Menu
2019-07-04T17:01:02+00:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Os próximos passos

Guedes também aposta na votação da Previdência na semana que vem

Após a aprovação da reforma da Previdência, o ministro da Economia disse que o foco estará nas privatizações e em assegurar que os investimentos do setor privado voltem para o país

4 de julho de 2019
16:26 - atualizado às 17:01
06/05/2019 Reunia?o com o Ministro da Economia, Paulo Guedes
(Brasília-DF, 06/05/2019) Ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Isac Nóbrega/PR

Em uma grande sinfonia de palmas, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi recebido hoje (4) por convidados durante evento voltado para agentes autônomos e investidores da XP, a Expert 2019. Ao contrário do que se espera de eventos como esse, a plateia toda se levantou para recepcionar o ministro.

Com um tom bastante otimista e em seu primeiro discurso após saber que a Comissão Especial da Previdência havia aprovado o parecer do deputado Samuel Moreira hoje, Guedes disse acreditar que semana que vem a Câmara vai aprovar o texto da reforma da Previdência. "Aprovação é comprovação de que maioria quer botar o Congresso para funcionar".

O ministro ainda disse que a aprovação ajuda a perceber que há potência fiscal na reforma e que lá na frente pode ser feita a migração em direção à nova previdência e transição para o regime de capitalização.

E depois?

Após a aprovação da Previdência, o ministro disse que o foco estará nas privatizações. Ele vai anunciar no segundo semestre deste ano o programa de privatizações.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

"Pegamos as estatais todas e dividimos entre as que serão vendidas e outras que serão fechadas. Pode ser que a gente vá bem mais longe do que se espera", destacou Guedes.

O ministro também disse que as privatizações vão ser tocadas junto com dois projetos de extrema importância para colocar o Brasil nos trilhos. "Após a previdência, vamos tocar a reforma tributária na Câmara e no Senado vamos colocar em pauta o Pacto Federativo".

Choque de energia barata

Além de falar sobre a reforma, o ministro disse que vai ser anunciado um programa de choque de energia barata em cinco ou seis dias. Segundo ele, o objetivo é quebrar dois monopólios do gás, em termos de produção e de distribuição, o que afeta bastante o preço do produto.

De acordo com o ministro, já há empresas privadas que vão anunciar investimentos e há um governador que está incluído no programa. Mesmo sem citar nomes, Guedes deu a entender que o governador de São Paulo, João Doria, é um dos primeiros participantes. Além dele, há empresas privadas que estão preparadas para fazer o investimento.

Para o ministro, a expectativa é que o programa consiga derrubar em até 40% o custo da energia elétrica.

Vem investimento!

E ao fazer uma retrospectiva sobre os seus primeiros meses como ministro, Guedes destacou ainda que a medida em que o Estado foi ampliando o seu tamanho, ele empurrou o setor privado para fora da atividade econômica em um fenômeno conhecido como crowding out. Mas a ideia é reverter essa situação e voltar a atrair o investimento do setor privado na economia.

"Nos próximos 20 anos, o investimento privado é que vai comandar o país no fenômeno conhecido como crowding in de infraestrutura e de logística", afirmou o ministro.

Junto com essa mudança de mentalidade, Guedes disse que o acordo fechado recentemente entre o Mercosul e a União Europeia também deve ajudar a promover boas mudanças nos setores de infraestrutura e transporte.

"O acordo vai baixar drasticamente o custo de transporte e o Brasil poderá também reduzir o custo de logística", destacou o ministro.

Em suma, o ministro afirmou que o acordo vai ajudar a abrir a economia brasileira. "Está assegurada a abertura gradual da economia brasileira ao longo dos próximos dois anos ou dois anos e meio".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Ele nunca ganhou tanto dinheiro…

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

IPCA-15

Queda nos preços dos combustíveis pressiona e prévia da inflação sobe 0,09% em julho, diz IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), a prévia da inflação, já acumula uma alta de 2,42% no ano. Em 12 meses, o índice chega a 3,27%. 

Mudança no comando

Boris Johnson é eleito chefe do partido Conservador e substituirá Theresa May como premiê britânico

Johnson terá como principal tarefa a conclusão do ‘Brexit’, a separação oficial do Reino Unido da União Europeia, uma dificuldade enfrentada por sua antecessora que foi derrotada três vezes no Parlamento britânico

aporte de peso

Microsoft vai investir US$ 1 bi em projeto de inteligência artificial de Elon Musk

Empresas planejam estender os recursos do serviço de nuvem corporativo Microsoft Azure em sistemas de IA em larga escala

Balanço

Santander tem lucro de R$ 3,635 bilhões no segundo trimestre e rentabilidade bate em 21,3%

Tanto o lucro líquido, que aumentou 20,2% em relação ao segundo trimestre do ano passado e ficou mais uma vez acima das projeções, como a rentabilidade representam o maior patamar histórico para o Santander

Operação lava Jato

Juiz condena delator e valida acordos de R$ 700 mi da Lava Jato

Para fraudar a competitividade de procedimentos licitatórios da Petrobras, um cartel composto pelas maiores empreiteiras do Brasil, incluindo a Construtora Camargo Corrêa, pagava propina para Paulo Roberto Costa, diretor de Abastecimento da estatal.

a bula do mercado

O inevitável afrouxamento monetário se aproxima

Dados do IPCA-15 serão decisivos para calibrar expectativas sobre corte de juro

Ah, poxa vida!

Em nova proposta, governo agora quer limitar saques do FGTS a R$ 500 em 2019

O público-alvo da medida são 100 milhões de contas do fundo (um trabalhador pode ter mais de uma conta)

O Seu Dinheiro na sua noite

Atrás do trio elétrico

Questionado certa vez sobre quem seria o “novo Caetano Veloso”, o cantor e compositor baiano respondeu: “o novo Caetano Veloso sou eu.” Na época, a música popular brasileira apresentava uma renovação com nomes como Lenine, Zeca Baleiro e, principalmente, Chico César. O paraibano era apontado como o principal candidato a herdar o trono do baiano, […]

Vish!

CVM suspende atuação irregular de empresa que tem Ronaldinho Gaúcho como garoto-propaganda

A empresa oferece produtos por meio de site, de eventos presenciais e de redes sociais como Facebook e Twitter

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements