2018-09-25T18:05:44-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Alvo de investimentos

Fundo gigante do Reino Unido diz que Brasil está muito barato e mudará sua recomendação

Maior fundo de pensão do Reino Unido pretende mudar a classificação de investimentos do Brasil depois das eleições

25 de setembro de 2018
15:34 - atualizado às 18:05
Investidores estrangeiros sinalizam interesse no Brasil pós-eleiçãoImagem: Shutterstock

A forma como os gringos enxergam o Brasil dá sinais de mudança. Um dos maiores fundos de pensão do Reino Unido, o Universities Superannuation Scheme (USS), vai mudar a classificação de investimentos no Brasil de "underweight" para "neutro" depois das eleições. A percepção dos dirigentes é de que o país tem potencial subestimado e está muito barato. O USS tem sob seu domínio 60,5 bilhões de libras em ativos.

Para a chefe global para mercados emergentes do USS, Carmel Peters, os ativos dos países emergentes estão subavaliados. A princípio, a decisão de alterar a nota do Brasil independe de quem vença as eleições presidenciais.

Mas as coisas ainda podem mudar. Durante o seminário FT Investment Management Summit, realizado nesta terça-feira, 25, em Londres, Peters enfatizou que o cenário político no Brasil é "muito estranho" e trouxe três grandes preocupações para o país: a corrupção, a recessão econômica e a violência.

Para ela, os preços de investimentos no Brasil estão tão baratos por causa das indefinições eleitorais. "É impossível saber quem será o próximo presidente".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

DESTAQUES DO DIA

Commodities brilham e Gerdau (GGBR4), Braskem (BRKM5) e PetroRio (PRIO3) puxam recuperação do Ibovespa

Enquanto o Ibovespa sobe mais de 1%, o bom desempenho das empresas ligadas ao setor de commodities puxam a recuperação do índice

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin começa dezembro em alta e se mantém nos US$ 58 mil; Terra (LUNA) e Shiba Inu (SHIB) são destaques entre as altcoins

As criptomoedas deixam para trás um final de mês difícil e avançam apesar das últimas declarações da secretária do Tesouro dos EUA sobre a regulamentação de stablecoins

Conteúdo NovaDAX

NovaDAX diversifica portfólio com listagem de cinco novas moedas

Os investidores da plataforma agora tem mais opções de trade

BURACO NEGRO

Empresa de Elon Musk à beira da falência? Bilionário admite que o risco é real se a SpaceX não decolar

Em e-mail enviado aos funcionários, CEO descreve a existência de uma crise muito pior do que a imaginada no desenvolvimento dos motores Raptor

Índice em expansão

Casa cheia: Porto Seguro (PSSA3) e Positivo (POSI3) entram na primeira prévia do novo Ibovespa

As units da GetNet (GETT11) foram excluídas da carteira nessa primeira prévia; com isso, o Ibovespa começaria 2022 com 93 ativos