Menu
Luciana Seabra
Advogada do Investidor
Luciana Seabra
É CFP®, especialista em fundos de investimento e sócia da Empiricus
2019-04-20T16:10:50-03:00
ESTATAIS DOS ESTADOS

Urnas trouxeram boa notícia para Cemig e Copasa; para Copel e Sanepar, nem tanto

Investidores de Bolsa já comemoravam na madrugada o bom desempenho de Zema, que deve puxar as concessionárias de Minas

8 de outubro de 2018
6:00 - atualizado às 16:10
Zema e Ratinho
Romeu Zema e Ratinho Jr vão pautar o movimento das concessionárias em Bolsa - Imagem: Wikimedia Commons

Não foi só Jair Bolsonaro que ficou bem falado entre os investidores profissionais de Bolsa a partir do resultado das urnas. Depois do candidato do PSL, o nome que mais ouvi foi o de Romeu Zema, do partido Novo.

Ainda será preciso esperar o segundo turno para saber se Zema se sentará na cadeira de governador de Minas Gerais, mas a expectativa é que a votação expressiva do empresário mineiro no primeiro turno já faça preço para as estatais de saneamento e energia, Copasa e Cemig.

Um dos motes de Zema, ao longo da campanha, foi a privatização. Um material de divulgação do candidato, por exemplo, divulgado no Twitter diz: "Zema vai privatizar a Copasa para diminuir a conta de água dos mineiros". Também em entrevistas, o candidato disse que Cemig está longe de oferecer bom serviço e que quer mais concorrência. A perspectiva é que, numa eventual gestão Zema, a Cemig seria uma empresa mais voltada para o mercado.

E no Paraná?

Já para as estatais do Paraná, a vida não ficou tão fácil. Pelo menos os sinais pré-urnas de Ratinho Jr. (sim, ele é filho do apresentador Ratinho, aquele do teste de paternidade), eleito para o governo, não foram tão positivos.

Ainda como deputado estadual, Ratinho Jr já jogou contra Copel na Bolsa em junho ao protocolar um requerimento para tentar barrar o aumento nas tarifas de energia elétrica.

Um investidor de Bolsa que preferiu não ser identificado ponderou, por outro lado, que o fato de Roberto Requião não ter conquistado a vaga para o Senado joga a favor das concessionárias paranaenses. É esperar para ver.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Reflexos da pandemia

Com coronavírus, lucro do Iguatemi cai 77,5% no 1º tri, para R$ 12,5 milhões

Operadora de shopping centers viu queda nas vendas, na receita líquida e no Ebitda com fechamento da maioria das lojas no fim de março por conta da pandemia

Atualização do Ministério da Saúde

Brasil tem 391.222 casos confirmados e 24.512 mortes pelo coronavírus

Segundo Ministério da Saúde, 158.593 pacientes foram recuperados

Projeto de ajuda a Estados

Bolsonaro diz não poder mais socorrer Estados e insiste na reabertura da economia

“Nós não podemos continuar socorrendo Estados e municípios que devem no meu entender de forma racional começar a abrir o mercado”, afirmou

seu dinheiro na sua noite

Magalu à prova de coronavírus

No último dia 18 de março, o Ibovespa amargou uma queda de 10,35%, depois de passar pela sexta vez no mês por um circuit breaker – a paralisação que acontece toda vez que o principal índice da bolsa cai mais de 10% durante um pregão. Nesse mesmo dia, as ações do Magazine Luiza registraram uma […]

Condição para socorro financeiro

MP que concede reajuste salarial a policiais e bombeiros no DF é publicada

Hoje, o presidente Jair Bolsonaro disse que deve sancionar o projeto de socorro a Estados e municípios até amanhã; edição de medida provisória era uma das condições para a sanção

Energia elétrica

Aneel retira de pauta reajuste da Cemig e prorroga vigência de tarifas atuais

Com isso, as tarifas atuais serão prorrogadas até 30 de junho

Pessimismo aumenta

IIF passa a prever que PIB do Brasil terá contração de 6,9% em 2020

Em relatório divulgado nesta terça-feira, 26, a instituição explica que a crise terá efeitos duradouros para o País

Mais alívio no câmbio

R$ 5,35: com uma ajuda do exterior, o dólar zerou os ganhos no mês e virou para queda

O clima tranquilo visto nos mercados globais abriu espaço para mais uma queda no dólar à vista — a sexta nas últimas sete sessões. Com isso, a moeda americana voltou aos níveis do fim de abril, afastando-se cada vez mais do patamar dos R$ 6,00

Títulos públicos

Tesouro Direto tem emissão líquida recorde de R$ 1,57 bilhão em abril

Com a emissão recorde, o estoque do programa fechou abril em R$ 60,24 bilhões, um aumento de 3,1% em relação ao mês anterior (R$ 58,44 bilhões)

Em meio à pandemia

56,6 milhões de brasileiros já receberam auxílio emergencial, diz Caixa

Todos receberam o pagamento da primeira parcela do benefício, no valor total de R$ 39,9 bilhões, enquanto 44,2 milhões de brasileiros também já receberam a segunda parcela, em um total de R$ 30,9 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu