🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela o nome da ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-09-05T17:28:54-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
CORRIDA PELA INOVAÇÃO

A disputa entre BTG Pactual e XP no mundo dos investimentos chegou ao efervescente mercado de criptomoedas

BTG e XP lançaram suas plataformas de negociação de criptoativos como bitcoin no mesmo dia; saiba como vai funcionar

16 de agosto de 2022
16:14 - atualizado às 17:28
BTG e XP entram na corrida pelos investimentos em criptomoedas

O mercado de criptomoedas ainda é um terreno pouco explorado por instituições mais tradicionais — ainda que o mercado já tenha planos para esse universo. Mas a entrada de dois concorrentes de peso promete injetar mais ânimo nesse segmento, replicando uma disputa que já acontece nos demais investimentos. 

Na última segunda-feira, o BTG Pactual (BPAC11) lançou o aplicativo Mynt, sua plataforma para negociação de criptoativos. No mesmo dia, a XP também colocou no ar seu próprio sistema de investimentos em cripto, chamado XTAGE.

Ambas as empresas apostam em carregar a credibilidade já conquistada dos clientes para o mercado ainda pouco regulamentado das criptomoedas. Como o potencial doméstico do universo cripto também já chamou a atenção de grandes participantes desse mercado como a Coinbase e a Binance, essa disputa promete ser boa.

Conheça a seguir mais detalhes sobre as plataformas de BTG e XP.

BTG traz mais diversidade de criptomoedas

Começando pela ordem alfabética, a plataforma Mynt, do BTG Pactual, dá o pontapé inicial com uma maior diversidade de moedas que o investidor pode escolher. São cinco criptomoedas com aporte mínimo de R$ 100: bitcoin (BTC), ethereum (ETH), solana (SOL), polkadot (DOT) e cardano (ADA).

“A ideia é ter uma esteira contínua de produtos e funcionalidades, que acompanha a evolução da tecnologia. Além disso, teremos saque e depósito cripto em breve”, afirma André Portilho, head de Digital Assets do BTG Pactual. 

O app ainda conta com materiais educativos sobre cripto, cotações, notícias do mercado e da tecnologia. Os usuários da Mynt ainda tem uma equipe própria à disposição para tirar todas as dúvidas dos clientes 24 horas por dia, 7 dias por semana — o que é uma mão na roda para um mercado que não para nunca. 

Ainda que o usuário seja cliente do banco, será preciso fazer um cadastro para começar a negociar na plataforma do BTG.

XP oferece integração com a plataforma

Assim como outras plataformas como o Mercado Pago, o Nubank e até mesmo o 99Pay, da 99Táxi, a XTAGE começa oferecendo ao cliente apenas as duas principais criptomoedas do mundo: bitcoin e ethereum.

A vantagem é que a aplicação será totalmente integrada ao ecossistema da XP e permitirá que os clientes invistam dentro do próprio aplicativo da corretora — também 24 horas por dia, 7 dias por semana. A operação é similar a fazer outros investimentos na mesma plataforma.

"Começamos com o potencial de ter até 1 milhão de clientes no curto prazo. No médio e longo prazo, as oportunidades são ainda maiores, levando em consideração que hoje temos mais de 3,6 milhões de clientes na plataforma da XP", diz  Lucas Rabechini, diretor de produtos financeiros da XP.

Tanto a Mynt quanto a XTAGE não divulgaram como serão cobradas as taxas de transação com moedas digitais.

O futuro dos investimentos em criptomoedas

Em um universo com mais de 16 mil projetos em criptomoedas, a entrada de grandes participantes do mercado tradicional é certamente animadora. 

Diversas instituições de pagamento começaram a se movimentar para oferecer investimentos em moedas digitais — ainda que de forma limitada. Na visão de fontes consultadas pela reportagem, há um duplo sinal nessa onda. 

Por um lado, os usuários terão um acesso facilitado às criptomoedas, o que pode ser uma porta de entrada importante para esse universo devido a facilidade que essas plataformas proporcionam para compra de moedas digitais.

Por outro, as moedas não são de propriedade do cliente.

‘Not your keys’: entendendo alguns problemas

Sempre que alguém cria uma nova carteira de criptomoedas são criadas chaves de acesso, a senha daquela wallet. Assim, para acessar os investimentos, é necessário ter essas chaves em mãos — em geral, é um conjunto de 12 palavras aleatórias.

Nas corretoras, o cliente recebe essas chaves e pode tanto deixar suas criptomoedas na plataforma da própria exchange como transferi-las para outra wallet com o uso dessas chaves, deixando sua conta na corretora sem nenhuma cripto.

Em praticamente nenhum desses aplicativos — sejam nas novas plataformas ou nas que já existem — o cliente tem acesso a essas chaves. E, a partir daí, vale uma máxima do mercado: “Not your keys, not your coins” (algo como “se as chaves não são suas, as moedas também não são'').

Tendo isso em mente, essa pode ser uma alternativa do investidor “testar a água” e sentir se tem estômago para a volatilidade do mercado de criptomoedas. 

Veja também: NÃO DEIXE SUAS CRIPTOMOEDAS EM CORRETORAS

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NÃO EMPOLGOU

O The Merge do ethereum foi um fiasco? 3 fatos para entender por que a criptomoeda despencou após a atualização mais esperada da história

26 de setembro de 2022 - 13:35

Analistas entendem que os benefícios do The Merge apenas começaram e a disparada das cotações só deve acontecer entre 3 e 5 anos

ESTÁGIO E TRAINEE

Santander, Nubank e Embraer estão com vagas abertas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsas-auxílio de até R$ 8 mil

26 de setembro de 2022 - 13:26

Os processos seletivos aceitam candidaturas até o final de outubro, com início previsto a partir de janeiro de 2023

SEGURO MORREU DE VELHO…

Ação do IRB (IRBR3) pode subir mais de 50%, mas o Safra diz que não é hora de comprar; saiba por quê

26 de setembro de 2022 - 13:07

O banco tem recomendação neutra para os papéis da resseguradora, e cortou o preço-alvo de R$ 2,40 para R$ 1,70 em reflexo da oferta primária de ações que captou R$ 1,2 bilhão no início do mês.

DIVIDENDO E CAPITAL

Localiza (RENT3) vai colocar R$ 346 milhões no bolso dos acionistas, mas pode “tirar” uma parte em outra operação; entenda

26 de setembro de 2022 - 10:34

Localiza (RENT3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP), mas chama acionistas para aumento de capital que pode chegar a R$ 150 milhões

é hora de comprar?

XP inicia cobertura da Eletrobras (ELET3) com recomendação de compra e acredita que o papel pode subir 55%

26 de setembro de 2022 - 10:14

Para a XP, potencial de valorização da Eletrobras (ELET3) tem relação com forte geração de caixa e mudanças trazidas pela privatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies