Menu
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco) e “Abandonado” (Geração).
Mercado de capitais

Por que a redução de tamanho do BNDES é uma ótima notícia para quem investe

Sem o dinheiro barato e subsidiado do banco, empresas foram ao mercado de capitais e captaram R$ 169 bilhões entre janeiro e setembro. Títulos privados podem ser uma boa opção para quem busca rentabilidade mais gorda do que os papéis do governo

11 de outubro de 2018
17:29 - atualizado às 18:04
Sede do BNDES - Imagem: Agência Brasil

Sabe aquele valentão da escola que ocupa o playground na hora do recreio e não deixa mais ninguém brincar? Era mais ou menos assim que o BNDES atuava nos anos anteriores à crise.

Com muito dinheiro e taxas de juros camaradas - subsidiadas com o nosso dinheiro -, o banco de desenvolvimento emprestou bilhões de reais a empresas que poderiam se financiar captando recursos de investidores no mercado de capitais.

Apenas em 2013, o BNDES chegou a desembolsar R$ 190 bilhões, na política que ficou conhecida como “bolsa empresário”. Com a mudança na orientação do banco, os empréstimos recuaram mais da metade em relação ao pico e somaram R$ 71 bilhões no ano passado.

A redução de tamanho do BNDES e o fim dos empréstimos com taxas subsidiadas abriram espaço para o mercado de capitais brasileiro voltar a florescer. E essa é uma ótima notícia para você que tem dinheiro para investir.

Quando uma empresa vem a mercado em busca de recursos, ela pode emitir títulos de dívida, como debêntures, ou fazer uma oferta de ações na bolsa. Em um cenário de taxas de juros baixas como o atual, aplicar em um papel privado pode ser uma boa opção para quem busca uma rentabilidade mais gorda do que os títulos públicos.

Ao juntar a fome das empresas com a vontade de comer dos investidores, as captações de recursos no mercado de capitais somaram R$ 169,2 bilhões, considerando apenas as operações locais. Esse volume representa um crescimento de 24% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Anbima, associação que representa as instituições financeiras que atuam no mercado.

 

Um dos destaques foram as debêntures de infraestrutura, cuja aplicação possui isenção de imposto de renda para pessoas físicas. As emissões atingiram R$ 15,8 bilhões no ano, três vezes mais que no mesmo período do ano passado. Se quiser saber mais sobre os números divulgados hoje, leia também esta reportagem publicada pelo Seu Dinheiro.

Em um mundo ideal, o banco de desenvolvimento atuaria apenas nas operações necessárias para o país, mas para as quais não há demanda no mercado de capitais, seja pelo prazo ou pelas características.

Em entrevista recente ao Estadão/Broadcast, o presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, disse que não haverá espaço para uma reviravolta da política de subsídios do banco, independentemente do candidato que vencer as eleições presidenciais. A conferir.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também

Quem é a Pi

Somos uma plataforma aberta de investimentos formada por um time com pessoas de diferentes perfis, unidos por um único propósito: ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente. #Simples, porque temos uma loja de investimentos 100% digital a sua disposição mesmo antes de você abrir a conta; #Seguro […]

Tem que mudar isso aí!

Líderes de 13 partidos divulgam documento de apoio à Previdência, mas sem BPC e aposentadoria rural

Partidos que, juntos, somam 291 deputados também querem barrar proposta que retira da Constituição algumas regras para concessão e cálculo de benefícios

Olha a bomba!

Líderes de partidos na Câmara concordam em votar PEC que aumenta o poder do Congresso sobre o Orçamento

Projeto de 2015 foi ressuscitado pelos deputados em meio à crise política com o governo e pode ir a plenário já nesta terça-feira

Turma preocupada

Governadores alertam Guedes sobre a condução da reforma da Previdência

Líderes estaduais afirmam que a reforma da Previdência é uma condição de sobrevivência para União, Estados e municípios

Foi por pouco!

Ausente da CCJ, Guedes apanha, mas não será convocado

Ministro da Economia cancelou participação em audiência pública e virou alvo da oposição, mas deputados fecharam acordo para que Guedes compareça à comissão na quarta-feira da próxima semana como convidado

Agora vai?

Empresário deve assumir a comunicação do governo Bolsonaro

Mudança ocorre em meio ás críticas de que a comunicação do Planalto não “desenrolou” e que “já é abril e nada avançou”

DE OLHO NO GRÁFICO

Bull trap no ibovespa e S&P – Proteja-se

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Terças e quartas o tema é o mercado de ações. Quinta-feira é a vez das criptomoedas

Negócio de gigante

Uber compra Careem, sua rival no Oriente Médio, por US$ 3,1 bilhões

Negócio vai permitir que a Uber amplie sua influência na grande região que vai do Marrocos ao Paquistão

Tá feia a coisa

Avianca faz audiência para devolver aeronaves após eliminar rotas e fechar bases operacionais

Empresa justifica que as mudanças fazem parte de um processo de readequação das operações e redução da frota

De bem com o governo?

Maia volta ao time defensor da Previdência e se diz “preocupado com o Brasil sem reforma”

Presidente da Câmara defendeu o ministro Paulo Guedes após ele ter cancelado a participação na Comissão de Constituição e Justiça

Debate da reforma da Previdência

Oposição começa a recolher assinaturas para obrigar Paulo Guedes a comparecer à CCJ da Câmara

Iniciativa para convocar o ministro da Economia acontece após ele ter dar um “bolo” na comissão nesta terça-feira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu