Menu
2018-10-10T19:32:21-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Candidatos à presidência miram a pauta econômica no início do 2º turno

Enquanto Haddad pode soltar nomes para ocupar ministérios como a Fazenda, Bolsonaro cria proposta de 13º para o Bolsa Família

10 de outubro de 2018
19:32
haddad-bolsonaro
Haddad e Bolsonaro miram pauta econômica no começo do 2º turno - Imagem: Flickr/Fotos Públicas

Os presidenciáveis que passaram para o segundo turno das eleições resolvera apostar na pauta econômica neste início de campanha. Informações sobre os planos das candidaturas foram divulgadas pelos dois lados da disputa desde o início da semana.

No lado do candidato Fernando Haddad, um dos coordenadores da campanha e senador eleito pela Bahia, Jacques Wagner, afirmou nesta quarta-feira, 10, que nomes de ministros de um eventual governo petista podem começar a ser anunciados antes do fim da eleição para "acalmar os eleitores desconfiados".

Na Fazenda, por exemplo, o perfil da equipe não seria alinhado ao mercado financeiro. Para Wagner, o nome ideal pode ser "de alguém da indústria ou algum desenvolvimentista". O senador eleito voltou a fazer duras críticas contra o setor financeiro ao dizer que analistas da área especulam a partir de ondas para "encher o rabo de dinheiro".

Bolsonaro tenta contornar crises

Já no lado do PSL, a missão é tentar reverter desgastes provocados pelo general da reserva Hamilton Mourão, vice na chapa de Jair Bolsonaro. O presidente do partido, Gustavo Bebbiano, disse hoje que o plano de governo do candidato incluirá um 13º aos beneficiários do Bolsa Família.

Vale lembrar que, numa declaração que irritou a equipe de Bolsonaro, o vice candidato criticou os pagamentos do 13º salário e do abono de férias.

*Com agências de notícias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

coronavírus no país

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil novas mortes e 60 mil novos casos

Até o momento, 2.356.640 pessoas se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

A questão de Bolsonaro: ser ou não ser liberal

Ser ou não ser liberal. Eis a questão de Jair Bolsonaro. O presidente foi eleito com uma pauta de defesa das reformas, redução do tamanho do Estado e equilíbrio das contas públicas. O fiador desse discurso foi Paulo Guedes, que assumiu o comando da economia. O receituário foi seguido no primeiro ano de mandato, com […]

de olho nos números

Suzano, JBS, B3, Cyrela, Lojas Americanas, B2W, Hering: os balanços que vão mexer com o mercado nesta sexta

Balanços do segundo trimestre devem guiar os negócios no Ibovespa no último pregão da semana

Balanço

B3 tem lucro 28,9% maior no 2º trimestre e aumenta investimento para dar conta do volume da bolsa

A dona da bolsa brasileira registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,012 bilhão e pretende investir até R$ 425 milhões em sistemas e novos produtos para o mercado

confiança com capitalização

Para presidente da Eletrobras, saída de Mattar não prejudica privatização

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, disse nesta quinta-feira, 13, que a saída do secretário especial de Desestatização, Salim Mattar, não irá prejudicar a capitalização da empresa prevista para o ano que vem, e que confia que após debates com o Congresso Nacional, o processo seja aprovado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements