Menu
2019-06-07T18:48:37-03:00
Estadão Conteúdo
Mais efeitos da guerra comercial

Ações de empresas de chips despencam com preocupação de boicote à chinesa Huawei

Empresa Infineon teria suspendido as remessas para a Huawei depois que os EUA colocaram a empresa em uma lista negra na semana passada

20 de maio de 2019
14:21 - atualizado às 18:48
Huawei
Imagem: Shutterstock

As ações de fabricantes americanas e europeias de chips caíram acentuadamente nesta segunda-feira, 20, em meio a preocupações de que os fornecedores da Huawei possam suspender os embarques para a empresa chinesa devido ao veto dos Estados Unidos.

O movimento ocorreu após o jornal Nikkei Asian Review ter informado que a Infineon havia suspendido as remessas para a Huawei depois que os EUA colocaram a segunda maior fabricante de smartphones do mundo em uma lista negra na semana passada, impondo restrições que dificultarão a realização de negócios com empresas norte-americanas.

Além disso, a agência de notícias Bloomberg publicou na manhã desta segunda-feira, 20, que empresas como Intel, Qualcomm, Xilinx e Broadcom já informaram a seus empregados que vão parar de fornecer material para a Huawei, até segunda ordem.

Há o temor no mercado de que essas ações estrangulem a estratégia da Huawei e, ao mesmo tempo, afetem o desenvolvimento de redes 5G no planeta.

O Google, por sua vez, vai parar de fornecer acesso a apps proprietários aos dispositivos da chinesa, como o Gmail e a loja de aplicativos Play Store.

A fabricante europeia de chips STMicroelectronics caiu 8%, para a parte inferior do Paris CAC 40, enquanto a Infineon caiu 4,5% no DAX 30 de Frankfurt. A AMS caiu 11,5% pela manhã.

A alemã Infineon e a francesa STMicro, maiores fabricantes de chips da Europa, não fizeram comentários imediatos.

Nos EUA, a Broadcom e a Qualcomm operaram com queda de mais de 4% na manhã desta segunda-feira; já o Google e a Intel caíram cerca de 2%.

Mesmo que as empresas possam continuar vendendo componentes sem estarem sujeitas às restrições dos EUA, qualquer interrupção nas operações da Huawei terá um efeito secundário em seus fornecedores, disse Janardan Menon, analista da Liberum.

"Nos próximos meses, pode-se supor amplamente que a parte da Huawei de seus negócios (de fornecedores de chips europeus) verá um pouco de fraqueza, se o governo dos EUA não mudar de ideia", disse ele. O impacto não será uniforme porque as empresas têm diferentes níveis de exposição.

*Com agências internacionais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O melhor do seu dinheiro

Stuhlberger blindado no dólar

Com alta de quase 10% em 2021, o dólar tem sido, até agora, um dos melhores investimentos do ano. Pode até parecer estranho, tendo em vista a quantidade de estímulos fiscais e monetários nos Estados Unidos. Mas parte dessa valorização não vem exatamente do fortalecimento da moeda americana, mas do enfraquecimento do real. É no […]

FECHAMENTO DA SEMANA

Ufa! Ibovespa avança quase 5% em semana de alta volatilidade, mas dólar vai a R$ 5,68

A PEC emergencial e a disparada dos títulos públicos norte-americanos monopolizaram o noticiário, pressionando o câmbio e a bolsa

Regime especial

STF forma maioria para manter sigilo das informações do programa de repatriação

A análise tem origem em uma ação proposta pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 2017.

Algo não agradou

Guedes vê perda estrutural em PEC do auxílio

O sentimento na equipe de Guedes foi de perda da possibilidade de acionamento dos gatilhos em caso de calamidade por mais dois anos seguintes

DIÁRIO DE BORDO

À procura de um porto seguro para seu dinheiro em tempos turbulentos no Brasil? Veja onde investir

Se “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, o que aprendi nesses meus 25 anos de mercado financeiro é que em momentos de ruídos e turbulências precisamos ser ainda mais persistentes e consistentes em nossos investimentos.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies