Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2021-12-11T12:05:49-03:00
Estadão Conteúdo
Salto na estreia

Nubank termina semana valendo US$ 54,6 bilhões; no Brasil, seu valor de mercado só perde de Vale e Petrobras

Fintech estreou na quinta valendo US$ 41 bilhões, já como banco mais valioso da América Latina e terceira empresa mais valiosa do Brasil, mas alta das ações em apenas dois dias já fez este número saltar em mais de US$ 10 bi

11 de dezembro de 2021
12:05
Fundadores do Nubank (NU) tocam o sino da NYSE em cerimônia de abertura do pregão americano. O banco brasileiro fez o IPO em 9 de dezembro
Fundadores do Nubank iniciam o pregão da NYSE no dia do IPO da empresa. - Imagem: YouTube/Nubank

O Nubank encerrou sua primeira semana na Bolsa já fazendo parte do grupo de empresas mais valiosas da América Latina. Os papéis da empresa registraram na sexta-feira, 10, alta de 14,71% em Nova York, valendo US$ 11,85. Já na Bolsa brasileira (B3), onde os papéis começaram a ser negociados na forma de BDRs (que são certificados de ações listadas fora do País), o ganho foi de 14,54% - cotados a R$ 11,50.

Outros bancos brasileiros também encerraram o dia em alta na Bolsa, como o Banco Inter (6,38%) e o Banco Pan (15,31%). Já as ações das instituições financeiras tradicionais operaram, no jargão do mercado, sem um sinal único, pressionadas pela perspectiva de maior inadimplência e aumento dos juros, segundo Julia Monteiro, analista da My Cap. As ações do Itaú Unibanco subiram 0,21%, mas as do Bradesco caíram 0,39%.

Com a alta de ontem, o valor de mercado do Nubank chegou a US$ 54,6 bilhões (R$ 305,8 bi). No Brasil, somente a Vale (R$ 388 bilhões) e a Petrobras (R$ 400 bilhões) valem mais do que o banco digital. Todos os bancos tradicionais seguem com valor de mercado inferior ao do Nubank, quando comparados na mesma moeda. O mais próximo é o Itaú Unibanco (R$ 205 bilhões).

Na América Latina, o Nubank só é menos valioso do que um seleto grupo de empresas. Ele inclui negócios tradicionais, como a América Móvil, dona da Claro, avaliada em US$ 62 bilhões, mas também o Mercado Livre, outra referência para empresas de tecnologia da região, e que vale US$ 61 bilhões.

Abertura na B3

Os fundadores do Nubank tiveram de voltar às pressas de Nova York, onde a ação estreou na quinta-feira, para participar ontem da cerimônia que marcou o início da negociação na B3.

De Wall Street para o centro de São Paulo, David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wible mantiveram o discurso de que as ambições do banco digital seguirão altas após a chegada às Bolsas. "O IPO não é de jeito nenhum a linha de chegada. Pelo contrário, é um momento que permite escalar ainda mais o impacto que a gente tem", disse Cristina, referindo-se à oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Na B3, a cerimônia contou com alguns convidados, além da diretoria do banco digital e do presidente da B3, Gilson Finkelsztain, vestido com uma camiseta roxa, a cor do banco digital. Em ano de recorde de IPOs no Brasil, com 45 empresas estreando na Bolsa, o executivo disse que o Nubank trouxe mais uma inovação ao mercado brasileiro, que são os BDR nível 3 - que são negociados diretamente no pregão da Bolsa e exigem registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

FECHAMENTO DO CÂMBIO

De olho no Fed, dólar avança e vale R$ 4,82. Euro perde força e é negociado a R$ 5,14; confira o que movimentou o câmbio nesta quarta-feira

Nesta quarta-feira, o destaque do dia ficou por conta da ata do Fed, que trouxe uma revisão nas estimativas para a inflação nos EUA

FECHAMENTO DO DIA

S&P 500 vence corrida contra o Fed e fecha em alta — Dow Jones e Nasdaq pegam carona nos ganhos

O índice mais amplo de Nova York chegou a operar em queda assim que a ata da reunião de maio do banco central norte-americano foi divulgada e confirmou que mais elevações de juros vem aí

FUSÃO NO ATACAREJO

De olho na fusão: Cade aprova aquisição do grupo BIG pelo Carrefour (CRFB3), com restrições

Em janeiro, a Superintendência do Cade deu sinal verde para a aquisição do Grupo Big pelo Carrefour; a movimentação envolve R$ 7,5 bilhões

NA CORRIDA CONTRA A INFLAÇÃO

Vai pisar fundo? O que a ata do Fed mostrou e fez o investidor patinar

Na reunião política monetária de 3 e 4 de maio, o banco central norte-americano aumentou a taxa de juros em 0,50 ponto percentual — o maior avanço em 22 anos

PASSARINHO EM APUROS

Elon Musk segue perdendo dinheiro com o Twitter (TWTR34); empresa se reúne hoje para definir rumos da aquisição

O bilionário já perdeu cerca de US$ 30 bilhões em ações do Twitter desde 4 de abril, quando manifestou interesse em comprar a rede social

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies