhões, diz Wall Street Journal. Com fechamento anterior à notícia, dólar à vista cai 2% e juros longos despencam

acionista recompensado

Locaweb paga R$ 16 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa estreou este ano na bolsa e já tem uma valorização de quase 200%; no terceiro trimestre, lucro cresceu 30%, a R$ 7,8 milhões

Voando

Boeing recebe primeira grande compra de novos 737 MAX após acidentes

Até novembro, as companhias aéreas e as empresas de leasing de aeronaves cancelaram cerca de 10% dos pedidos do Max pendentes da Boeing neste ano.

Topo da lista

Ricardo Barros diz que reforma tributária é prioridade do governo

“É desejo do presidente uma reforma tributária que simplifique e modernize os impostos sem aumento de carga tributária”, afirma Barros.

É dia de feira?

Maia diz que meta flexível em 2021 é ‘jabuticaba brasileira’

O governo resolveu abandonar uma meta fixa de resultado primário no ano que vem.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies