Menu
2019-04-04T14:51:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novos rumos

XP Investimentos avalia abertura de capital na Nasdaq

No ano passado, empresa planejava fazer uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3

26 de novembro de 2018
9:01 - atualizado às 14:51

A XP Investimentos avalia fazer sua abertura de capital na bolsa norte-americana Nasdaq. A informação é do jornal "Valor Econômico" desta segunda-feira, 26.

No começo de 2017, antes de vender uma fatia de 49,9% para o Itaú Unibanco, a empresa planejava fazer uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3.

Segundo o jornal, o plano da empresa não tem apenas o intuito de pegar onda das brasileiras que abriram capital lá fora recentemente, como a Arco Educação e a PagSeguro, mas sim replicar uma nova estrutura acionária.

Essas empresas abriram mão de uma classe de ações que proporciona uma espécie de "superpoder de voto" aos acionistas controladores, que têm o mando da companhia mesmo que detenham uma fatia reduzida de seu capital, ainda segundo o jornal.

O fundo de private equity General Atlantic, que é acionista da XP, tem interesse na operação, como porta de saída para seu investimento.

A XP poderia ser avaliada, segundo bancos de investimento com os quais tem conversado, em até R$ 50 bilhões.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Disparada

No embalo do recorde do bitcoin, ações da Coinbase disparam mais de 70% na estreia na Nasdaq

O CEO da empresa, Brian Armstrong, comentou mais cedo sobre a abertura de capital da Coinbase ao portal CNBC

Fura-teto?

Criticado, governo vai rever PEC que livra obras do teto

O texto não caiu bem entre economistas, parlamentares e membros do próprio governo federal

Relembre a história

Crime e castigo: Bernie Madoff, responsável pela maior pirâmide financeira da história, morre na cadeia

Condenado a 150 anos de prisão, financista que fraudou US$ 20 bilhões e enganou milhares de investidores morreu em desgraça aos 82 anos. Conheça sua história e relembre seus crimes.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Benefício com garantia

Paulo Guedes reeditará BEm somente após a aprovação do Orçamento ou da PEC “fura-teto”

“O ministro disse ‘ou um, ou outro, o que sair primeiro a gente faz o BEm'”, afirmou Paulo Solmucci, presidente da Abrasel

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies