Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-10-05T15:52:26-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Em alta

Fabricante de armas vê ações dispararem com ‘onda Bolsonaro’

Empresa viu volume negociado das ações subir mais de 50 vezes, indo de R$ 255 mil a R$ 14 milhões em dois meses; valorização do papel é de 113% no período

5 de outubro de 2018
12:59 - atualizado às 15:52
Armas
Imagem: shutterstock

A fabricante brasileira de armas Forjas Taurus viu o volume negociado das suas ações crescer mais de 50 vezes na bolsa nos últimos dois meses.

A companhia pegou carona na corrida eleitoral e, mais especificamente, na campanha de Jair Bolsonaro (PSL), que defende o porte de armas no país.

Desde o início da campanha eleitoral em rádio e TV, o volume negociado das ações preferenciais da Taurus (FJTA4) aumentou de cerca de R$ 250 mil ao dia para mais de R$ 14 milhões. O preço do papel da companhia foi de R$ 2,34 ao patamar desta sexta-feira, 5, de R$ 4,98. Trata-se de uma alta de quase 113%.

E não há outra explicação para valorização que não acabe nas eleições, já que o desempenho da empresa não tem respaldo em seus dados financeiros. No primeiro semestre do ano, a fabricante acumulou um prejuízo de R$ 92,6 milhões, segundo o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do "Estadão".

Embora a receita com a venda de armas venha crescendo, a companhia está sendo impactada pelo aumento de despesas financeiras, que cresceram 98% no segundo trimestre deste ano ante igual período do ano anterior, chegando a R$ 118,6 milhões.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Quem quer dinheiro?

Gerdau (GGBR4) anuncia R$ 2,7 bilhões em dividendos e JCP e ainda dá tempo de garantir o dinheiro na conta

O pagamento dos proventos, que também inclui os acionistas da Metalúrgica Gerdau, tomará como base a posição acionária em 5 de novembro

Forte como sempre

Na Weg (WEGE3), a história se repete: o terceiro trimestre superou (mais uma vez) as expectativas

A Weg (WEGE3) mostrou um crescimento de quase 30% na receita líquida; o bom desempenho do mercado doméstico deu força aos resultados

Um pé lá, outro cá

Agora é oficial: Nubank pede registro para IPO duplo nos Estados Unidos e Brasil com oferta de BDRs na B3

O banco digital optou por listar seus papéis em uma bolsa norte-americana, mas, simultaneamente, também fará uma oferta de recibos de ações por aqui

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: sim, tudo continua ficando mais caro

No Brasil, o IBGE divulga o resultado do desemprego no último trimestre, encerrado em agosto, e o Tesouro Nacional divulga o resultado das contas do governo central de setembro, bem como o Relatório Mensal da Dívida de setembro. O grande destaque do dia, porém, em paralelo à temporada de resultados, é a decisão sobre a Selic, a partir das 18h30

MERCADOS HOJE

Ibovespa zera alta e passa a cair com perspectiva de decisão “mais dura” do Copom contra inflação e dólar opera próximo à estabilidade

Além da inflação acima do esperado, o mercado de trabalho brasileiro mostrou uma recuperação mais lenta do que a projetada, o que também pesa sobre o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies