Menu
2019-04-04T14:19:31-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Às vésperas do G-20

OMC prevê desaceleração do comércio com guerras comerciais

Em estudo, Organização Mundial do Comércio estima que comércio global pode ser fortemente impactado por desavenças entre nações

27 de novembro de 2018
9:15 - atualizado às 14:19
Guerra comercial
Guerras comerciais ameaçam bom funcionamento do comércio mundial - Imagem: shutterstock

A Organização Mundial do Comércio (OMC) alerta para uma nova desaceleração do comércio mundial nos últimos três meses de 2018. Dados publicados nesta segunda-feira, 26, às vésperas da reunião de cúpula do G-20 em Buenos Aires, sugerem que a guerra comercial está tendo um impacto real no fluxo de bens.

Os indicadores ainda apontam que a expansão deve ser a mais baixa em dois anos. Com 98,6 pontos, o "termômetro do comércio global" está abaixo dos 100,3 pontos do último trimestre e aponta para desempenho "abaixo da tendência".

Para medir a tendência do comércio, a OMC criou um indicador que coleta dados de exportações, cargas e outros índices setoriais considerados pilares da economia mundial. Uma taxa de 100 pontos significa estagnação do crescimento do comércio. Qualquer número abaixo, como no caso do atual trimestre, aponta para perda de força nos fluxos de exportação e importação.

Segundo a OMC, há ainda uma tendência de que a perda de força continue no primeiro trimestre de 2019. Todos os principais setores foram atingidos. A demanda por exportação continuou a tendência de queda que já havia sido registrada ao longo do ano. Já os índices de produção automotiva (96,9 pontos), componentes eletrônicos (93,9 pontos) e material agrícola (97,2 pontos), deixaram de estar dentro de uma média para serem classificados como "abaixo da tendência".

Cenário

A projeção em maio era de uma expansão do comércio mundial de 4,4%. Para 2019, o crescimento seria de 4,0%. Em 2017, a expansão em volume foi de 4,7% e em valores chegou a 10,7%, a melhor desde 2011 e atingindo US$ 17 trilhões. Nada disso, porém, previa a proliferação de medidas protecionistas.

Agora, a projeção é de que o comércio em 2018 tenha expansão de 3,9%, com um impacto ainda maior em 2019, não deve passar de 3,7%.

Na visão da OMC, uma guerra comercial poderia tirar bilhões de dólares da economia mundial e uma escalada tarifária entre as maiores economias do mundo reduziria em 17% o crescimento do comércio mundial e em 1,9% o crescimento do PIB.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Melhorias no ar

Azul divulga projeções e aposta em recuperação total no início de 2022

A companhia aérea foi a única das Américas a aumentar seu caixa em 2020 e aposta em um Ebitda de cerca de R$ 4 bilhões no próximo ano

Podcast Tela Azul

CASH3: Conheça a Méliuz, sua estratégia de cashback e saiba por que esta ação tech está bombando

Em entrevista para o Podcast Tela Azul da Empiricus, Lucas Marques, COO da Méliuz, conta sobre a onda da estratégia de cashback e como ela funciona. É falado também do atual foco da companhia em Growth, e dos planos futuros. Entenda o que é o “jabutiCAC”, jargão que surgiu nesta edição.

Desceu redondo

Na Ambev, a venda de cerveja garantiu o happy hour no primeiro trimestre

A Ambev reportou forte crescimento na receita líquida e no lucro no primeiro trimestre, impulsionada pelas vendas de cerveja no Brasil

cardápio dos balanços

Balanços de Copel, Braskem, Azul e outros mexem com o mercado nesta quinta; veja os destaques

Só no Ibovespa, foram ao menos cinco companhias que revelaram os resultados do primeiro trimestre entre esta quarta e quinta; desempenho mexe com os papéis das companhias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies