Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-12-26T15:52:56-02:00
Estadão Conteúdo
Dados do Tesouro Nacional

Dívida pública federal sobe 1,69% em novembro e atinge R$ 3,826 trilhões

Dado divulgado nesta quarta-feira pelo Tesouro inclui tanto a dívida interna quanto a dívida externa

26 de dezembro de 2018
15:52
Notas de dinheiro voando
Em outubro, o estoque estava em R$ 3,763 trilhõesImagem: Shutterstock

O estoque da dívida pública federal (DPF) subiu 1,69% em novembro e chegou a R$ 3,826 trilhões. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 26, pelo Tesouro Nacional. Em outubro, o estoque estava em R$ 3,763 trilhões.

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 29,02 bilhões em novembro. Já as emissões de papéis totalizaram R$ 52,013 bilhões, enquanto os resgates chegaram a R$ 17,334 bilhões, o que resultou em emissão líquida de R$ 34,68 bilhões.

A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) subiu 1,59% e fechou o mês passado em R$ 3,679 trilhões.

Já a Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 4,27% maior, somando R$ 146,96 bilhões no penúltimo mês do ano.

12 meses

A parcela da DPF a vencer em 12 meses caiu de 16,49% em outubro para 16,37% em novembro, segundo o Tesouro Nacional. Já o prazo médio da dívida caiu de 4,24 anos em outubro para 4,19 anos no mês passado.

O custo médio acumulado em 12 meses do estoque da DPF passou de 10,06% ao ano em outubro para 10,11% ao ano em novembro. Apesar do aumento, o custo médio das emissões dos títulos da dívida interna em novembro caiu e ficou em 7,70%, de acordo com os dados do Tesouro Nacional.

Prefixados

A parcela de títulos prefixados na DPF subiu de 32,51% em outubro para 32,86% em novembro. Os papéis atrelados à Selic também aumentaram a fatia, de 35,27% para 35,40%.

Os títulos remunerados pela inflação caíram para 27,72% do estoque da DPF em novembro, ante 28,31% em outubro. Os papéis cambiais elevaram a participação na DPF de 3,91% em outubro para 4,02% no mês passado.

Todos os papéis estão dentro das metas do Plano Anual de Financiamento (PAF) para este ano. O intervalo do objetivo perseguido pelo Tesouro para os títulos prefixados em 2017 é de 32% a 36%, enquanto os papéis remunerados pela Selic devem ficar entre 33% a 37%. No caso dos que têm índices de preço como referência, a meta também é de 27% a 31% e, no de câmbio, de 3% a 7%.

Estrangeiros

Os estrangeiros diminuíram a aquisição de títulos do Tesouro Nacional em novembro. A participação dos investidores não-residentes no Brasil no estoque da DPMFi caiu de 11,97% em outubro para 11,74% no mês passado, segundo o Tesouro Nacional.

Além de perder participação relativa no estoque da dívida, os estrangeiros diminuíram o valor dos papéis em suas mãos. O estoque em posse de não residentes caiu de R$ 433,41 bilhões em outubro para R$ 432,16 bilhões no mês passado.

Os fundos de investimento continuam sendo os maiores detentores de papéis do Tesouro, com a participação passando de 25,99% em outubro para 26,28% no mês passado. O grupo previdência aparece na sequência, com uma fatia que passou de 25,29% para 24,70%.

A parcela das instituições financeiras no estoque da DPMFi teve elevação de 22,66% em outubro para 23,08% em novembro. Já as seguradoras tiveram crescimento na participação de 4,01% para 4,27% no período.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies