Menu
2018-09-22T11:15:43-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Alckmin manda preparar artilharia pesada contra Bolsonaro

Candidato do PSDB à Presidência vai retomar as críticas que foram interrompidas após atentado ao candidato do PSL

18 de setembro de 2018
19:55 - atualizado às 11:15
geraldo-alckmin
Alckmin quer fazer colar a ideia de que votar em Bolsonaro é carimbar a volta do PT ao poder - Imagem: Shutterstock

Na reta final do primeiro turno, Geraldo Alckmin (PSDB) vai partir para o tudo ou nada de vez. A campanha do candidato à Presidência pelo PSDB nas eleições 2018 decidiu retomar em seu horário eleitoral os ataques ao presidenciável do PSL e líder nas pesquisas de intenção de voto, Jair Bolsonaro.

A decisão de radicalizar a disputa foi tomada após reunião com aliados do Centrão na tarde desta terça-feira (18) em São Paulo. Além disso, Alckmin vai reforçar o tom anti-petista de sua campanha: a ideia é pregar o voto útil e o mantra de que "votar em Bolsonaro significa carimbar o passaporte do PT no 2° turno".

Encontro do desespero

A reunião de aliados do tucano foi convocada em caráter de emergência pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, coordenador político da campanha de Alckmin, e reuniu dirigentes do PR, PSD, PTB, PRB, SD e PSDB. Entre os participantes estavam Valdemar Costa Neto, do PR, Roberto Freire, do PPS, Guilherme Mussi, do PP, Silvio Torres, do PSDB, e o marqueteiro Lula Guimarães.

No encontro, Alckmin e seus auxiliares apresentaram aos aliados do Centrão as mudanças que serão feitas na estratégia de campanha e tentaram tranquilizar o grupo. Segundo relatos de participantes do encontro, os dirigentes dos partidos da coligação que apoiam Alckmin temem que Bolsonaro possa vencer no 1.° turno ou ir para o 2.° com Fernando Haddad, candidato do PT.

São remotas as chances da disputa terminar no dia 7 de outubro. O próprio ACM Neto disse a jornalistas que não há hipótese dessa eleição acabar no 1° turno, já que "essa é a eleição mais pulverizada desde 1989". Ainda segundo o prefeito de Salvador, o ataque a Bolsonaro em Juiz de Fora (MG) deixou todos os candidatos em "compasso de análise".

Estancando a sangria

Como mostrou o jornal "O Estado de S. Paulo" nesta terça-feira, Alckmin tenta impedir uma debandada do Centrão - o tucano está estagnado nas pesquisas de intenção de voto enquanto vê Bolsonaro consolidar seu eleitorado.

"Enquanto um dos candidatos lutava pela vida, não era razoável fazer um determinado tipo de enfrentamento político. Mas não iremos, em 7 de outubro, viver uma eleição entre a prisão e uma facada", disse ACM. "Não podemos deixar de evidenciar as fragilidades da candidatura de Bolsonaro", concluiu.

Quando questionado sobre as traições de aliados nos Estados, ACM minimizou. "Isso está acontecendo em todos os partidos, e não só da nossa coligação."

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

em meio à crise

BRMalls fecha parceria para venda nas plataformas da B2W

Acordo permite a venda dos produtos das mais de 6 mil lojas no Americanas.com, Submarino e Shoptime

esquenta dos mercados

Mercado faz pausa no rali enquanto aguarda decisão do BCE

Após alguns dias de rali, os mercados interncionais realizam lucros enquanto aguardam decisão monetária do BCE. Com a agenda esvaziada no Brasil, destaque para a divulgação dos pedidos de auxílio-desemprego e da balança comercial nos Estados Unidos.

após denúncia

Banco do Nordeste demite presidente 24 horas após posse

Decisão do governo foi tomada após o Estadão revelar que Alexandre Borges Cabral é alvo de uma apuração conduzida pelo TCU

diante da crise

Estímulos devem ser mantidos, diz FMI

Para Kristalina Georgieva, a comunidade internacional deve trabalhar para expandir as transformações digitais e reduzir desigualdades.

hoje não

Holanda rejeita acordo Mercosul-UE

Questão ambiental, relacionada à agricultura no Mercosul, foi o argumento central para o voto dos holandeses

de olho na varejista

Via Varejo anuncia oferta que pode movimentar R$ 4 bilhões

Recursos da oferta serão usados em investimentos em tecnologia e logística, inovação e desenvolvimento

covid-19

Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus em 24 h, novo recorde

Balanço divulgado pelo Ministério da Saúde trouxe 28.633 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, totalizando 584.016

efeito coronavírus

Vendas no varejo da zona do euro sofrem queda histórica de 11,7% de abril

Resultado ficou acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam contração ainda mais acentuada nas vendas, de 19%

Exclusivo SD Premium

As melhores ações na bolsa para junho, segundo 14 corretoras

Após consultar 14 corretoras, o Seu Dinheiro selecionou as três ações favoritas de cada uma delas. No pódio, duas velhas conhecidas voltam para mais uma presença no ranking após um bom desempenho em maio.

Agenda BC#

BC estende regras para débito automático a contas de pagamento pré-pagas

A diretoria do Banco Central decidiu estender para as contas de pagamento pré-pagas (aquelas cujos recursos devem ser depositados previamente) as regras sobre autorização e cancelamento de débitos em conta que já estavam previstas para contas de depósitos e para contas-salário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements