💸 Você pode receber R$ 120 para investir; veja como solicitar o depósito aqui

Cotações por TradingView
2019-04-04T16:03:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novos rumos

Uber quer chegar na bolsa americana valendo US$ 120 bilhões

Passo é um marco para uma das principais empresas do Vale do Silício, que pretende entrar na Bolsa de Valores em 2019

11 de dezembro de 2018
7:04 - atualizado às 16:03
Uber
Uber - Imagem: Shutterstock

A Uber entregou documentos para protocolar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), segundo o "Broadcast" do Estadão desta terça-feira, 11.

O passo é um marco para uma das principais empresas do Vale do Silício, que pretende entrar na Bolsa de Valores em 2019.

Segundo reportagem do Wall Street Journal, que ouviu bancos de investimento ligados à operação, o Uber quer chegar à Bolsa avaliado em US$ 120 bilhões. O valor supera de forma considerável os US$ 76 bilhões da mais recente avaliação da empresa, feita quando o Uber vendeu parte de suas ações para a montadora japonesa Toyota, por US$ 500 milhões.

De acordo com o jornal, há indícios de que o Uber poderá abrir seu capital logo no primeiro semestre, antecipando o prazo esperado por especialistas. O presidente executivo do Uber, Dara Khosrowshahi, disse anteriormente projetar que a empresa estreasse na Bolsa no segundo semestre de 2019.

Corrida de unicórnios

A pressa do Uber faz parte de um movimento generalizado dos chamados “unicórnios” - as startups de capital privado avaliadas em mais de US$ 1 bilhão - para antecipar a chegada à Bolsa. Segundo o The New York Times, trata-se de uma reação a um volátil mercado de ações e à perspectiva de uma desaceleração econômica no ano que vem.

Uma das fontes da reportagem do Wall Street Journal afirmou que o Uber apelidou o planejamento de seu IPO de “Projeto Liberdade” - o nome é provavelmente uma referência aos funcionários e investidores que há anos esperam para vender suas participações na empresa.

Segundo a agência de notícias Reuters, a abertura de capital do Uber deve ser a mais bem avaliada entre uma série de IPOs de empresas do Vale do Silício esperadas para 2019 - entre elas, estão o serviço de aluguéis Airbnb, a plataforma de mensagens corporativas Slack e o aplicativo de transporte Lyft.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

REAJUSTE NO QUADRO

Ninguém fica ileso: Morgan Stanley demite 2% da equipe global. Mas a queda da bolsa não é a única razão dos cortes

6 de dezembro de 2022 - 17:27

A tradicional instituição financeira cortou cerca de 2% do seu quadro de funcionários nesta terça-feira (6); ainda não há informações específicas sobre como a medida impactará as atividades no Brasil

CRISE SEM FIM?

S&P corta rating do IRB (IRBR3) e abre a porta para novos rebaixamentos caso a resseguradora não saia do prejuízo; veja a nova nota da companhia

6 de dezembro de 2022 - 16:56

A agência de classificação mudou de “brAAA”, a nota mais alta em escala nacional, para “brAA+” o rating da companhia

NO RASTRO DA FALÊNCIA

Balanço da Alameda revelado: investimentos de altíssimo risco em criptomoedas e inconsistências mostram bastidores da falência da FTX

6 de dezembro de 2022 - 16:28

Conhecer essas informações pode auxiliar os órgãos fiscalizadores a evitar novas fraudes no setor de criptomoedas

CONCURSO PÚBLICO

Receita Federal lança edital para concurso, com salários de até R$ 21 mil; saiba como participar do processo seletivo

6 de dezembro de 2022 - 16:18

Ao todo, são 699 vagas para os cargos de auditor fiscal e analista tributário; as inscrições abrem em 12 de dezembro

Mudança a caminho

CVM prepara novas regras para fundos, e pessoa física terá acesso a investimentos hoje restritos a milionários; veja o que muda

6 de dezembro de 2022 - 15:39

Segundo a Anbima, revisão da regulação dos fundos de investimento será divulgada até o fim deste ano; saiba como as mudanças afetam os cotistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies