Menu
2018-10-15T12:55:47-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Eleições 2018

Bolsonaro vai a 59% contra 41% de Haddad em nova pesquisa

15 de outubro de 2018
12:55
Montagem mostra candidatos Fernando Haddad e Jair Bolsonaro
Montagem mostra candidatos Fernando Haddad e Jair Bolsonaro - Imagem: Seu Dinheiro com Agência Brasil

O candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, tem 59% dos votos válidos contra 41% de Fernando Haddad, do PT. Isso é o que mostra a nova pesquisa BTG Pactual/FSB, divulgada na madrugada desta segunda-feira, 15.

Nos votos válido, excluem-se os brancos, nulos e abstenções. Quando se considera os votos totais, Bolsonaro continua à frente com 51% ante os 35% do petista.

 

Decidido

O levantamento também aponta que a decisão de voto dos eleitores do capitão reformado também é maior (94%) ante 89% de Haddad. Além disso, 76% dos entrevistados disseram que não iriam votar em ninguém e 59% irão optar por votar branco ou nulo.

O instituto ouviu 2.000 eleitores de 27 estados, por telefone, nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

PANOS QUENTES

‘Apresentei desculpas e colocamos ponto final’, diz Salles sobre atrito com Ramos

Salles e Ramos protagonizaram o mais recente atrito dentro do governo, tornado público após chefe do Meio Ambiente se referir ao general como “Maria Fofoca”

ALÍVIO

Mortes por covid-19 chegam ao menor nível desde maio, diz Fiocruz

Média móvel de novos casos ficou em 22.483 no sábado, alta de 11% em relação aos casos da semana anterior

LUTO

Morre presidente da Samsung, aos 78 anos

Lee Kun-hee foi responsável por transformar a companhia em um dos maiores conglomerados do mundo

INFLAÇÃO

Custo alto deve se manter até 2021 no material de construção

Superaquecimento de itens é reflexo de distorção entre oferta e demanda, diz pesquisadora da FGV

“efeito de três pontos”

O [mau] comportamento dos mercados: as semelhanças entre a trajetória do câmbio e de uma bola de basquete

O câmbio vai oscilar ao gosto das notícias – das guerras comerciais à falta de agenda econômica do governo federal. Mas existe um estranho – e ainda pouco compreendido – “efeito de três pontos”.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies