2018-12-21T10:21:56-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Consumidor animado novamente?

FGV: Confiança do consumidor alcança em dezembro maior nível desde abril de 2014

Após três meses de altas, o consumidor percebe uma melhora da situação atual, com inflação em queda, taxas de juros estáveis, maior acesso ao crédito e maior oferta de emprego. O endividamento das famílias mantém-se elevado e, talvez por isso, neste mês, os consumidores tenham reavaliado o ganho expressivo das expectativas observado nos meses anteriores

21 de dezembro de 2018
10:20 - atualizado às 10:21
Consumo
Imagem: shutterstock

A confiança do consumidor avançou 0,6 pontos em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal, informou nesta sexta-feira, 21, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) passou de 93,2 pontos em novembro para 93,8 pontos em dezembro. Esse é o maior nível registrado desde abril de 2014 (96,0 pontos). Nos últimos três meses, o índice acumulou alta de 11,7 pontos, fechando o ano 5,7 pontos acima do mesmo período do ano anterior.

"O ano de 2018 foi difícil para os consumidores, mas fecha com uma sequência de resultados positivos que sinalizam uma recuperação da confiança. Após três meses de altas, o consumidor percebe uma melhora da situação atual, com inflação em queda, taxas de juros estáveis, maior acesso ao crédito e maior oferta de emprego. O endividamento das famílias mantém-se elevado e, talvez por isso, neste mês, os consumidores tenham reavaliado o ganho expressivo das expectativas observado nos meses anteriores. Aparentemente, aguarda-se 2019 para voltarem a consumir com mais ímpeto ", avaliou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da Sondagem do Consumidor, em nota oficial.

A alta do ICC em dezembro foi determinada pela melhora das avaliações sobre a situação atual. No último mês do ano, o Índice de Situação Atual (ISA) subiu 2,4 pontos, para 77,0 pontos, no maior nível desde maio de 2018 (77,2). Já as expectativas, após atingir o máximo histórico no mês anterior, acomodaram, com uma suave queda. O Índice de Expectativas (IE) caiu 0,8 ponto, passando de 106,4 para 105,6 pontos.

O grau de satisfação com a economia no momento subiu 2,8 pontos, para 83,9 pontos. Já o indicador que mede o otimismo dos consumidores com relação à situação financeira da família nos meses seguintes recuou 2,8 pontos dos 15,2 pontos acumulados em outubro e novembro. "Esse foi um dos principais fatores a conter um avanço mais expressivo da confiança no mês", destacou a FGV.

Na análise por faixas de renda, houve queda, em termos absolutos, da diferença em pontos entre novembro e dezembro. Nos últimos três meses, a maior contribuição positiva veio das famílias com renda familiar mensal até R$ 2.100, acumulando alta de 16,3 pontos.

A Sondagem do Consumidor coletou informações de 1.776 domicílios em sete capitais, com entrevistas entre os dias 1 e 18 de dezembro.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

INADIMPLÊNCIA

Three Arrows Capital (3AC) deu calote de mais de meio bilhão de dólares em corretora hoje; como isso afeta o preço do bitcoin (BTC) e criptomoedas? Entenda

Fundo gerenciava cerca de US$ 10 bilhões em criptomoedas em março deste ano e sofreu com a queda das cotações

EXCLUSIVO

É possível ganhar mais de R$ 3 mil investindo nesta oportunidade da renda fixa turbinada

Títulos exclusivos e turbinados são enviados diariamente pela Vitreo e alguns deles podem até dobrar seu patrimônio do médio ao longo prazo

ELEIÇÕES 2022

Até Simone Tebet venceria Jair Bolsonaro no segundo turno; nova pesquisa explica por que o presidente não conseguiria se reeleger se a votação fosse hoje

Alta rejeição à candidatura de Bolsonaro à reeleição faria com que ele perdesse em todos os cenários estudados na mais recente pesquisa BTG/FSB

GASOLINA E DIESEL EM FOCO

Governador de SP anuncia corte do ICMS sobre combustíveis para 18%; arrecadação deve cair em R$ 4,4 bilhões no ano e afetar transportes no estado

A redução da alíquota será de 25% para 18%, o que deve gerar uma queda de R$ 0,48 do valor do litro da gasolina nos postos

ESTÁGIO E TRAINEE

Vale encerra inscrições para estágio nesta semana; confira as principais vagas para estudantes e recém-formados com bolsas-auxílio de até 7 mil

Eleita uma das empresas dos sonhos dos jovens brasileiros, a mineradora está com o processo seletivo para estágio até amanhã (28)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies