Menu
2018-10-08T08:36:08-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Esquenta dos mercados

Mercados devem comemorar onda Bolsonaro e antipetismo nesta segunda

8 de outubro de 2018
7:33 - atualizado às 8:36
bolsonaro-haddad
Jair Bolsonaro e Fernando Haddad - Imagem: Montagem: Victor Matheus

Bom dia, investidor! Os resultados do primeiro turno das Eleições 2018 devem levar a uma euforia nos mercados nesta segunda-feira (08). A expectativa é de dólar e juros em queda, mas, sobretudo, bolsa em alta, principalmente as ações de estatais. O Seu Dinheiro ouviu alguns feras do mercado neste fim de semana e, bem, é o que eles acham.

Além de Bolsonaro ter tido uma votação expressiva - 46% dos votos contra apenas 29% de Haddad -, garantindo um bom cenário para o segundo turno, a renovação do Congresso foi amplamente favorável a um eventual governo seu.

Este fato pode resolver um dos grandes temores dos investidores em relação ao candidato do PSL: a governabilidade. Com um Congresso a seu lado, as negociações com parlamentares podem ser mais suaves.

A verdade é que uma onda Bolsonaro, conservadora, varreu o país, e diversas lideranças ficaram de fora do Congresso. O capitão reformado do Exército por pouco não levou no primeiro turno, e seu nanico PSL ainda elegeu 51 deputados, tornando-se a segunda maior bancada, atrás dos 57 do PT.

No Centrão, o PP domina, com a terceira bancada (37 deputados), mas os maiores derrotados foram o MDB (33) e o PSDB (20), superado até mesmo por PR, PSD e PSB.

No Senado, Jucá, Eunício, Edison Lobão, Sarney Filho, Juthay Magalhães Filho, Beto Richa, Requião, Cássio Cunha Lima, Magno Malta, Ricardo Ferraço, Jorge Viana, Lindbergh e Grazion morreram na praia. Só oito senadores se reelegeram.

O PSL de Bolsonaro, que não tinha nenhum senador, agora tem quatro: Major Olímpio, Selma Arruda, Soraya Thronicke e Flávio Bolsonaro.

No domingo à noite, o ETF (fundo de índice) de ações brasileiras negociado na bolsa de Singapura subia mais de 4%, antecipando o otimismo local para hoje.

Na semana passada, o mercado teve dois dias de euforia na terça e na quarta com resultados favoráveis a Bolsonaro nas pesquisas de intenção de voto recém-divulgadas, mas ficou mais cauteloso na quinta e na sexta, à espera do primeiro turno das eleições.

Na sexta, o Ibovespa caiu 0,76%, fechando aos 82.321 pontos. Mas o dólar à vista também fechou em queda, de 0,70%, a R$ 3,8560. Os juros futuros fecharam em alta, após quatro sessões seguidas de queda.

Mesmo assim, o Ibovespa teve alta de 3,75% na semana, puxado pela valorização das estatais. Banco do Brasil (BBAS3) avançou 21,36%; Eletrobrás (ELET6) subiu 21,43%; e Petrobras (PETR4) avançou 13,61%. Já o dólar recuou 4,81%, saindo do patamar dos R$ 4.

Feriado nos EUA

Hoje é feriado nos EUA (Dia de Colombo). No Brasil, às 8h, teremos a divulgação do IGP-DI de setembro, que deve acelerar de 0,98% em agosto para 1,65%, na mediana do Broadcast, do "Estadão".

Durante a semana, teremos IGP-M de outubro (quarta), vendas no varejo em agosto e relatório Prisma fiscal (quinta) e feriado na sexta (Nossa Senhora Aparecida).

Nos EUA, vão falar os dirigentes do Fed John Williams (terça), Raphael Bosc (quarta) e Charles Evans (sexta). Na terça sai o PPI (Producer Price Index, índice de preços ao produtor) e, na quarta, o CPI (Consumer Price Index, índice de preços ao consumidor), índice oficial de inflação americano.

Três gigantes do setor financeiro divulgam balanços do segundo trimestre na sexta: Citigroup, JPMorgan e Wells Fargo.

Na zona do euro, tem a ata do Banco Central Europeu na quinta, quando também começa reunião do G-20. Na sexta são divulgados os dados da produção industrial de agosto.

Na quinta-feira, a China divulga sua balança comercial de setembro. Neste domingo, a perda de ritmo na economia levou o banco central chinês a reduzir os depósitos compulsórios em 1,0 ponto percentual. A bolsa de Xangai voltou do feriado em queda de quase 3%.

*Com informações do Bom Dia Mercado, de Rosa Riscala. Para ler o Bom Dia Mercado na íntegra, acesse www.bomdiamercado.com.br

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fundos

Comprada em bolsa nos EUA, Verde Asset diz que volta de preços ocorrerá “mais rápido do que muitos imaginam”

Mercado já colocou nos preços uma brutal queda de lucratividade das empresas, que será revertida ao longo dos próximos anos, segundo a gestora

Não tem pra todo mundo

‘Não há como ajudar todos os setores’, diz presidente do Santander

Presidente do Santander Brasil, Sergio Rial afirmou que deve-se evitar que mais setores venham buscar dinheiro no governo por conta da crise

Premiê com covid-19

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, dá entrada em UTI

Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deu entrada em uma unidade de terapia intensiva após a piora no seu quadro médico, disse a BBC

Tensão em Brasília e na bolsa

Ibovespa perde força após jornal afirmar que Bolsonaro vai demitir Mandetta ainda hoje

O Ibovespa se distanciou das máximas após as primeiras notícias quanto à demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

Dinheiro guardado

Poupança volta a captar em meio à crise do coronavírus

Os depósitos na poupança superaram os saques em R$ 12,168 bilhões no mês passado. Com isso, a captação líquida de março foi a maior da série histórica para o mês

Jogo franco

Não há condições para fazer com segurança nova projeção para 2020, diz Anfavea

Anfavea critica restrição de bancos em relação a crédito e cobra atuação do governo federal

efeito coronavírus

PIB do Brasil deve cair 2% em 2020, diz Fitch; América Latina deve encolher 2,6%

Projeção de queda para o PIB da América Latina é maior do que a observada durante a crise financeira global de 2008/2009

medida de prevenção

Doria estende em 15 dias quarentena em São Paulo

Segundo o governo, contágio já chegou a cem cidades paulistas; recomendação é que as pessoas fiquem em casa; serviços considerados essenciais continuam em funcionamento

país contra o coronavírus

Plano contra coronavírus não inclui socorro a grandes empresas e bancos no México

Programa do governo é calcado na ampliação de programas sociais e em investimento público para fomentar o emprego.

medida anticrise

CMN aumenta valor máximo de depósitos a prazo com garantia especial (DPGE)

Limite por titular passou de R$ 20 milhões para R$ 40 milhões; autorizado no dia 26, o DPGE também foi utilizado para dar liquidez ao mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements