Menu
2019-04-04T15:56:35-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Lava Jato

Governador do Rio é preso pela PF em operação da Lava Jato

Segundo delação de Carlos Miranda, Luiz Fernando Pezão teria recebido “mesada” de R$ 150 mil e outras regalias durante mandato de ex-governador Sérgio Cabral

29 de novembro de 2018
7:10 - atualizado às 15:56
Fernando Pezão
Governador do Rio de Janeiro, Fernando Pezão - Imagem: Fernando Frazão/ Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernado Pezão, foi preso preventivamente pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira, 29.

A prisão, que é parte da Operação Boca de Lobo, da Lava Jato, e ocorreu por volta das 6h no Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe de estado. Por volta das 8h, o emedebista chegou à sede da Polícia Federal no Rio.

A operação é baseada na delação premiada de Carlos Miranda, que foi operador financeiro de seu antecessor, Sérgio Cabral, também preso.

Em delação premiada, Mirando disse que Pezão teria recebido uma mesada de R$ 150 mil na época em que era vice de Cabral. Ainda segundo a delação, o atual governador teria recebido pagamento de 13º de propina e dois bônus de R$ 1 milhão como prêmio.

Novo governo

O governador eleito do estado, Wilson Witzel (PSC), divulgou nota oficial garantindo que a transição do governo não será afetada e que "a equipe do governador eleito seguirá trabalhando para mudar e reconstruir o Rio de Janeiro".

Pelo menos R$ 40 milhões

Em coletiva de imprensa, o superintendente da PF no Rio, Ricardo Saadi, disse que os valores desviados chegaram a pelo menos R$ 40 milhões de 2007 té o início das investigações, em julho do ano passado.

*Com informações de Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Relembre a história

Crime e castigo: Bernie Madoff, responsável pela maior pirâmide financeira da história, morre na cadeia

Condenado a 150 anos de prisão, financista que fraudou US$ 20 bilhões e enganou milhares de investidores morreu em desgraça aos 82 anos. Conheça sua história e relembre seus crimes.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Benefício com garantia

Paulo Guedes reeditará BEm somente após a aprovação do Orçamento ou da PEC “fura-teto”

“O ministro disse ‘ou um, ou outro, o que sair primeiro a gente faz o BEm'”, afirmou Paulo Solmucci, presidente da Abrasel

PPI

Decreto de Bolsonaro inclui Correios no Programa Nacional de Desestatização

A privatização dos Correios ainda depende da aprovação de um projeto de lei de autoria do Executivo que permite à iniciativa privada prestar serviços

Exile on Wall Street

Bitcoins, IPOs, reestruturações e M&As: coisas para comprar ainda nesta semana

De onde você menos espera é que não vem nada mesmo. É notável a regularidade da incompetência. Ela não surpreende. Está sempre por aí.  Lembro com frequência da famosa frase, já meio clichê, você tem razão, do Kennedy: não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies