Menu
2019-05-10T19:07:10+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
De olho na inflação

IPCA sobe 0,57% em abril, diz IBGE; maior variação para o mês desde 2016

O acumulado dos últimos doze meses foi para 4,94%, contra os 4,58% nos 12 meses imediatamente anteriores

10 de maio de 2019
9:29 - atualizado às 19:07
Consumo
Imagem: shutterstock

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de abril foi de 0,57% e ficou 0,18 ponto percentual abaixo da taxa de março (0,75%), informou o IBGE na manhã desta sexta-feira, 10. A variação acumulada no ano foi de 2,09%.

Essas duas variações são as maiores para um mês de abril desde 2016 (0,61% e 3,25%, respectivamente). O acumulado dos últimos doze meses foi para 4,94%, contra os 4,58% nos 12 meses imediatamente anteriores. Em abril de 2018, a taxa foi de 0,22%.

O resultado do IPCA de abril sofreu forte influência dos grupos Alimentação e bebidas (0,63%), Transportes (0,94%) e Saúde e cuidados pessoais (1,51%). Juntos, estes três grupos responderam por 89,5% do índice do mês.

O grupo Artigos de residência, com -0,24%, foi o único que apresentou deflação em abril.

Segundo o IBGE, o grupo Saúde e cuidados pessoais se destacou com a maior variação (1,51%) e o maior impacto (0,18 p.p.) dentre os grupos de produtos e serviços pesquisados.

As principais altas foram nos grupamentos de remédios (2,25%), refletindo o reajuste anual, em vigor desde 31 de março, com teto de 4,33%; higiene pessoal (2,76%), com destaque para os perfumes (de 1,45% em março para 6,56% em abril) e plano de saúde (0,80%).

Mesmo com a desaceleração no nível de preços de março (1,44%) para abril (0,94%), o grupo dos Transportes foi o segundo com maior variação e impacto no IPCA de abril.

A gasolina foi o principal impacto individual no mês (2,66% mais cara, em média). As variações ficaram entre o - 0,58% na região metropolitana de Salvador e a alta de 5,98% na região metropolitana de Porto Alegre.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

INPC em abril foi de 0,60%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do mês de abril apresentou variação de 0,60%, 0,17 ponto percentual abaixo da taxa de março (0,77%). A variação acumulada no ano ficou em 2,29%.

Tanto a variação mensal quanto a anual são as maiores para um mês de abril desde 2016 (0,64% e 3,58%, respectivamente). O acumulado dos últimos doze meses foi para 5,07%, contra 4,67% nos 12 meses imediatamente anteriores. Em abril de 2018, a taxa foi de 0,21%.

Os produtos alimentícios tiveram alta de 0,64% em abril, contra 1,50% em março. O agrupamento dos não alimentícios foi para 0,58%, frente a 0,45% em março.

Como é calculado o IPCA e o INPC

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.

Para o cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 30 de março a 30 de abril de 2019 (referência) com os preços vigentes no período de 27 de fevereiro a 29 de março de 2019 .

Já o INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

GIGANTE DE COSMÉTICOS

Natura e Avon: Veja 9 curiosidades sobre as empresas (agora ‘juntas e shallow now’)

Com a união de Natura e Avon, as empresas formarão 4º maior grupo de beleza do mundo. Confira 10 curiosidades sobre as companhias

saiu nova projeção

Ipea eleva previsão de IPCA em 2019 de 3,85% para 4,08%

Na comparação com a estimativa anterior, o novo cenário projetado prevê uma piora na inflação de alimentos e monitorados; nova projeção ainda está abaixo da meta oficial do IPCA, de 4,5%

De volta aos cofres da União

Caixa deve devolver R$ 3 bi ao governo

Recursos contribuirão para reduzir a dívida pública. A devolução refere-se ao dinheiro recebido pelos bancos durante o governo petista para reforçar seu capital

Pauta avançou no Congresso

Reforma tributária resultará em bom texto mesmo com mudança em comissão, diz Appy

Segundo Bernard Appy, a proposta de reforma tributária pode elevar em 10% o potencial de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em um período de dez anos

governo de lado

Senadores já discutem agenda própria

Em almoço realizado nesta quarta-feira, 22, na residência oficial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), líderes de bancadas avaliaram que o governo está “sem rumo”

Mais mercado, menos bancos

Crédito total no país é de R$ 9,5 trilhões ou 138% do PIB e governo fica com quase metade disso

Banco Central passa a apresentar dados sobre o crédito ampliado, que além das operações feitas no sistema financeiro, agrega títulos públicos, privados e operações externas

Blog da Angela

Se o risco é alto e a articulação deve ser perfeita, entregue-se ao inimigo…

A Nova Previdência será um passo fundamental para o reequilíbrio das contas públicas no médio e no longo prazo. Não é à toa que a reforma da Previdência é considerada a mãe das reformas estruturais que o Brasil precisa fazer

TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

Ares agitados: o novo jogo do setor aéreo

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

Sobe e desce

Ibovespa e dólar ficam perto da estabilidade, ponderando os riscos globais e locais

O Ibovespa e o dólar abriram o dia pressionados, mas já se afastaram do momento de maior tensão e, agora, ficam perto da estabilidade. O exterior negativo e o cenário político local são avaliados pelos agentes financeiros

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements