Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-12-09T19:33:01-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

É pra sorrir ou pra chorar?

9 de dezembro de 2019
19:32 - atualizado às 19:33
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

A bolsa teve hoje um dia bastante parado, terminando o pregão praticamente no zero a zero. Nesse marasmo do mercado - que ainda contou com um alívio para a cotação do dólar - um papel se destacou no Ibovespa: as ações da Smiles dispararam quase 20%.

Só que isso não quer dizer, necessariamente, que o acionista da operadora do programa de fidelidade da Gol tenha motivos para sorrir.

A valorização dos papéis ocorreu porque a aérea fez, hoje mais cedo, uma nova proposta para reincorporar a Smiles, dissipando as nuvens de incerteza que pairavam sobre o destino da companhia. E, de fato, as condições se mostraram vantajosas para o acionista na situação atual.

Só que, além de não ser o desfecho ideal para o acionista minoritário, a proposta só foi feita depois de o papel da Smiles ter desabado quase 40% por conta de uma decisão tomada pela própria Gol em outubro do ano passado.

Pela forma como as coisas foram feitas, a aérea acabou barateando, para ela mesma, a reincorporação do seu programa de fidelidade. E quem saiu perdendo, no fim das contas, foi o minoritário.

Nesta matéria, o Victor Aguiar relembra toda a história por trás da reincorporação da Smiles à Gol e explica por que, aos investidores, só restou um sorriso amarelo.

Zerou o IPO da XP 

Depois de ser criticada por cobrar taxa de performance em fundos criados apenas para investir no IPO da XP na Nasdaq, a gestora Vitreo decidiu zerar a cobrança. A medida transformou os fundos da Vitreo nas melhores alternativas para investir na abertura de capital da empresa, e o Vinícius Pinheiro te explica por que nesta matéria.

Nem tudo está perdido…

Desde que o BMG abriu capital na B3 no fim de outubro, suas ações amargam uma perda de 28%. Mas, para os analistas do Credit Suisse, há uma luz no fim do túnel. A instituição iniciou a cobertura dos papéis do banco com uma recomendação de compra. Entenda por que as ações são consideradas atrativas e saiba qual o seu potencial de valorização nesta matéria do Vini.

Ano novo, estratégias novas

Quem estava presente no Investor Day das Lojas Americanas e da B2W recebeu com animação as novas estratégias apresentadas pelas duas empresas. E as notícias positivas não só agitaram o mercado na última sexta-feira, como também chamaram a atenção dos analistas do BTG Pactual. Eles elevaram os preços-alvos dos papéis das varejistas, o que resultou numa perspectiva de valorização formidável em um ano. Confira os detalhes nesta matéria da Bruna Furlani.

Seria o câmbio um bicho-papão? 

Para o fundo Verde, do lendário gestor Luis Stuhlberger, a resposta para essa pergunta é não. Em sua carta de novembro, a gestora disse que a disparada do dólar é infundada e exagerada. Ainda assim, o fundo deixou de apostar na queda da moeda americana, tendo zerado a sua posição vendida. Na carta, o Verde informou ainda outras alterações na sua carteira, como te mostra a Jasmine Olga.

Um abraço!

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

sinais ambíguos

Bolsonaro cita respeito a teto de gastos, mas acerta R$ 5 bi extras para obras

Uso de créditos extraordinários, sob o argumento de estimular a economia no pós-covid-19, é defendido pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho

gritty investidor

Quatro passos importantes para avaliar se uma empresa é bom negócio

Vou compartilhar com você quatro pontos importantes para ver uma empresa na bolsa

Disputa corporativa

Totvs entra na disputa pela Linx contra a Stone com oferta igual para todos os acionistas

A proposta formalizada hoje pela Totvs avalia a Linx em R$ 6,1 bilhões e não prevê pagamento adicional a conselheiros da empresa como a oferta da Stone

efeitos da pandemia

BNDES registra prejuízo contábil de R$ 582 milhões no 2º trimestre

prejuízo foi motivado por ajustes negativos de equivalência patrimonial em empresas investidas e por provisionamentos para risco de crédito visando a cobertura de eventuais perdas decorrentes do cenário de pandemia da covid-19

em queda

Prévia do PIB cai 6,28% no 1º semestre, diz BC

No Relatório de Mercado Focus divulgado pelo BC na última segunda-feira, a projeção é de queda de 5,62% do PIB em 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu