Menu
2019-09-23T15:47:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
em busca de boas práticas

O que é a estratégia de investimento ‘buy and hold’, usada por Warren Buffett?

Megainvestidor tem entre suas práticas comprar a ação de uma empresa e ficar com ela durante bastante tempo; não foi ele quem inventou tal estratégia, mas certamente sua adesão tem peso para quem busca inspiração no mercado de ações

23 de setembro de 2019
15:47
Warren Buffett
O bilionário Warren Buffett - Imagem: Shutterstock

O bilionário Warren Buffett desperta muita atenção pelo status de lenda que ele atingiu por conta de seus investimentos. Quem aplica na bolsa tem especial interesse não só na trajetória do americano, mas também em suas estratégias. Pois nesta matéria vamos falar de uma delas: a "buy and hold".

Enquanto a ideia de comprar e vender ações rapidamente parece bastante empolgante - em especial para quem está conhecendo o mercado acionário - a verdade é que a estratégia pode soar bastante arriscada, em especial quando se fala em garantir dinheiro para bancar determinados objetivos - desde de sua reserva de emergência até a sua aposentadoria, por exemplo.

No livro "O investidor inteligente", Benjamin Graham chega a comparar a aplicação a curto prazo a um jogo, conforme lembra o site Business Insider. O autor é uma grande referência em análise fundamentalista de investimentos.

Com Warren Buffett

Não à toa que Warren Buffett adota uma estratégia de longo prazo: ele foi aluno de Graham, na Columbia Business School, da Universidade de Columbia. Aprendendo com os erros, talvez? Vale lembrar que, antes de passar pela Columbia, o bilionário investiu numa empresa petrolífera chamada Cities Service: comprou os papéis por US$ 38 e os vendeu por US$ 40. Tivesse um pouco mais de paciência, teria vendido por US$ 200 cada ação.

Colocando as ideias de Buffett e Graham em prática, o verdadeiro investimento seria aquele feito por um período mais duradouro. Daí a ideia do "buy and hold" - em português, algo como "comprar e segurar".

Em linhas gerais, consiste em acreditar que o investimento de qualidade é aquele feito em um ativo que é mantido por muito tempo em sua carteira.

'Buy and hold'

Se você olhar para os gestores ativos de fundos de investimento, poderá encontrar evidências muito fortes de por que o buy and hold funciona para a maioria das pessoas. Segundo a Business Insider, no mercado americano apenas 8% dos fundos gerenciados ativamente superaram seu índice de referência nos últimos 15 anos. 

Ainda de acordo com a publicação, o 'buy and hold' pode ser aplicado a praticamente qualquer tipo de ação ou fundo. Um portfólio diversificado e bem planejado de ações, mantido por um longo período, certamente se qualifica como investimento de 'buy and hold'.

O forte argumento para essa estratégia é que, por um período de tempo suficientemente longo, uma empresa bem administrada deve aumentar evidentemente seu valor de mercado. 

Mas a estratégia não é consenso, o americano Michael Burry, investidor conhecido também pelo filme "A Grande Aposta", chegou a dizer que a tendência a essa estratégia adotada pelos fundos de índices pode estar criando uma bolha no mercado.

*Com informações da Business Insider 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies