Menu
2019-12-10T18:45:55-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Altas e baixas

Gol, Azul, Itaú e Banco do Brasil: os destaques do Ibovespa nesta terça-feira

O setor aéreo liderou as perdas do Ibovespa nesta terça-feira, com as ações da Gol e da Azul fechando em queda. Itaú e Banco do Brasil também caíram

10 de dezembro de 2019
15:55 - atualizado às 18:45
GOL
Gol Linhas Aéreas - Imagem: Dilvugação

As ações das companhias aéreas Gol e Azul apareceram entre as maiores perdas do Ibovespa nesta terça-feira (10), acompanhadas dos papéis do Itaú Unibanco e do Banco do Brasil. No vértice oposto do índice, Marfrig e BR Malls despontaram entre as maiores altas.

As aéreas ficaram na linha de frente dos papéis de pior desempenho. Gol PN (GOLL4) caiu 4,61% e Azul PN (AZUL4) recuou 2,03%, embora não houvesse um fator específico para derrubar a cotação dessas ações no pregão de hoje.

Analistas e operadores apontaram apenas que dois dos fatores clássicos de pressão para empresas do setor fecharam em alta nesta terça-feira: o dólar e o petróleo — duas componentes da linha de custos de companhias aéreas.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Tanto o petróleo Brent para janeiro (+0,14%) quanto o WTI para fevereiro (+0,22%) encerraram com um ligeiro tom positivo hoje. No entanto, o importante não é a variação nesta terça-feira, mas, sim, os ganhos acumulados ao longo do mês: ambos os contratos da commodity têm valorizações de mais de 5% somente em dezembro.

O efeito negativo da valorização do petróleo acabou sendo multiplicado pelos ganhos do dólar à vista: a moeda americana fechou em alta de 0,47%, a R$ 4,1488. Ambas as variáveis são levadas em conta nos cálculos do combustível de aviação, uma das principais componentes de custos do setor aéreo.

Ainda há o fator "ausência de notícias positivas" no setor aéreo. Ontem, por exemplo, as ações da Gol fecharam em alta, em meio à proposta feita pela empresa para incorporação do Smiles, administrador de seu programa de fidelidade.

Por fim, os papéis da Gol e da Azul têm um 2019 bastante positivo, acumulando ganhos de mais de 48% desde o início do ano — o que, considerando os fatores citados acima, abre espaço para um movimento de realização de lucros.

Pressão nos bancos

O setor bacário como um todo teve um dia negativo na bolsa, mas os papéis PN do Itaú Unibanco (ITUB4) e ON do Banco do Brasil (BBAS3) se destacaram, com perdas de 1,45% e 1,44%, respectivamente.

No caso do Itaú, trata-se de um movimento de realização dos ganhos recentes: mesmo com a baixa de hoje, os ativos ainda acumulam ganhos de mais de 3% em dezembro. As ações do Itaú têm se beneficiado com a expectativa em relação ao IPO da XP Investimentos nos EUA 1 o banco possui uma fatia de 49,9% da empresa.

Já os papéis do Banco do Brasil caíram após o presidente da instituição, Rubem Novaes, descartar a possibilidade de o banco ser privatizado durante a gestão Bolsonaro — ele participou de audiência pública na Câmara dos Deputados. Você pode ver a íntegra da fala do executivo neste link.

Top 5

Veja as cinco ações de melhor desempenho do Ibovespa nesta terça-feira:

  • Marfrig ON (MRFG3): +2,94%
  • BR Malls ON (BRML3): +2,91%
  • Gerdau PN (GGBR4): +2,85%
  • BR Distribuidora ON (BRDT3): +2,21%
  • Metalúrgica Gerdau PN (GOAU4): +2,03%

Confira também as maiores baixas do índice:

  • Gol PN (GOLL4): -4,61%
  • BTG Pactual units (BPAC11): -2,81%
  • Tim ON (TIMP3): -2,15%
  • Fleury ON (FLRY3): -2,10%
  • Azul PN (AZUL4): -2,03%
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

segundo agência

Em grave crise econômica, Venezuela avalia privatizar petróleo

Representantes do governo conversaram com diferentes empresas, diz agência; medida abandonaria décadas de monopólio estatal

O que mexe com os negócios hoje

Com coronavírus no radar, mercados ensaiam dia de recuperação

Ontem o dia foi de temor nos mercados, como reflexo da rápida disseminação do coronavírus pelo mundo. Nas primeras horas da manhã tanto as sessões europeias como os índices futuros em Wall Street ensaiavam uma recuperação

bons negócios

JBS faz acordo com empresa chinesa que deve movimentar R$ 3 bilhões

Parceria com WH Group oferecerá portfólio de produtos das marcas Friboi e Seara

agenda oficial

BNDES vai até Brasília explicar ‘caixa-preta’

Comitiva vai dar explicações sobre a auditoria de R$ 48 milhões; estudo não encontrou nenhuma irregularidade no banco

entrevista

Por que o coronavírus é mais um elemento de risco à economia, segundo este especialista

Segundo o economista-chefe da consultoria MB Associados, Sergio Vale, a doença aumenta as incertezas nos mercados; entenda

dados oficiais

Na China, número de mortes pelo coronavírus passa de 100

Autoridades de saúde da China afirmam que mais de 4 mil pessoas foram infectadas

precaução

Por receio do coronavírus, China adia reabertura do mercado de ações

Originalmente, os negócios nas bolsas de Xangai e de Shenzhen seriam retomados na sexta-feira; agora, só voltam segunda

Produtos de investimento

Na disputa com plataformas, Itaú lança fundo que segue carteira recomendada pelo banco

Fundo lançado há pouco mais de uma semana na rede já conta com R$ 500 milhões em patrimônio e permite que cliente invista em toda a carteira de recomendações em um único produto

Vítima da guerra das maquininhas

Lucro da Cielo cai pela metade em 2019 e despenca 68% no 4º trimestre

A estratégia deliberada da empresa controlada por Banco do Brasil e Bradesco é sacrificar as margens de lucro para defender a liderança do mercado de maquininhas de cartão. Os números refletem bem esse esforço, para o bem e para o mal

POLÍTICA

Moro diz que quem vai decidir o vice (em 2022) é o presidente; mas ideal é o vice Mourão

O ministro considerou que “pode ser que no futuro lá distante volte a se cogitar isso” e defendeu: “Não acho uma boa ideia”. “Os ministérios juntos são mais fortes.”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements