Menu
2019-12-14T12:17:50-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
VENDA DE AÇÕES

Cofundador da Uber vende cerca de US$ 166 milhões em ações da gigante em dezembro

O fundador de 43 anos fez a venda de mais de 5,8 milhões de papéis da Uber nos últimos três dias úteis desta semana

14 de dezembro de 2019
12:17
Travis Kalanick
Imagem: Shutterstock

O cofundador e ex-CEO da Uber, Travis Kalanick, causou surpresa no mercado financeiro ao vender quase US$ 166 milhões em ações que detinha da empresa entre os dias 11 e 13 de dezembro deste ano. As informações são do site Business Insider.

Segundo um comunicado da SEC, que funciona exatamente como a CVM no Brasil, o fundador de 43 anos fez a venda de mais de 5,8 milhões de papéis da Uber nos últimos três dias úteis desta semana. Com isso, o ex-diretor executivo passou a deter apenas 21 milhões de ações da companhia na última sexta-feira (13).

As primeiras vendas de Kalanick começaram em novembro quando ele vendeu quase US$ 1,7 bilhão em ações da Uber, após o período de bloqueio ou lock-up feito depois da abertura de capital da empresa. Isso porque os investidores só receberam a permissão para vender os papéis a partir do dia 6 de novembro.

Na época do IPO, os maiores acionistas da Uber eram o Softbank com 16% de participação, seguido pelo Benchmark Capital com 11%. Na sequência, estavam Kalanick com 8% e a Alphabet (Google) com 5% de participação societária.

No total, o cofundador da Uber parece ter liquidado mais de US$ 2 bilhões em ações da Uber desde o início de novembro.

O movimento vendedor após o lock-up fez com que o preço da ação baixasse bastante e alcançasse as mínimas históricas. Depois de ver o seu preço estabelecido em US$ 45 no IPO, as ações da Uber terminaram o pregão da última sexta-feira (13) cotadas em US$ 28,49, uma queda de 0,70%.

Entenda a história de Kalanick

O cofundador da Uber, Travis Kalanick liderou a empresa em seus primeiros sete anos de expansão. Mas tudo mudou depois que ele se envolveu em uma série de polêmicas e até mesmo denúncias de assédio sexual.

Pressionado por um grupo de investidores, Kalanick foi forçado a sair da empresa. O ex-CEO da Uber deixou a companhia em junho de 2017.

Desde sua partida da gigante, ele passou a aventurar pelo mundo das cozinhas. Sua nova startup, CloudKitchen, aluga cozinhas para ajudar os restaurantes de entrega a otimizar o seu espaço.

Além de investir US$ 300 milhões do próprio bolso na empresa, o fundador da startup conseguiu angariar também US$ 400 milhões de um fundo soberano da Arábia Saudita, segundo informou o jornal Wall Street Journal, o que deve ajudá-lo a escalar a nova startup.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

Uma conversa sobre investimentos para o meu pai

O primeiro salário que recebi na vida foi em julho de 1994, mês inaugural do Plano Real. Foi com esse dinheiro que saí pelas lojas do bairro do Gonzaga, em Santos, em busca de um presente para dar no Dia dos Pais. Desde então, esse sempre foi um problema para mim, porque meu pai não […]

Preferência

Oi fecha acordo de exclusividade com Vivo, Claro e Tim para venda de operação móvel, diz jornal

Após fim da exclusividade da Highline, que desistiu de fazer nova oferta, teles brasileiras passam à frente, com oferta de R$ 16,5 bilhões

Mercados hoje

Guerra comercial arrasta o Ibovespa e leva o dólar acima da marca de R$ 5,40

Trump eleva o tom contra a China e Ibovespa encerra a primeira semana de agosto em queda; dólar fecha no nível mais alto desde 30 de junho

primeira-dama

Extratos bancários de Queiroz provam depósitos de 21 cheque a Michelle Bolsonaro

Extratos bancários de Queiroz anexados a investigação sobre suposto esquema de rachadinha revelam 21 depósitos em cheques em nome de Michelle Bolsonaro

de olho na estatal

Petrobras alerta que operações e finanças podem ser afetadas pela covid-19

Estatal destacou especialmente os efeitos na mão de obra e entre seus fornecedores de bens e serviços, como a China

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements